Gêmeos morrem de COVID-19 com apenas seis dias de diferença

Publicado por Tv Minas em 15/02/2021 às 17h59

Internados com apenas um dia de diferença, Fábio e Felipe Cuiabano eram gêmeos univitelinos e estavam hospitalizados desde dezembro de 2020.

O advogado Felipe Cuiabano Barbosa, de 56 anos, morreu nesse domingo, (14/2), vítima da COVID-19.

Ele estava internado em uma clínica na zona sul do Rio de Janeiro desde o dia 24 de dezembro do ano passado.

A morte de Felipe Cuiabano Barbosa aconteceu apenas seis dias após a morte de seu irmão gêmeo, o médico Fábio Cuiabano, conhecido como "dermatologista das celebridades" como Luana Piovani e Camila Queiroz,  que também estava com COVID-19.

De acordo com informações do site Metrópoles, ambos não sabiam onde haviam se contaminado.

Fábio e Felipe Cuiabano eram gêmeos univitelinos. Além de ambos morrerem em virtude da doença provocada pelo novo coronavírus, outro detalhe que chamou a atenção é que eles precisaram ser internados com apenas um dia de diferença.

Clotilde Cuiabano Barbosa, mãe dos gêmeos também foi diagnosticada com o novo coronavírus, mas se curou.

A missa de sétimo dia de Fábio está marcada para esta segunda-feira (15/2), às 18h30, com transmissão pelo Instagram. “Missa em homenagem ao meu amado Fábio Cuiabano. Meus profundos sentimentos à dona Clotilde e aos parentes, também pela perda do Felipe. Duro demais”, escreveu Renata Fraga no Facebook. 

hoje as 18:30h, com transmissao online pelo instagram da Nossa Sra da Paz, missa em homenagem ao meu amado Fabio...

Patrocinador:

Compartilhe essa matéria: