news:

Sul de Minas

Homem é morto a tiros no São Geraldo, em Pouso Alegre


foto_principal.png
22/02/2018

Matéria extraída do Terra do Mandu

 

Um homem foi morto a tiros no início da tarde desta quinta-feira (22) no bairro São Geraldo, em Pouso Alegre. De acordo com a Polícia Militar, a vítima é Jizreel da Costa Silva, de 29 anos, mais conhecido como Dhel. Ele já foi preso, pelo menos, duas vezes, e tinha atividades ligadas ao tráfico de drogas no bairro.

 

Ainda segundo a PM, dois homens de moto teriam se aproximado do carro em que Dhel estava e atiraram. Em seguida os autores do crime fugiram. A execução ocorreu na rua Benedito Libânio. A polícia procura pelos suspeitos.

 

 

Este é o terceiro homicídio no São Geraldo em 2018

 

No início do mês (03/02), Fábio Ricardo da Silva, de 35 anos, conhecido como Bisteca, foi baleado perto de um bar e morreu horas depois no Hospital das Clínicas Samuel Libânio.

 

Segundo o boletim da PM, Fábio estava conversando com amigos em frente a um bar da Rua Oscar Dantas quando o autor dos disparos teria se aproximado em uma bicicleta. O suspeito deixou a bicicleta no chão e foi até Fábio Ricardo e atirou. Dois tiros acertaram o braço, outros dois as costas e um quinto a cabeça da vítima.

 

Em janeiro (dia 03), Rafael Bernardes dos Santos, de 31 anos, conhecido como Cebola, também foi morto a tiros no bairro São Geraldo. A vítima tinha passagens pela polícia por furto, roubo e tráfico.

 

Moradores do São Geraldo contaram à Polícia Militar que, momentos antes do crime, Rafael Cebola havia passado numa padaria e informado que iria cobrar uma dívida. Minutos depois, o corpo dele foi encontrado numa área do “Campo dos Ciganos”. Com ele estava um papel com anotações de nomes e telefone.

Matéria extraída do Terra do Mandu


 


Um homem foi morto a tiros no início da tarde desta quinta-feira (22) no bairro São Geraldo, em Pouso Alegre. De acordo com a Polícia Militar, a vítima é Jizreel da Costa Silva, de 29 anos, mais conhecido como Dhel. Ele já foi preso, pelo menos, duas vezes, e tinha atividades ligadas ao tráfico de drogas no bairro.


 


Ainda segundo a PM, dois homens de moto teriam se aproximado do carro em que Dhel estava e atiraram. Em seguida os autores do crime fugiram. A execução ocorreu na rua Benedito Libânio. A polícia procura pelos suspeitos.


 


 


Este é o terceiro homicídio no São Geraldo em 2018


PATROCINADORES

 


No início do mês (03/02), Fábio Ricardo da Silva, de 35 anos, conhecido como Bisteca, foi baleado perto de um bar e morreu horas depois no Hospital das Clínicas Samuel Libânio.


 


Segundo o boletim da PM, Fábio estava conversando com amigos em frente a um bar da Rua Oscar Dantas quando o autor dos disparos teria se aproximado em uma bicicleta. O suspeito deixou a bicicleta no chão e foi até Fábio Ricardo e atirou. Dois tiros acertaram o braço, outros dois as costas e um quinto a cabeça da vítima.


 


Em janeiro (dia 03), Rafael Bernardes dos Santos, de 31 anos, conhecido como Cebola, também foi morto a tiros no bairro São Geraldo. A vítima tinha passagens pela polícia por furto, roubo e tráfico.


 


Moradores do São Geraldo contaram à Polícia Militar que, momentos antes do crime, Rafael Cebola havia passado numa padaria e informado que iria cobrar uma dívida. Minutos depois, o corpo dele foi encontrado numa área do “Campo dos Ciganos”. Com ele estava um papel com anotações de nomes e telefone.


Matéria extraída do Terra do Mandu



Um homem foi morto a tiros no início da tarde desta quinta-feira (22) no bairro São Geraldo, em Pouso Alegre. De acordo com a Polícia Militar, a vítima é Jizreel da Costa Silva, de 29 anos, mais conhecido como Dhel. Ele já foi preso, pelo menos, duas vezes, e tinha atividades ligadas ao tráfico de drogas no bairro.



Ainda segundo a PM, dois homens de moto teriam se aproximado do carro em que Dhel estava e atiraram. Em seguida os autores do crime fugiram. A execução ocorreu na rua Benedito Libânio. A polícia procura pelos suspeitos.



PATROCINADORES

Este é o terceiro homicídio no São Geraldo em 2018



No início do mês (03/02), Fábio Ricardo da Silva, de 35 anos, conhecido como Bisteca, foi baleado perto de um bar e morreu horas depois no Hospital das Clínicas Samuel Libânio.



PATROCINADORES

Segundo o boletim da PM, Fábio estava conversando com amigos em frente a um bar da Rua Oscar Dantas quando o autor dos disparos teria se aproximado em uma bicicleta. O suspeito deixou a bicicleta no chão e foi até Fábio Ricardo e atirou. Dois tiros acertaram o braço, outros dois as costas e um quinto a cabeça da vítima.



Em janeiro (dia 03), Rafael Bernardes dos Santos, de 31 anos, conhecido como Cebola, também foi morto a tiros no bairro São Geraldo. A vítima tinha passagens pela polícia por furto, roubo e tráfico.



Moradores do São Geraldo contaram à Polícia Militar que, momentos antes do crime, Rafael Cebola havia passado numa padaria e informado que iria cobrar uma dívida. Minutos depois, o corpo dele foi encontrado numa área do “Campo dos Ciganos”. Com ele estava um papel com anotações de nomes e telefone.



Veja Também