Esporte
Cruzeiro precisará investir para continuar com artilheiro da base

02/11/2017

Jonata está emprestado pelo CRB, de Alagoas, até o fim do ano.

 

Sem dinheiro para investir em contratações, o Cruzeiro precisará tomar uma decisão importante na reta final desta temporada. O clube tem prioridade na aquisição do atacante Jonata, do time Sub-20, apenas até 31 de dezembro e precisará realizar a compra para seguir com o jogador. Destaque das categorias de base e relacionado por Mano Menezes para o jogo diante do Palmeiras, na última segunda-feira, ele pertence ao CRB, de Alagoas. Conforme apurou o Superesportes, o Cruzeiro precisará desembolsar cerca de R$600 mil para adquirir 70% dos direitos econômicos.

 

Jonata é um dos atletas que estavam numa pré-lista do Cruzeiro para ser promovido ao elenco profissional em 2018. Como os responsáveis pelo departamento de futebol serão alterados, há possibilidade de a lista também sofrer mudanças. Em entrevista à reportagem, Itair Machado, escolhido para chefiar o futebol na gestão de Wagner Pires de Sá, disse que ainda conversará com Mano Menezes sobre as promoções da base na próxima temporada.

 

“Vamos fazer uma reunião para começar a fazer as articulações de transição do jogador da base para o profissional. Com certeza, pelo fato de o Mineiro e a Libertadores estarem casadas, teremos de subir os jogadores que o Mano pedir. Será até bom, pois o jogador terá um espaço maior num campeonato tão importante quanto o Mineiro. O Campeonato Mineiro é um campeonato que eu respeito, pois já ganhei. O torcedor gosta de assistir ao Campeonato Mineiro”, disse.

 

Ainda estavam na pré-lista do atual departamento de futebol para servir o time profissional em 2018 os meio-campistas Vander (volante, 13/09/1998 [19 anos], chegou ao Cruzeiro em 2014) e Thonny Anderson (meia-atacante, 27/12/1997 [19 anos], chegou ao Cruzeiro em 2015) e os laterais Vitor Luiz (lateral-esquerdo, 5/12/1997 [19 anos], chegou ao Cruzeiro em 2010) e Vitinho (lateral-direito, 23/07/1999 [18 anos], chegou ao Cruzeiro em 2012). 

 

Falando em custos, o clube celeste já precisará desembolsar alta quantia para manter dois dos principais jogadores do elenco de Mano Menezes na próxima temporada. A continuação de Hudson em 2018, caso o Cruzeiro não consiga negociar com o São Paulo, custará cerca de R$5,7 milhões. Já Diogo Barbosa tem 25% de seus direitos econômicos, que pertencem ao Coimbra, do Banco BMG, fixados em R$3,75 milhões. Se realizar os três negócios (Hudson, Diogo e Jonata), a Raposa precisaria investir pouco mais de R$10 milhões. 

Veja Também