Menina de 9 anos é assassinada e suspeito é linchado por moradores, em Minas Gerais

Publicado por Tv Minas em 30/09/2021 às 16h02

Garotinha saiu de casa para ir até uma mercearia e não foi mais vista; corpo dela foi encontrado debaixo de uma porta nos fundos da casa do suspeito.

Uma menina, de 9 anos, foi assassinada com, pelo menos, dez facadas no bairro Gutierrez, em Araguari, no Triângulo Mineiro. O crime foi descoberto pela Polícia Militar na tarde dessa quarta-feira (29). O principal suspeito foi linchado por moradores que se revoltaram com o caso.

De acordo com informações da Polícia Militar, a menina, Larissa dos Anjos Sena saiu de casa para ir até uma mercearia, por volta das 11h30 dessa quarta, quando não foi mais vista. Preocupados com o sumiço da menina, vizinhos começaram a procurar por ela.

Uma testemunha que estava participando das buscas da menina questionou o suspeito se a teria visto, mas o homem negou que a tenha encontrado. Entretanto, outros moradores do bairro disseram que viram o suspeito na companhia da menina horas antes, e, por isso, foram até a casa do homem.

Ao chegarem lá, se dirigiram até os fundos da residência e encontraram o corpo da menina debaixo de uma porta, coberto de folhas de bananeira. A terra em volta do local estava revirada. Revoltados com a situação, os moradores mataram o homem.

A PM chegou no local e encontrou o suspeito já sem vida. Em seguida, acharam o corpo da menina nos fundos da casa. O SAMU foi acionado e constatou a morte de ambos.

Segundo a PM, a perícia fez exame no corpo da criança para saber se ela sofreu algum abuso sexual, mas o resultado ainda não foi divulgado. O homem e a criança moravam na mesma rua, mas não tinham grau de parentesco. 

A corporação informou ainda que o suspeito tinha passagens pela PM. A faca possivelmente utilizada no crime foi apreendida.

Casa de suspeito de assassinar criança é incendiadaCasa de suspeito de assassinar criança foi incendiada.

 

Casa de suspeito é incendiada

A casa do suspeito foi queimada ainda na noite desta quarta-feira (30/9) por pessoas revoltadas com o crime. 

Segundo o Corpo de Bombeiros, ao serem chamados no Bairro Gutierrez, as equipes encontraram a casa ainda em chamas. Foi preciso forçar a entrada para o combate do fogo. Cerca de mil litros de água foram usados para apagar o incêndio e fazer o rescaldo para evitar nova ignição do fogo.

Apesar dos estragos gerais, apenas um dos cômodos ficou destruído por completo, segundo os militares, além de danos no mobiliário do imóvel.

Ainda não há como saber como o fogo realmente começou, mas a informação que circulou pela vizinhança era de que moradores da região que iniciaram o incêndio.

O suspeito do crime foi linchado após o corpo da criança ter sido encontrado no quintal da residência.

Fonte: O Tempo

Compartilhe essa matéria: