news:

Notícias

Coreia do Norte aceita se reunir com a do Sul na próxima semana

Publicado por TV Minas em 05/01/2018

foto_principal.jpg

Encontro será o primeiro de alto nível entre os dois países desde 2015.

 

A Coreia do Norte aceitou hoje reunir-se com autoridades sul-coreanas na próxima terça-feira, dia 9. O encontro será para tratar sobre a possível participação de atletas norte-coreanos nos Jogos Olímpicos de Inverno, que ocorrem em PyeongChang, no Sul, a partir de 9 de fevereiro.

 

As duas Coreias, que tecnicamente se mantêm em guerra há mais de 65 anos, não realizam um encontro de alto nível desde o fim de 2015. “A Coreia do Norte enviou hoje uma carta por fax ao nosso escritório de ligação na aldeia de Panmunjom, explicando que aceitam a nossa oferta de se reunir no dia 9 de janeiro”, confirmou uma porta-voz do Ministério da Unificação sul-coreano.

 

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, expressou em sua mensagem de Ano Novo o seu desejo de se aproximar do Sul e de que seus atletas participem dos Jogos Olímpicos após um ano de 2017 marcado por testes nucleares e desacordos dialéticos com os Estados Unidos.

 

Seul então propôs realizar a reunião na próxima terça e o Norte decidiu reabrir, na última quarta, as linhas de comunicação em Panmunjom após dois anos em desuso para facilitar os contatos.

 

O anúncio do encontro bilateral também ocorre um dia depois da Coreia do Sul e os Estados Unidos concordarem em adiar seus exercícios militares conjuntos anuais para que não coincidam com os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de PyeongChang, que serão realizados do dia 9 de fevereiro a 18 de março. Seul já tinha pedido a Washington, no final de 2017, que considerasse o adiamento das manobras para evitar que o regime norte-coreano respondesse com novos testes balísticos.

 

A aproximação entre Seul e Pyongyang pode contribuir para aliviar a tensão após os seguidos testes nucleares da Coreia do Norte e as beligerantes respostas de Donald Trump que marcaram o ano de 2017.

Encontro será o primeiro de alto nível entre os dois países desde 2015.


 


A Coreia do Norte aceitou hoje reunir-se com autoridades sul-coreanas na próxima terça-feira, dia 9. O encontro será para tratar sobre a possível participação de atletas norte-coreanos nos Jogos Olímpicos de Inverno, que ocorrem em PyeongChang, no Sul, a partir de 9 de fevereiro.


 


As duas Coreias, que tecnicamente se mantêm em guerra há mais de 65 anos, não realizam um encontro de alto nível desde o fim de 2015. “A Coreia do Norte enviou hoje uma carta por fax ao nosso escritório de ligação na aldeia de Panmunjom, explicando que aceitam a nossa oferta de se reunir no dia 9 de janeiro”, confirmou uma porta-voz do Ministério da Unificação sul-coreano.


 


PATROCINADORES

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, expressou em sua mensagem de Ano Novo o seu desejo de se aproximar do Sul e de que seus atletas participem dos Jogos Olímpicos após um ano de 2017 marcado por testes nucleares e desacordos dialéticos com os Estados Unidos.


 


Seul então propôs realizar a reunião na próxima terça e o Norte decidiu reabrir, na última quarta, as linhas de comunicação em Panmunjom após dois anos em desuso para facilitar os contatos.


 


O anúncio do encontro bilateral também ocorre um dia depois da Coreia do Sul e os Estados Unidos concordarem em adiar seus exercícios militares conjuntos anuais para que não coincidam com os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de PyeongChang, que serão realizados do dia 9 de fevereiro a 18 de março. Seul já tinha pedido a Washington, no final de 2017, que considerasse o adiamento das manobras para evitar que o regime norte-coreano respondesse com novos testes balísticos.


 


A aproximação entre Seul e Pyongyang pode contribuir para aliviar a tensão após os seguidos testes nucleares da Coreia do Norte e as beligerantes respostas de Donald Trump que marcaram o ano de 2017.


Encontro será o primeiro de alto nível entre os dois países desde 2015.



A Coreia do Norte aceitou hoje reunir-se com autoridades sul-coreanas na próxima terça-feira, dia 9. O encontro será para tratar sobre a possível participação de atletas norte-coreanos nos Jogos Olímpicos de Inverno, que ocorrem em PyeongChang, no Sul, a partir de 9 de fevereiro.



As duas Coreias, que tecnicamente se mantêm em guerra há mais de 65 anos, não realizam um encontro de alto nível desde o fim de 2015. “A Coreia do Norte enviou hoje uma carta por fax ao nosso escritório de ligação na aldeia de Panmunjom, explicando que aceitam a nossa oferta de se reunir no dia 9 de janeiro”, confirmou uma porta-voz do Ministério da Unificação sul-coreano.



PATROCINADORES

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, expressou em sua mensagem de Ano Novo o seu desejo de se aproximar do Sul e de que seus atletas participem dos Jogos Olímpicos após um ano de 2017 marcado por testes nucleares e desacordos dialéticos com os Estados Unidos.



Seul então propôs realizar a reunião na próxima terça e o Norte decidiu reabrir, na última quarta, as linhas de comunicação em Panmunjom após dois anos em desuso para facilitar os contatos.



O anúncio do encontro bilateral também ocorre um dia depois da Coreia do Sul e os Estados Unidos concordarem em adiar seus exercícios militares conjuntos anuais para que não coincidam com os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de PyeongChang, que serão realizados do dia 9 de fevereiro a 18 de março. Seul já tinha pedido a Washington, no final de 2017, que considerasse o adiamento das manobras para evitar que o regime norte-coreano respondesse com novos testes balísticos.



A aproximação entre Seul e Pyongyang pode contribuir para aliviar a tensão após os seguidos testes nucleares da Coreia do Norte e as beligerantes respostas de Donald Trump que marcaram o ano de 2017.



Veja Também