Idosa de 76 anos é encontrada em grota após passar nove dias desaparecida em MG

Publicado por Tv Minas em 24/02/2021 às 17h08

Ela estava deitada dentro de uma poça d'água, segurando em um cipó para manter o rosto fora d'água.

“Obrigada Deus, por ter me achado. Que Nossa Senhora Aparecida me dê muita saúde”.

Em poucas palavras, dona Geralda Malaquias, de 76 anos, resumiu a alegria e o alívio por ter sido encontrada após passar nove dias desaparecida.

Moradora de Curvelo, na região Central de Minas, a idosa desapareceu depois de sair de casa para ir em um aniversário e foi achada dentro de uma grota. Ela não soube explicar como caiu e nem quantos dias ficou dentro do buraco.

"Estava lúcida, mas não conseguiu explicar como foi parar lá. Eu perguntei como ela sobreviveu, se não estava com sede. Ela me respondeu: Eu bebi água da chuva meu filho, não tinha outro jeito", relembra o policial reformado, Gilberto Santos Ferreira.

Idosa está internada no hospital de Curvelo.

O policial ajudava nas buscas com um grupo de vizinhos quando um deles percebeu que a idosa estava no local.

"Ela estava deitada dentro de uma poça d'água. Estava segurando em um cipó para manter o rosto fora d'água", explicou.

Com ajuda dos bombeiros, dona Geralda foi retirada da grota e levada para o Hospital Imaculada Conceição, em Curvelo, onde permanece internada e passa bem.

O grupo fez buscas na direção da grota depois que uma vizinha de dona Geralda teve um pressentimento.

Idosa ficou segurando a Cipó para não se afogarIdosa ficou segurando a Cipó para não se afogar.

"Eu estava rezando muito. Temos um grupo de oração. É o espírito santo que conduz a gente e conduziu para esse lugar. A direção é a linha do trem de ferro. O espírito santo falava que era para andar na linha e gritar o nome dela", conta Rosana da Silva Sabino.

"Só existe uma explicação, Deus. Não existe outra. A fé da Rosana nós trouxe aqui para salvá-la", disse o policial aposentado que em 30 anos de profissão nunca tinha lidado com uma situação parecida.

Patrocinador:

Fonte: G1

Compartilhe essa matéria: