news:

Notícias

MDB define Simone Tebet como rival de Rodrigo Pacheco na eleição do Senado

Publicado por TV Minas em 13/01/2021 às 01h09

foto_principal.jpg

Parlamentar do Mato Grosso do Sul vai representar os emedebistas na disputa pela presidência da Casa.

 

O MDB definiu, nesta terça-feira (12/01), Simone Tebet (MS) como candidata do partido na disputa pela presidência do Senado Federal. A parlamentar vai enfrentar o mineiro Rodrigo Pacheco (DEM), candidato apoiado pelo atual presidente da Câmara Alta do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

 

Internamente, o MDB também cogitava os nomes de Eduardo Braga (AM), Eduardo Gomes (TO) e Fernando Bezerra Coelho (PE). Tebet, no entanto, acabou sendo escolhida pelo partido.

 

Ao anunciar a senadora como representante do partido na eleição, o MDB fez menção à pandemia do novo coronavírus.

 

“A independência no comando do Legislativo é de fundamental importância neste período de crise, em que o país precisa estar acima de qualquer disputa política e ideológica na reconstrução da economia e na imunização universal e gratuita contra a COVID-19”, diz trecho do comunicado da sigla.

 

Aos 50 anos, Simone Tebet é senadora desde 2015. Ela é advogada por formação. O MDB começou 2021 com 13 dos 81 senadores. Nesta terça, o partido ganhou dois novos parlamentares: Vital do Rêgo, eleito pela Paraíba, e Rose de Freitas, do Espirito Santo.

 

 

Partido aliado ao MDB vai apoiar Pacheco

 

No Senado Federal, o MDB lidera o bloco parlamentar Unidos Pelo Brasil, engrossado por Progressistas e Republicanos — que declarou, na semana passada, apoio formal a Rodrigo Pacheco.

 

O mineiro tem, ainda, apoios de PSD, Pros, PT, PSC e PL. Ao todo, o cordão em torno de Pacheco soma 31 parlamentares.

 

 

Patrocinador:

Parlamentar do Mato Grosso do Sul vai representar os emedebistas na disputa pela presidência da Casa.


 


O MDB definiu, nesta terça-feira (12/01), Simone Tebet (MS) como candidata do partido na disputa pela presidência do Senado Federal. A parlamentar vai enfrentar o mineiro Rodrigo Pacheco (DEM), candidato apoiado pelo atual presidente da Câmara Alta do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre (DEM-AP).


 


Internamente, o MDB também cogitava os nomes de Eduardo Braga (AM), Eduardo Gomes (TO) e Fernando Bezerra Coelho (PE). Tebet, no entanto, acabou sendo escolhida pelo partido.


 


Ao anunciar a senadora como representante do partido na eleição, o MDB fez menção à pandemia do novo coronavírus.


 


“A independência no comando do Legislativo é de fundamental importância neste período de crise, em que o país precisa estar acima de qualquer disputa política e ideológica na reconstrução da economia e na imunização universal e gratuita contra a COVID-19”, diz trecho do comunicado da sigla.


 


Aos 50 anos, Simone Tebet é senadora desde 2015. Ela é advogada por formação. O MDB começou 2021 com 13 dos 81 senadores. Nesta terça, o partido ganhou dois novos parlamentares: Vital do Rêgo, eleito pela Paraíba, e Rose de Freitas, do Espirito Santo.


PATROCINADORES

 


 


Partido aliado ao MDB vai apoiar Pacheco


 


No Senado Federal, o MDB lidera o bloco parlamentar Unidos Pelo Brasil, engrossado por Progressistas e Republicanos — que declarou, na semana passada, apoio formal a Rodrigo Pacheco.


 


O mineiro tem, ainda, apoios de PSD, Pros, PT, PSC e PL. Ao todo, o cordão em torno de Pacheco soma 31 parlamentares.


 


 


Patrocinador:



Parlamentar do Mato Grosso do Sul vai representar os emedebistas na disputa pela presidência da Casa.



O MDB definiu, nesta terça-feira (12/01), Simone Tebet (MS) como candidata do partido na disputa pela presidência do Senado Federal. A parlamentar vai enfrentar o mineiro Rodrigo Pacheco (DEM), candidato apoiado pelo atual presidente da Câmara Alta do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre (DEM-AP).



Internamente, o MDB também cogitava os nomes de Eduardo Braga (AM), Eduardo Gomes (TO) e Fernando Bezerra Coelho (PE). Tebet, no entanto, acabou sendo escolhida pelo partido.



Ao anunciar a senadora como representante do partido na eleição, o MDB fez menção à pandemia do novo coronavírus.



PATROCINADORES

“A independência no comando do Legislativo é de fundamental importância neste período de crise, em que o país precisa estar acima de qualquer disputa política e ideológica na reconstrução da economia e na imunização universal e gratuita contra a COVID-19”, diz trecho do comunicado da sigla.



Aos 50 anos, Simone Tebet é senadora desde 2015. Ela é advogada por formação. O MDB começou 2021 com 13 dos 81 senadores. Nesta terça, o partido ganhou dois novos parlamentares: Vital do Rêgo, eleito pela Paraíba, e Rose de Freitas, do Espirito Santo.



Partido aliado ao MDB vai apoiar Pacheco



PATROCINADORES

No Senado Federal, o MDB lidera o bloco parlamentar Unidos Pelo Brasil, engrossado por Progressistas e Republicanos — que declarou, na semana passada, apoio formal a Rodrigo Pacheco.



O mineiro tem, ainda, apoios de PSD, Pros, PT, PSC e PL. Ao todo, o cordão em torno de Pacheco soma 31 parlamentares.



Patrocinador:





Veja Também