Menina de 10 anos que estava desaparecida após ir à padaria é encontrada morta

Publicado por Tv Minas em 02/08/2022 às 12h21

Corpo de Bárbara Vitória foi localizado em um matagal na manhã desta terça-feira (2). A criança estava amordaçada e vestia apenas a camisa do Atlético-MG.

O corpo da menina Bárbara Vitória Lopes, de 10 anos, foi encontrado em Ribeirão das Neves nesta terça-feira (2). Uma vizinha estava passando pelo campo de futebol Pedra Branca, no bairro Landi 2ª Seção, e se deparou com uma garota morta vestida com camisa do Atlético-MG. 

Kate Alves Botelho, de 27 anos, foi quem achou o corpo da menina Bárbara, que desapareceu no último domingo (31), após sair para comprar pão.

Corpo de Bárbara foi encontrado em matagal no bairro LandiCorpo foi encontrado em um matagal próximo a um campo de futebol em Ribeirão das Neves.

A criança estava em um matagal atrás do gol do campo de futebol Pedra Branca. Ela também foi encontrada sem os shorts usados no dia do desaparecimento. 

"Eu achei ele [o corpo] de lado, jogado, sem a calça e com a boca amarrada. A primeira reação foi entender se era ela ou não, porque ela estava de costas e parecia uma boneca. Aí, cheguei mais perto e confirmei: é a Bárbara. Todo mundo que eles matam jogam aqui nesse matagal", contou Kate Alves Botelho à reportagem de O TEMPO

Menina está desaparecida desde domingo (31) — Foto: Reprodução/Redes SociaisBárbara estava desaparecida desde domingo (31) 

Ela afirma que, primeiro, acionou outros garotos que estavam no campo jogando bola. "Falei: 'é a menina de 10 anos, ela está aqui, gente! Alguém ajuda!' Ninguém acreditou, daí gritei mais alto para chamarem a polícia e decidi ir atrás dos pais dela para avisar", relata.

Bárbara foi vista pela família pela última vez por volta das 17h30 do último domingo (31), quando saiu de casa para ir a uma padaria localizada a cerca de 400 metros de distância para comprar pão.

Um dos homens que aparece nas filmagens chegou a ser conduzido para a delegacia nesta segunda-feira (1º), mas foi liberado por falta de provas.

 Clique no banner para saber mais. 

Fonte: G1

Compartilhe essa matéria: