Mulher corta as maiores unhas do mundo após mais de 28 anos

Publicado por Tv Minas em 08/04/2021 às 18h24

Ayanna Williams deu adeus no fim de semana às suas unhas de 73,355 centímetros, que agora serão exibidas em um museu na Flórida.

A americana Ayanna Williams, reconhecida desde 2017 pelo Guinness como a mulher com as maiores unhas do mundo, agora pode fazer tarefas comuns do dia a dia como abrir uma porta, lavar a louça e trocar a roupa de cama.

Williams deu adeus aos 73,355 centímetros de queratina que ostentavam a ponta dos seus dedos e cortou as suas unhas pela primeira vez desde o início da década de 1990.

"Eu tenho deixado as minhas unhas crescerem por décadas. Agora, estou pronta para uma nova vida", afirmou Williams ao site do Guinnes. "Eu sei que eu vou sentir falta delas, mas chegou a hora – a hora delas irem embora".

Ayanna Williams corta as maiores unhas do mundo após mais de 28 anos — Foto: Reprodução/GuinnessAyanna Williams corta as maiores unhas do mundo após mais de 28 anos.

Elas foram medidas pela última vez e cortadas no fim de semana, em um centro de dermatologia em Forth Worth, no Texas. Foi necessário usar uma ferramenta giratória elétrica.

Quando entrou para o livro dos recordes, em 2017, a moradora de Houston ostentava unhas de 57,64 centímetros. Agora, está empolgada porque suas unhas serão preservadas e exibidas no museu "Ripley's Believe or Not!" em Orlando, na Flórida.

Ayanna Williams corta as maiores unhas do mundo após mais de 28 anos — Foto: Reprodução/GuinnessAs unhas foram cortadas no fim de semana. Foi necessário usar uma ferramenta giratória elétrica.

"Vai ser incrível. Vai ser como uma cera de mim mesma, embora sejam apenas minhas unhas. Mal posso esperar para ver isso, de verdade. Vou estar sorrindo de orelha a orelha. Pense realmente sobre isso, é incrível", afirmou a recordista ao site do Guinness.

Ayanna Williams corta as maiores unhas do mundo após mais de 28 anos — Foto: Reprodução/GuinnessAyanna Williams corta as maiores unhas do mundo após mais de 28 anos.
Fonte: G1

Compartilhe essa matéria: