news:

Notícias

Casal descobre câmera em hospedagem do Airbnb em São Vicente

Publicado por TV Minas em 29/01/2018

foto_principal.jpg

A câmera estava escondida atrás do roteador e gravava todo o ambiente do apartamento, inclusive o quarto.

 

O que tinha sido planejado para ser um fim de semana romântico acabou se transformando em pesadelo para um casal de São Paulo, que alugou um apartamento pelo Airbnb em São Vicente, no litoral paulista. Localizado no condomínio Edifícios Blue Moon e Blue Sky, o apartamento possuía uma câmera escondida junto ao roteador.

 

Segundo a advogada Cátia Menecatte, o casal está apavorado e teme pela extensão dos danos. “Eles foram gravados, não sabem se as imagens foram armazenadas ou transmitidas on-line. Existe muita insegurança, mas as respostas só virão pela investigação”, afirmou à VEJA.

 

A advogada diz que na parede que ficava no teto da cama havia um espelho e que no outo canto havia um roteador. “O noivo é analista de sistemas e estranhou que havia uma luz piscando junto ao roteador, foi checar e descobriu uma câmera escondida. Era um estúdio, os ambientes são conjugados.”

 

A sensação de violação da privacidade aumentou ainda mais quando o proprietário telefonou para eles assim que a câmera foi desligada. “O dono do apartamento ligou para perguntar o que tinha acontecido e o Bruno disse que tinha encontrado uma câmera. Aí o proprietário disse que era por segurança.”

 

O casal tentou entrar em contato com a Airbnb por telefone e internet no fim de semana, mas não conseguiu. Acabaram se hospedando em outro hotel e ainda não sabem quais serão seus próximos passos. “Por enquanto, eles pediram o ressarcimento da diária e dos gastos com a nova hospedagem. Estão muito constrangidos, abalados com essa situação”, afirma Cátia.

 

Segundo ela, o casal não viajou no Ano-Novo porque queria economizar para esse fim de semana na Ilha Porchat. “Ela é arquiteta, teve que reagendar todos seus clientes, pois está muito abalada.”

 

 

Outro lado

 

O Airbnb informa que baniu permanentemente esse anfitrião da plataforma e hospedagem assim que tomou conhecimento desse incidente. “Estamos em contato e dando assistência aos hóspedes. Além disso, estamos à disposição das autoridades policiais para auxiliar na investigação.”

 

Segundo a plataforma, as regras de uso da plataforma proíbem câmeras em quartos ou banheiros. “Caso estejam em outros locais da casa, essa informação deve ser divulgada no anúncio.”

A câmera estava escondida atrás do roteador e gravava todo o ambiente do apartamento, inclusive o quarto.


 


O que tinha sido planejado para ser um fim de semana romântico acabou se transformando em pesadelo para um casal de São Paulo, que alugou um apartamento pelo Airbnb em São Vicente, no litoral paulista. Localizado no condomínio Edifícios Blue Moon e Blue Sky, o apartamento possuía uma câmera escondida junto ao roteador.


 


Segundo a advogada Cátia Menecatte, o casal está apavorado e teme pela extensão dos danos. “Eles foram gravados, não sabem se as imagens foram armazenadas ou transmitidas on-line. Existe muita insegurança, mas as respostas só virão pela investigação”, afirmou à VEJA.


 


A advogada diz que na parede que ficava no teto da cama havia um espelho e que no outo canto havia um roteador. “O noivo é analista de sistemas e estranhou que havia uma luz piscando junto ao roteador, foi checar e descobriu uma câmera escondida. Era um estúdio, os ambientes são conjugados.”


 


A sensação de violação da privacidade aumentou ainda mais quando o proprietário telefonou para eles assim que a câmera foi desligada. “O dono do apartamento ligou para perguntar o que tinha acontecido e o Bruno disse que tinha encontrado uma câmera. Aí o proprietário disse que era por segurança.”


 


PATROCINADORES

O casal tentou entrar em contato com a Airbnb por telefone e internet no fim de semana, mas não conseguiu. Acabaram se hospedando em outro hotel e ainda não sabem quais serão seus próximos passos. “Por enquanto, eles pediram o ressarcimento da diária e dos gastos com a nova hospedagem. Estão muito constrangidos, abalados com essa situação”, afirma Cátia.


 


Segundo ela, o casal não viajou no Ano-Novo porque queria economizar para esse fim de semana na Ilha Porchat. “Ela é arquiteta, teve que reagendar todos seus clientes, pois está muito abalada.”


 


 


Outro lado


 


O Airbnb informa que baniu permanentemente esse anfitrião da plataforma e hospedagem assim que tomou conhecimento desse incidente. “Estamos em contato e dando assistência aos hóspedes. Além disso, estamos à disposição das autoridades policiais para auxiliar na investigação.”


 


Segundo a plataforma, as regras de uso da plataforma proíbem câmeras em quartos ou banheiros. “Caso estejam em outros locais da casa, essa informação deve ser divulgada no anúncio.”


A câmera estava escondida atrás do roteador e gravava todo o ambiente do apartamento, inclusive o quarto.



O que tinha sido planejado para ser um fim de semana romântico acabou se transformando em pesadelo para um casal de São Paulo, que alugou um apartamento pelo Airbnb em São Vicente, no litoral paulista. Localizado no condomínio Edifícios Blue Moon e Blue Sky, o apartamento possuía uma câmera escondida junto ao roteador.



Segundo a advogada Cátia Menecatte, o casal está apavorado e teme pela extensão dos danos. “Eles foram gravados, não sabem se as imagens foram armazenadas ou transmitidas on-line. Existe muita insegurança, mas as respostas só virão pela investigação”, afirmou à VEJA.



PATROCINADORES

A advogada diz que na parede que ficava no teto da cama havia um espelho e que no outo canto havia um roteador. “O noivo é analista de sistemas e estranhou que havia uma luz piscando junto ao roteador, foi checar e descobriu uma câmera escondida. Era um estúdio, os ambientes são conjugados.”



A sensação de violação da privacidade aumentou ainda mais quando o proprietário telefonou para eles assim que a câmera foi desligada. “O dono do apartamento ligou para perguntar o que tinha acontecido e o Bruno disse que tinha encontrado uma câmera. Aí o proprietário disse que era por segurança.”



O casal tentou entrar em contato com a Airbnb por telefone e internet no fim de semana, mas não conseguiu. Acabaram se hospedando em outro hotel e ainda não sabem quais serão seus próximos passos. “Por enquanto, eles pediram o ressarcimento da diária e dos gastos com a nova hospedagem. Estão muito constrangidos, abalados com essa situação”, afirma Cátia.



PATROCINADORES

Segundo ela, o casal não viajou no Ano-Novo porque queria economizar para esse fim de semana na Ilha Porchat. “Ela é arquiteta, teve que reagendar todos seus clientes, pois está muito abalada.”



Outro lado



O Airbnb informa que baniu permanentemente esse anfitrião da plataforma e hospedagem assim que tomou conhecimento desse incidente. “Estamos em contato e dando assistência aos hóspedes. Além disso, estamos à disposição das autoridades policiais para auxiliar na investigação.”



Segundo a plataforma, as regras de uso da plataforma proíbem câmeras em quartos ou banheiros. “Caso estejam em outros locais da casa, essa informação deve ser divulgada no anúncio.”



Veja Também