news:

Sul de Minas

Protestos no Sul de Minas contra alta no preço do diesel


foto_principal.jpg
21/05/2018

Matéria extraída do G1

 

Pontos de manifestação foram registrados nas rodovias Fernão Dias, BR-265, BR-491 e MG-050.

 

Grupos de caminhoneiros realizam protestos em rodovias do Sul de Minas na manhã desta segunda-feira (21). Os manifestos fazem parte de um movimento nacional contra a alta no preço do diesel. Na região, foram registradas paralisações em pelo menos quatro rodovias - Fernão Dias, BR-265, BR-491 e MG-050.

 

Na rodovia Fernão Dias, a manifestação foi na região de Lavras, na altura no quilômetro 690, onde há interdição parcial. Em um trecho próximo ao Sul de Minas, em Oliveira, há interdição parcial sentido Belo Horizonte, no quilômetro 617.

 

Os caminhoneiros também protestam na BR-265, no trevo de acesso a Santana da Vargem. Os caminhões começam a parar no quilômetros 413. Próximo a Varginha e Três Corações, na BR-491, a manifestação começou às 7h e paralisou a pista nos dois sentidos. Há trechos de lentidão e apenas carros de passeio estão autorizados a seguir viagem.

 

Na MG-050, segundo a associação de proprietários de veículos de São Sebastião do Paraíso, 30 caminhões estão no quilômetro 1. A faixa está liberada apenas para carros de passeio e ambulâncias.

 

Em Minas Gerais, pelo menos outros quatro pontos tiveram manifestos dos caminhoneiros. O último reajuste no preço do diesel, anunciado pela Petrobras, foi na sexta-feira (18). O aumento foi de 0,80%, e aparece como o quinto reajuste diário seguido.

Matéria extraída do G1


 


Pontos de manifestação foram registrados nas rodovias Fernão Dias, BR-265, BR-491 e MG-050.


 


Grupos de caminhoneiros realizam protestos em rodovias do Sul de Minas na manhã desta segunda-feira (21). Os manifestos fazem parte de um movimento nacional contra a alta no preço do diesel. Na região, foram registradas paralisações em pelo menos quatro rodovias - Fernão Dias, BR-265, BR-491 e MG-050.


 


PATROCINADORES

Na rodovia Fernão Dias, a manifestação foi na região de Lavras, na altura no quilômetro 690, onde há interdição parcial. Em um trecho próximo ao Sul de Minas, em Oliveira, há interdição parcial sentido Belo Horizonte, no quilômetro 617.


 


Os caminhoneiros também protestam na BR-265, no trevo de acesso a Santana da Vargem. Os caminhões começam a parar no quilômetros 413. Próximo a Varginha e Três Corações, na BR-491, a manifestação começou às 7h e paralisou a pista nos dois sentidos. Há trechos de lentidão e apenas carros de passeio estão autorizados a seguir viagem.


 


Na MG-050, segundo a associação de proprietários de veículos de São Sebastião do Paraíso, 30 caminhões estão no quilômetro 1. A faixa está liberada apenas para carros de passeio e ambulâncias.


 


Em Minas Gerais, pelo menos outros quatro pontos tiveram manifestos dos caminhoneiros. O último reajuste no preço do diesel, anunciado pela Petrobras, foi na sexta-feira (18). O aumento foi de 0,80%, e aparece como o quinto reajuste diário seguido.


Matéria extraída do G1



Pontos de manifestação foram registrados nas rodovias Fernão Dias, BR-265, BR-491 e MG-050.



Grupos de caminhoneiros realizam protestos em rodovias do Sul de Minas na manhã desta segunda-feira (21). Os manifestos fazem parte de um movimento nacional contra a alta no preço do diesel. Na região, foram registradas paralisações em pelo menos quatro rodovias - Fernão Dias, BR-265, BR-491 e MG-050.



PATROCINADORES

Na rodovia Fernão Dias, a manifestação foi na região de Lavras, na altura no quilômetro 690, onde há interdição parcial. Em um trecho próximo ao Sul de Minas, em Oliveira, há interdição parcial sentido Belo Horizonte, no quilômetro 617.



Os caminhoneiros também protestam na BR-265, no trevo de acesso a Santana da Vargem. Os caminhões começam a parar no quilômetros 413. Próximo a Varginha e Três Corações, na BR-491, a manifestação começou às 7h e paralisou a pista nos dois sentidos. Há trechos de lentidão e apenas carros de passeio estão autorizados a seguir viagem.



Na MG-050, segundo a associação de proprietários de veículos de São Sebastião do Paraíso, 30 caminhões estão no quilômetro 1. A faixa está liberada apenas para carros de passeio e ambulâncias.



Em Minas Gerais, pelo menos outros quatro pontos tiveram manifestos dos caminhoneiros. O último reajuste no preço do diesel, anunciado pela Petrobras, foi na sexta-feira (18). O aumento foi de 0,80%, e aparece como o quinto reajuste diário seguido.



Veja Também