Curiosidades
Procura-se a mulher mais rica do mundo

01/10/2017

Após a morte da herdeira da L’Oreal, Liliane Bettencourt, sua filha e a dona do Walmart, Alice Walton, disputam o título.

 

Na ausência da realeza, os Estados Unidos deram à luz em 200 anos a uma aristocracia empresarial. Sobrenomes como Koch, Rockefeller ou Mars formam lendárias linhagens do mundo dos negócios. E se tivesse que citar uma rainha-mãe de todos eles, a coroa iria para Alice Walton, herdeira do gigante varejista WalMart, a mulher mais rica da América, com uma fortuna de 33,8 bilhões de dólares, segundo a última classificação da Forbes, correspondente a 2017.

 

Em nível mundial, a morte da herdeira da multinacional de cosméticos L’Oreal, Liliane Bettencourt, na semana passada aos 94 anos, deixou em aberto o posto de maior fortuna do planeta nas mãos de uma mulher. Embora a plataforma de dados financeiros Bloomberg tenha passado rapidamente o bastão para sua filha, Françoise Bettencourt-Meyers, uma parisiense nascida em 1953, a distribuição da herança pode alterar sua posição. O bolo é composto por uma participação de 33,05% nas ações deste império empresarial, que estão agrupados na empresa financeira Thétys, segundo o Le Monde. Em 1992, de acordo com o jornal francês, a matriarca tinha organizado uma divisão que deixava dois terços nas mãos de sua filha e um terço em propriedade de seus dois netos.

 

A divisão deste pacote de ações deixaria o cetro com Alice Walton, que tem 67 anos e possivelmente cerca de 37,9 bilhões de dólares, segundo o índice de milionários da Bloomberg atualizado na terça-feira, que a mantém abaixo de Bettencourt-Meyers. No ranking conjunto, composto por homens e mulheres, a francesa ocupa o posto número 15 e a norte-americana, o 17.

 

 

Françoise Bettencourt-Meyers, filha da falecida Liliane Bettencourt, em 2015.

 

 

Alice Walton é precedida nessa classificação por seus irmãos, Rob e Jim, que estão nos postos 16 e 17, respectivamente. Os Walton, filhos do fundador do Walmart, Sam Walton, controlam a bagatela de 130 bilhões de dólares, cerca de 12 vezes mais do que os famosíssimos Rockefeller. Ela leva uma vida bastante discreta, apesar de sua fortuna, embora isso não signifique que seja anônima ou simples. É, na verdade, uma importante colecionadora de arte e mecenas. Em 2011 abriu um museu com um investimento de 50 milhões de dólares, o Crystal Bridges de Bentonville (Arkansas), para abrigar sua coleção particular, no valor de cerca de 500 milhões de dólares, de acordo com a Business Insider. Durante as últimas eleições para a presidência dos Estados Unidos contribuiu para financiar a campanha da democrata Hillary Clinton.

 

No olimpo das mulheres mais ricas do mundo, além de Françoise Bettencourt-Meyers, de 64 anos, e Alice Walton, também está Jacqueline Mars, da empresa de chocolate e doces Mars, com 32,5 bilhões, a terceira no ranking feminino e no posto 24 na classificação geral. A alemã Susanne Klatten, da BMW, com 22,5 bilhões, é a quarta mulher mais rica e ocupa o posto 37 na lista global. A Forbes também concedeu um lugar entre as mais ricas para a italiana Maria Franca Fissolo, viúva de Michele Ferrero, criador do império do doce Ferrero (proprietário, entre outras marcas, da Nutella).

Fonte: EL PAÍS
Veja Também