news:

Notícias

Caixa aprova estatuto que limita indicação política no banco

Publicado por TV Minas em 19/01/2018

foto_principal.jpg

Com decisão, caberá ao conselho de administração do banco a tarefa de eleger e destituir vice-presidentes.

 

A Caixa Econômica Federal aprovou nesta sexta-feira em assembleia-geral o novo estatuto do banco adequado à Lei das Estatais, incumbindo o conselho de administração do banco de eleger e destituir vice-presidentes e exigindo que 25 por cento do colegiado seja composto de membros independentes.

 

Anteriormente, os vice-presidentes do banco eram nomeados pelo presidente da República, por indicação do ministro da Fazenda, e o conselho não tinha membros independentes, segundo comunicado da Caixa.

 

O novo estatuto ainda prevê a realização de assembleia-geral para eleger e destituir membros dos conselhos de administração e fiscal, bem como o estabelecimento de prazo unificado de gestão para seus integrantes.

Com decisão, caberá ao conselho de administração do banco a tarefa de eleger e destituir vice-presidentes.


 


A Caixa Econômica Federal aprovou nesta sexta-feira em assembleia-geral o novo estatuto do banco adequado à Lei das Estatais, incumbindo o conselho de administração do banco de eleger e destituir vice-presidentes e exigindo que 25 por cento do colegiado seja composto de membros independentes.


PATROCINADORES

 


Anteriormente, os vice-presidentes do banco eram nomeados pelo presidente da República, por indicação do ministro da Fazenda, e o conselho não tinha membros independentes, segundo comunicado da Caixa.


 


O novo estatuto ainda prevê a realização de assembleia-geral para eleger e destituir membros dos conselhos de administração e fiscal, bem como o estabelecimento de prazo unificado de gestão para seus integrantes.


Com decisão, caberá ao conselho de administração do banco a tarefa de eleger e destituir vice-presidentes.



A Caixa Econômica Federal aprovou nesta sexta-feira em assembleia-geral o novo estatuto do banco adequado à Lei das Estatais, incumbindo o conselho de administração do banco de eleger e destituir vice-presidentes e exigindo que 25 por cento do colegiado seja composto de membros independentes.



Anteriormente, os vice-presidentes do banco eram nomeados pelo presidente da República, por indicação do ministro da Fazenda, e o conselho não tinha membros independentes, segundo comunicado da Caixa.



PATROCINADORES

O novo estatuto ainda prevê a realização de assembleia-geral para eleger e destituir membros dos conselhos de administração e fiscal, bem como o estabelecimento de prazo unificado de gestão para seus integrantes.



Veja Também