Mãe que estuprava o próprio filho de 12 anos para manter o vício de drogas é presa

Publicado por Tv Minas em 10/04/2024 às 08h49

Fonte:

A mulher confessou o crime. Os videos eram vendidos entre R$ 10 e R$ 50.

Em desdobramento a uma investigação de exploração sexual de adolescente, a Polícia Civil (PCMG) prendeu preventivamente, em Contagem, Região Metropolitana, nesta terça-feira (09/04), uma mulher, de 30 anos, suspeita de comercializar na internet vídeo de sexo entre ela e o próprio filho, de 12.

Conforme revelou a titular da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) em Contagem, Mellina Clemente, os vídeos eram vendidos por valores de R$ 10 a R$ 50. “Foi apurado que a investigada é usuária de drogas e vendia os vídeos para sustentar seu vício. Ela é mãe de mais duas crianças”, informou a delegada.

 

As investigações tiveram início em março deste ano e, de imediato, a equipe policial chegou a um vídeo em que a investigada pratica conjunção carnal e sexo oral com a vítima. “Diante dos fatos, requeremos à Justiça a prisão preventiva da investigada, além de busca e apreensão em sua residência, sendo todos os mandados cumpridos hoje”, explicou Clemente.

 

Foram apreendidos no local aparelhos eletrônicos, além da cueca usada pela vítima nos vídeos. A investigada foi ouvida, confessou o crime e, em seguida, encaminhada ao sistema prisional, ficando à disposição da Justiça.

 

A mulher, que não possuía passagens pela polícia, responderá pelos crimes de estupro de vulnerável; exploração sexual de criança ou adolescente; divulgação de cena de estupro; filmar cena de sexo envolvendo criança e adolescente; expor à venda vídeo de sexo envolvendo criança e adolescente; oferecer, distribuir, publicar cena de sexo envolvendo criança ou adolescente; e armazenar conteúdo de sexo explícito envolvendo criança e adolescente.

 

Da Redação

Compartilhe essa matéria: