news:

Esporte

Rosberg apoia iniciativa da F1 para corridas na África do Sul e Las Vegas

Publicado por TV Minas em 17/01/2018

foto_principal.jpg

Os rumores sobre uma possível adição de corridas na temporada da Fórmula 1 já ganhou seu primeiro apoio público. Nico Rosberg, aposentado desde que se sagrou campeão mundial em 2016, elogiou a iniciativa e elegeu as pistas que poderiam lhe fazer cogitar um possível retorno à modalidade.

 

“Eu traria de volta o GP da África do Sul, em Kyalami. Isso parece ser legal demais para a Fórmula 1. Las Vegas também seria o máximo, o mais legal possível… GP de Las Vegas! Uma decisão de campeonato lá seria bem legal”, disse Rosberg, durante uma sessão de perguntas e respostas com seus seguidores nas redes sociais. “Eu adoraria fazer um retorno para essa corrida”, brincou o ex-piloto.

 

O retorno da Fórmula 1 para Las Vegas é algo que parece realmente estar nos planos da Liberty. Em dezembro de 2017, um jornal local afirmou que a nova diretoria da categoria já havia acionado o Departamento de Registros e Marcas de Patentes dos Estados Unidos para demonstrar seu interesse para relacionar a marca automobilística em Las Vegas.

 

Porém, a cidade americana não é o único local que faz parte dos planos para ocupar o calendário da F1 a partir de 2020. A categoria possui uma iniciativa para realizar um GP na Dinamarca, em Copenhague e estuda uma maior rotatividade dos locais que compõem o programa atual.

 

Depois de mais de 30 anos, Las Vegas pode voltar a ver a Fórmula 1 de perto. Em 1981 e 1982 foram sediadas duas corridas, mas sem grande aprovação dos pilotos na época. A África do Sul também é um palco que já fez parte do calendário da categoria, possuindo dois circuitos, East London e Kyalami. A última vez que o país recebeu um GP foi em 1993.

Os rumores sobre uma possível adição de corridas na temporada da Fórmula 1 já ganhou seu primeiro apoio público. Nico Rosberg, aposentado desde que se sagrou campeão mundial em 2016, elogiou a iniciativa e elegeu as pistas que poderiam lhe fazer cogitar um possível retorno à modalidade.


 


“Eu traria de volta o GP da África do Sul, em Kyalami. Isso parece ser legal demais para a Fórmula 1. Las Vegas também seria o máximo, o mais legal possível… GP de Las Vegas! Uma decisão de campeonato lá seria bem legal”, disse Rosberg, durante uma sessão de perguntas e respostas com seus seguidores nas redes sociais. “Eu adoraria fazer um retorno para essa corrida”, brincou o ex-piloto.


 


PATROCINADORES

O retorno da Fórmula 1 para Las Vegas é algo que parece realmente estar nos planos da Liberty. Em dezembro de 2017, um jornal local afirmou que a nova diretoria da categoria já havia acionado o Departamento de Registros e Marcas de Patentes dos Estados Unidos para demonstrar seu interesse para relacionar a marca automobilística em Las Vegas.


 


Porém, a cidade americana não é o único local que faz parte dos planos para ocupar o calendário da F1 a partir de 2020. A categoria possui uma iniciativa para realizar um GP na Dinamarca, em Copenhague e estuda uma maior rotatividade dos locais que compõem o programa atual.


 


Depois de mais de 30 anos, Las Vegas pode voltar a ver a Fórmula 1 de perto. Em 1981 e 1982 foram sediadas duas corridas, mas sem grande aprovação dos pilotos na época. A África do Sul também é um palco que já fez parte do calendário da categoria, possuindo dois circuitos, East London e Kyalami. A última vez que o país recebeu um GP foi em 1993.


Os rumores sobre uma possível adição de corridas na temporada da Fórmula 1 já ganhou seu primeiro apoio público. Nico Rosberg, aposentado desde que se sagrou campeão mundial em 2016, elogiou a iniciativa e elegeu as pistas que poderiam lhe fazer cogitar um possível retorno à modalidade.



“Eu traria de volta o GP da África do Sul, em Kyalami. Isso parece ser legal demais para a Fórmula 1. Las Vegas também seria o máximo, o mais legal possível… GP de Las Vegas! Uma decisão de campeonato lá seria bem legal”, disse Rosberg, durante uma sessão de perguntas e respostas com seus seguidores nas redes sociais. “Eu adoraria fazer um retorno para essa corrida”, brincou o ex-piloto.



O retorno da Fórmula 1 para Las Vegas é algo que parece realmente estar nos planos da Liberty. Em dezembro de 2017, um jornal local afirmou que a nova diretoria da categoria já havia acionado o Departamento de Registros e Marcas de Patentes dos Estados Unidos para demonstrar seu interesse para relacionar a marca automobilística em Las Vegas.



PATROCINADORES

Porém, a cidade americana não é o único local que faz parte dos planos para ocupar o calendário da F1 a partir de 2020. A categoria possui uma iniciativa para realizar um GP na Dinamarca, em Copenhague e estuda uma maior rotatividade dos locais que compõem o programa atual.



Depois de mais de 30 anos, Las Vegas pode voltar a ver a Fórmula 1 de perto. Em 1981 e 1982 foram sediadas duas corridas, mas sem grande aprovação dos pilotos na época. A África do Sul também é um palco que já fez parte do calendário da categoria, possuindo dois circuitos, East London e Kyalami. A última vez que o país recebeu um GP foi em 1993.



Veja Também