news:

Notícias

Grupo CCR vence concessão de linhas do Metrô em São Paulo

Publicado por TV Minas em 19/01/2018

foto_principal.jpeg

As empresas ofereceram R$ 553,9 milhões para assumir a administração e manutenção das linhas 5-Lilás e 17-Ouro por 20 anos.

 

O consórcio entre Grupo CCR e Ruas Invest foi o vencedor do leilão para concessão de linhas do Metrô paulista nesta sexta-feira. As empresas ofereceram 553,9 milhões de reais para assumir a administração e manutenção das linhas 5-Lilás e 17-Ouro por 20 anos. O outro grupo concorrente, liderado pela empresa CS Brasil, ofertou 388,5 milhões de reais.

 

A outorga mínima era de 194 milhões de reais. O lance mínimo divulgado anteriormente pela Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM), de R$ 189,6 milhões, foi atualizado pelo Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe) de janeiro.

 

Como a diferença entre as propostas superou 15%, não foi necessária nova rodada de propostas para definir o vencedor do certame.

 

O Grupo CCR – líder do consórcio Via Mobilidade, com 83,34% de participação (os 16,66% são da RuasInvest) – era forte candidato a levar a concessão das linhas no certame. Além de deter 75% do controle da ViaQuatro, concessionária da linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo, a CCR atua ainda na construção e operação de outros ativos de mobilidade urbana fora do estado.

 

No Rio de Janeiro, a CCR tem uma concessão voltada ao transporte de massa no modal aquaviário (CCR Barcas), é a principal acionista da PPP que administra o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) Carioca e detém ainda a maior parte do controle acionário da ViaRio, concessionária do Corredor Presidente Tancredo Neves (Transolímpica). 

 

Na Bahia, o grupo faz parte de uma PPP no sistema metroviário de Salvador e Lauro de Freitas (Metrô Bahia).

As empresas ofereceram R$ 553,9 milhões para assumir a administração e manutenção das linhas 5-Lilás e 17-Ouro por 20 anos.


 


O consórcio entre Grupo CCR e Ruas Invest foi o vencedor do leilão para concessão de linhas do Metrô paulista nesta sexta-feira. As empresas ofereceram 553,9 milhões de reais para assumir a administração e manutenção das linhas 5-Lilás e 17-Ouro por 20 anos. O outro grupo concorrente, liderado pela empresa CS Brasil, ofertou 388,5 milhões de reais.


 


A outorga mínima era de 194 milhões de reais. O lance mínimo divulgado anteriormente pela Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM), de R$ 189,6 milhões, foi atualizado pelo Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe) de janeiro.


 


PATROCINADORES

Como a diferença entre as propostas superou 15%, não foi necessária nova rodada de propostas para definir o vencedor do certame.


 


O Grupo CCR – líder do consórcio Via Mobilidade, com 83,34% de participação (os 16,66% são da RuasInvest) – era forte candidato a levar a concessão das linhas no certame. Além de deter 75% do controle da ViaQuatro, concessionária da linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo, a CCR atua ainda na construção e operação de outros ativos de mobilidade urbana fora do estado.


 


No Rio de Janeiro, a CCR tem uma concessão voltada ao transporte de massa no modal aquaviário (CCR Barcas), é a principal acionista da PPP que administra o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) Carioca e detém ainda a maior parte do controle acionário da ViaRio, concessionária do Corredor Presidente Tancredo Neves (Transolímpica). 


 


Na Bahia, o grupo faz parte de uma PPP no sistema metroviário de Salvador e Lauro de Freitas (Metrô Bahia).


As empresas ofereceram R$ 553,9 milhões para assumir a administração e manutenção das linhas 5-Lilás e 17-Ouro por 20 anos.



O consórcio entre Grupo CCR e Ruas Invest foi o vencedor do leilão para concessão de linhas do Metrô paulista nesta sexta-feira. As empresas ofereceram 553,9 milhões de reais para assumir a administração e manutenção das linhas 5-Lilás e 17-Ouro por 20 anos. O outro grupo concorrente, liderado pela empresa CS Brasil, ofertou 388,5 milhões de reais.



A outorga mínima era de 194 milhões de reais. O lance mínimo divulgado anteriormente pela Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM), de R$ 189,6 milhões, foi atualizado pelo Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe) de janeiro.



PATROCINADORES

Como a diferença entre as propostas superou 15%, não foi necessária nova rodada de propostas para definir o vencedor do certame.



O Grupo CCR – líder do consórcio Via Mobilidade, com 83,34% de participação (os 16,66% são da RuasInvest) – era forte candidato a levar a concessão das linhas no certame. Além de deter 75% do controle da ViaQuatro, concessionária da linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo, a CCR atua ainda na construção e operação de outros ativos de mobilidade urbana fora do estado.



No Rio de Janeiro, a CCR tem uma concessão voltada ao transporte de massa no modal aquaviário (CCR Barcas), é a principal acionista da PPP que administra o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) Carioca e detém ainda a maior parte do controle acionário da ViaRio, concessionária do Corredor Presidente Tancredo Neves (Transolímpica). 



Na Bahia, o grupo faz parte de uma PPP no sistema metroviário de Salvador e Lauro de Freitas (Metrô Bahia).



Veja Também