Polícia Civil prende homem estuprou a sobrinha de 12 anos e a enteada de 15 anos

Publicado por Tv Minas em 12/06/2024 às 11h26

Fonte:

Um dos crimes aconteceu no último domingo.

Na última segunda-feira (10/6), a Polícia Civil (PCMG) prendeu em flagrante, em Araxá, no Alto Paranaíba, um homem, de 28 anos, suspeito de estuprar a sobrinha, de 12 anos, e a enteada, de 15. Em outra ação desencadeada pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) no mesmo dia, um indivíduo, de 39 anos, teve mandado de prisão preventiva cumprido por descumprimento de medida protetiva em favor da ex-companheira, uma mulher de 29 anos.

Abusos

 

Segundo apurado, a vítima de 12 anos ficou na casa do tio no último domingo (9/6), quando sofreu o abuso. A mãe da vítima e a menina procuraram a Polícia Civil e imediatamente foi realizada a escuta especializada da adolescente, além dos encaminhamentos médicos. O laudo médico atestou a ocorrência dos abusos.

 

A Polícia Militar já tentava rastrear o suspeito e a equipe da PCMG reforçou os trabalhos de busca. O investigado, sabendo que estava sendo procurado pela polícia, apresentou-se na delegacia e foi preso em flagrante.

 

No momento dos procedimentos, a equipe da Deam foi informada de que havia a suspeita também de abusos sexuais cometidos pelo investigado contra a enteada dele, uma jovem de 15 anos. Ao serem ouvidas, tanto a mãe da menina de 12 anos quanto a companheira do suspeito revelaram que desconfiavam do homem.

 

Após os trabalhos de polícia judiciária, ele foi encaminhado ao sistema prisional.

 

Violência doméstica

 

Ainda na segunda-feira (10/6), a PCMG cumpriu mandado de prisão preventiva contra um homem de 39 anos por descumprimento de medida protetiva de urgência. De acordo com a vítima, o suspeito estava infringindo a medida judicial por diversas vezes, procurando-a na casa dela e ameaçando retirar os filhos do casal da mulher para levá-los para outra cidade.

 

Durante as investigações, funcionários da escola onde estudam os filhos da vítima relataram que o investigado rondava constantemente a unidade de ensino, provocando medo até neles. Após o cumprimento da cautelar, o suspeito foi encaminhado ao sistema prisional.

 

Da Redação

Compartilhe essa matéria:

As Mais Lidas da Semana