Aluna da Faculdade de Medicina morre aos 20 anos vítima de covid-19 em Itajubá

Publicado por Tv Minas em 09/09/2021 às 00h29

Faculdade não confirmou que o óbito da estudante tenha relação com uma festa clandestina realizada por alunos no mês passado e que provocou um surto de covid-19 dentro da mesma.

Uma aluna da Faculdade de Medicina de Itajubá morreu, nesta quarta-feira (8), vítima de covid-19. Ela estava internada no Hospital de Clínicas e não resistiu às complicações da doença. Giulia Lima Bertelli era de Belo Horizonte (MG), estava no 2º período de Medicina e tinha apenas 20 anos.

Por meio de nota, a instituição não confirmou que o óbito da estudante tenha relação com uma festa clandestina realizada por alunos no mês passado e que provocou um surto de covid-19 dentro da instituição.

"Em meados de agosto, a instituição foi surpreendida com a informação de uma festa organizada de forma autônoma por alunos, fora do campus. Prontamente, todas as medidas cabíveis de segurança foram tomadas em conjunto com a direção do Hospital das Clínicas de Itajubá, onde é realizada grande parte das atividades práticas dos alunos". afirmou.

A Faculdade de Medicina afirmou ainda que a coordenação do curso decidiu pela suspensão temporária de aulas e atividades presenciais na instituição de ensino. Entretanto, as aulas práticas no Hospital de Clínicas já foram retomadas, segundo a assessoria da instituição.

Na nota, a faculdade afirmou que todo aluno e profissional com atividade prática no hospital deveria realizar o teste de covid-19 e que a estudante tinha passado pelo exame e testado negativo.

Pode ser uma imagem de 1 pessoa e texto que diz Nota de pesar da Faculdade de Medicina de Itajubá.

"Como os demais colegas, a estudante realizou o teste, que deu resultado negativo, porém, com os sintomas em evolução, a jovem foi hospitalizada e seu estado se agravou nos últimos dias", disse.

A Faculdade de Medicina afirmou que mesmo que a festa não tenha vínculo algum com a instituição, lamenta pela perda da jovem. "Reiteramos a preocupação perante a população local e regional para o cumprimento das medidas preventivas necessárias para a segurança individual e coletiva: evitar aglomerações, manter o distanciamento social e hábitos redobrados de higiene", alertou.

A instituição pede, ainda, que estudantes evitem qualquer tipo de festa nesse período de pandemia. "Festas e demais encontros não devem ser realizados, com o objetivo de preservar a vida e a segurança de todos", disse. 

Nas redes sociais, amigos e conhecidos lamentaram a perda da aluna. Gustavo Thomazine, que é professor da instituição e atua na área de biologia, lamentou a perda da estudante mesmo após uma série de campanhas contra a doença da qual ele participou. 

"Hoje, a única coisa que eu sou capaz de pensar é o que eu poderia ter feito para ter evitado isso. Imagino que essa é a pergunta que todos devam se fazer nesse momento. Não na busca por culpados, isso nos é indiferente agora, mas no sentido de assumirmos uma responsabilidade para que coisas assim não aconteçam novamente. Que Deus nos de sabedoria e conforto aos familiares", disse.  

Compartilhe essa matéria: