Dois criminosos de alta periculosidade fogem do presídio federal de Mossoró

Publicado por Tv Minas em 14/02/2024 às 17h07

Fonte:

Ambos eram do Acre e fazem parte de uma facção criminosa.

Nesta quarta-feira (14/02) o presídio de segurança máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte, foi palco de sua primeira fuga desde que foi inaugurado em 2009. Com capacidade para 208 detentos, a unidade recebeu seus primeiros presos em fevereiro de 2010, quando 20 detentos foram transferidos do sistema prisional do estado.

 

Os fugitivos, identificados como Rogério da Silva Mendonça, de 36 anos, e Deibson Cabral Nascimento, de 34, estão ligados ao Comando Vermelho e foram transferidos para o presídio federal de Mossoró após uma rebelião violenta na penitenciária de segurança máxima Antônio Amaro, em Rio Branco, que resultou na morte de cinco detentos, três deles decapitados. A fuga, a primeira registrada no sistema penitenciário federal, teria ocorrido durante o banho de sol dos presos, através de um buraco no teto da cela. Uma investigação está em andamento para apurar as circunstâncias da fuga, com a Polícia Federal atuando para tentar recapturar os fugitivos. Além disso, foi determinado que os dois presos fiquem sob o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) por um período de dois anos.

 

O complexo penitenciário federal de Mossoró também abriga outros detentos ligados ao Comando Vermelho, incluindo o líder Fernandinho Beira-Mar, que foi transferido para lá no mês passado. Esta é a primeira fuga registrada no Sistema Penitenciário Federal, que é administrado pelo Ministério da Justiça.

 

Da Redação 

 

Compartilhe essa matéria: