Caso raro: Durante gestação, bebê rompe útero da mãe

Publicado por Tv Minas em 30/04/2021 às 15h42

Com aproximadamente 25 semanas, o pequeno rompeu a parede uterina e sua pernas ficaram na cavidade abdominal.

O The New England Journal of Medicine publicou um estudo que mostra um caso raro em que um bebê prematuro perfurou o útero da mãe durante a gestação. Com aproximadamente 25 semanas, o pequeno rompeu a parede uterina e sua pernas ficaram na cavidade abdominal.

O estudo conta que a ruptura do útero seguida da chamada amniocele - que é quando o saco amniótico (redoma que abriga e protege o bebê durante a gestação) se projeta através da parede do útero – só foi descoberta durante a realização de um ultrassom de rotina na 22ª semana de gestação.

O caso aconteceu na França. Durante um exame de rotina de ultrassom, os médicos observaram a anomalia em uma mãe de 33 anos. De acordo com o documento publicado, a grávida não relatou nenhum sintoma ou algo estranho com ela.

Caso raro: durante gestação, bebê rompe útero da mãe - Jornal de BrasíliaAs pernas do bebê também haviam saído do útero e estavam no abdômen da paciente.

O ultrassom mostrou que, além da herniação do saco amniótico passando através da parede uterina, as pernas do bebê também haviam saído do útero e estavam no abdômen da paciente. Uma ressonância magnética feita em seguida mostrou que a ruptura uterina era de 2,5 cm e o saco amniótico havia se projetado 19 cm para fora do útero.

Os pesquisadores informaram que somente 0,5% de todos os casos de gravidez relatem essa anormalidade, algo “extremamente raro”. O risco de vida é alto, tanto para bebê quanto para a mãe.

Os médicos suspeitam que a mãe possa ter sofrido um enfraquecimento na parede uterina, por ser a sexta gravidez da mulher.

A mãe passou por cirurgia cesariana para retirar o bebê, que nasceu com 1,4 kg e não teve complicações após o procedimento. Após 5 dias internada, a mulher teve alta hospitalar.

Compartilhe essa matéria: