Sul de Minas
Diversas cidades se reúnem para cobrar melhorias dos serviços da Copasa

09/11/2017

Altos preços nas tarifas e falhas no abastecimento são algumas das reclamações.

Matéria extraída do G1

 

Cerca de 40 representantes de câmaras de vereadores de cidades do Sul de Minas participaram de uma reunião em Pouso Alegre para discutir a qualidade dos serviços prestados pela Copasa na região. O evento aconteceu nesta quarta-feira (8) na Câmara Municipal.

 

A Comissão Especial de Inquérito da Câmara de Vereadores de Pouso Alegre apresentou, no mês passado, o relatório de um estudo que durou 180 dias. O documento apontou que a Copasa cobra pelo serviço de tratamento de esgoto na cidade, mas não realiza o trabalho de maneira adequada.

 

O relatório feito pela comissão mostrou ainda pontos com esgoto correndo a céu aberto e sendo despejados, inclusive, nos leitos dos Rios Mandu e Sapucaí Mirim, que abastecem o município.

 

Segundo o vereador Mário Alves (PSDB) de Caxambu, que esteve na reunião, os moradores da cidade reclamam da qualidade da água entregue para a população. “O serviço é mal prestado, falta água nos bairos, a tarifa é elevada e o contrato já está vencido. Eles não estão cumprido o contrato conforme está previsto", reclama.

 

Já o vereador Hugo Zotti (PSD), de Monte Santo de Minas, reclama que o contrato, vencido em 2013, até hoje não foi renovado. “Em novembro de 2016, o metro cúbico da água custava R$ 2,46 e nesse ano já foi para R$ 7. Mais de 100% de aumento. E mesmo aumentando esses preços, os serviços continuam sendo ruins", conta.

 

Segundo o vereador de Monte Santo de Minas, a partir do encontro, será redigido um documento final, em que os municípios esperam conseguir uma melhora nos serviços prestados.

 

A Copasa informou que está presente em 635 municípios mineiros e se coloca à disposição das câmaras municipais para prestar esclarecimentos de suas ações e realizações. A companhia afirma ainda estar sempre aberta ao diálogo.

Fonte: G1
Veja Também