news:

Esporte

Do anonimato à glória em um voleio: Wendell Lira é o vencedor do Puskás

Publicado por TV Minas em 11/01/2016

foto_principal.jpg

O brasileiro desbancou Lionel Messi, do Barcelona, e Alessandro Florenzi, da Roma.

 

O improvável aconteceu e um sonho se tornou realidade para o brasileiro Wendell Lira no evento de gala da Bola de Ouro da Fifa, em Zurique, na Suíça, nesta segunda-feira: o atacante do Vila Nova-GO, de 27 anos, conquistou o prêmio Puskás 2015, dado ao gol mais bonito do ano, batendo ninguém menos do que o craque argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o lateral Alessandro Florenzi, da Roma. Ele recebeu o prêmio das mãos do ex-jogador japonês Nakata e se tornou o segundo brasileiro a faturar o prêmio criado em homenagem ao jogador húngaro Ferenc Puskás, falecido em 2006 - Neymar ganhou o troféu em 2011.

 

O golaço, escolhido por votação popular no site da Fifa, foi feito em 11 de março, quando jogava pelo Goianésia, na vitória de 2 a 1 sobre o Atlético Goianiense no Campeonato Estadual. Wendell Lira marcou o primeiro gol daquela partida após uma linda troca de passes: o meia Da Mata recebe a bola, toca por cima dos zagueiros, deixando o então atacante do Goianésia de frente para o goleiro; com um voleio certeiro na entrada da área, Wendell faz o gol que o tiraria do anonimato no futebol.

 

Quando foi anunciado que seu gol estava entre os 10 pré-selecionados ao Puskás, Wendell estava sem clube - havia acabado de rescindir contrato com o mineiro Tombense. Logo após ser escolhido entre os três finalistas, contou ao site de VEJA que o assédio em Goiânia era grande - estava sendo recebido nas ruas como uma celebridade. Com seu nome estampado no site da Fifa e na imprensa mundial, Wendell Lira colheu os frutos: foi contratado pelo atual campeão da Série C, Vila Nova, como o principal reforço para esta temporada.

 

 

Carreira

 

Wendell Lira foi revelado pelo Goiás, em 2006, e desde lá passou por Atlético Sorocaba, Fortaleza, Goianésia e Tombense e pelas categorias de base da seleção brasileira. O jogador não atuou com a camisa do Vila Nova na campanha do título nesta temporada, pois já havia jogado pelo Tombense no torneio.

 

 

Assista ao vídeo:

 

Prêmio Puskas Gol do Goianésia Wendell Lira

O brasileiro desbancou Lionel Messi, do Barcelona, e Alessandro Florenzi, da Roma.


 


O improvável aconteceu e um sonho se tornou realidade para o brasileiro Wendell Lira no evento de gala da Bola de Ouro da Fifa, em Zurique, na Suíça, nesta segunda-feira: o atacante do Vila Nova-GO, de 27 anos, conquistou o prêmio Puskás 2015, dado ao gol mais bonito do ano, batendo ninguém menos do que o craque argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o lateral Alessandro Florenzi, da Roma. Ele recebeu o prêmio das mãos do ex-jogador japonês Nakata e se tornou o segundo brasileiro a faturar o prêmio criado em homenagem ao jogador húngaro Ferenc Puskás, falecido em 2006 - Neymar ganhou o troféu em 2011.


 


O golaço, escolhido por votação popular no site da Fifa, foi feito em 11 de março, quando jogava pelo Goianésia, na vitória de 2 a 1 sobre o Atlético Goianiense no Campeonato Estadual. Wendell Lira marcou o primeiro gol daquela partida após uma linda troca de passes: o meia Da Mata recebe a bola, toca por cima dos zagueiros, deixando o então atacante do Goianésia de frente para o goleiro; com um voleio certeiro na entrada da área, Wendell faz o gol que o tiraria do anonimato no futebol.


 


Quando foi anunciado que seu gol estava entre os 10 pré-selecionados ao Puskás, Wendell estava sem clube - havia acabado de rescindir contrato com o mineiro Tombense. Logo após ser escolhido entre os três finalistas, contou ao site de VEJA que o assédio em Goiânia era grande - estava sendo recebido nas ruas como uma celebridade. Com seu nome estampado no site da Fifa e na imprensa mundial, Wendell Lira colheu os frutos: foi contratado pelo atual campeão da Série C, Vila Nova, como o principal reforço para esta temporada.


 


PATROCINADORES

 


Carreira


 


Wendell Lira foi revelado pelo Goiás, em 2006, e desde lá passou por Atlético Sorocaba, Fortaleza, Goianésia e Tombense e pelas categorias de base da seleção brasileira. O jogador não atuou com a camisa do Vila Nova na campanha do título nesta temporada, pois já havia jogado pelo Tombense no torneio.


 


 


Assista ao vídeo:


 


Prêmio Puskas Gol do Goianésia Wendell Lira


O brasileiro desbancou Lionel Messi, do Barcelona, e Alessandro Florenzi, da Roma.



O improvável aconteceu e um sonho se tornou realidade para o brasileiro Wendell Lira no evento de gala da Bola de Ouro da Fifa, em Zurique, na Suíça, nesta segunda-feira: o atacante do Vila Nova-GO, de 27 anos, conquistou o prêmio Puskás 2015, dado ao gol mais bonito do ano, batendo ninguém menos do que o craque argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o lateral Alessandro Florenzi, da Roma. Ele recebeu o prêmio das mãos do ex-jogador japonês Nakata e se tornou o segundo brasileiro a faturar o prêmio criado em homenagem ao jogador húngaro Ferenc Puskás, falecido em 2006 - Neymar ganhou o troféu em 2011.



O golaço, escolhido por votação popular no site da Fifa, foi feito em 11 de março, quando jogava pelo Goianésia, na vitória de 2 a 1 sobre o Atlético Goianiense no Campeonato Estadual. Wendell Lira marcou o primeiro gol daquela partida após uma linda troca de passes: o meia Da Mata recebe a bola, toca por cima dos zagueiros, deixando o então atacante do Goianésia de frente para o goleiro; com um voleio certeiro na entrada da área, Wendell faz o gol que o tiraria do anonimato no futebol.



PATROCINADORES

Quando foi anunciado que seu gol estava entre os 10 pré-selecionados ao Puskás, Wendell estava sem clube - havia acabado de rescindir contrato com o mineiro Tombense. Logo após ser escolhido entre os três finalistas, contou ao site de VEJA que o assédio em Goiânia era grande - estava sendo recebido nas ruas como uma celebridade. Com seu nome estampado no site da Fifa e na imprensa mundial, Wendell Lira colheu os frutos: foi contratado pelo atual campeão da Série C, Vila Nova, como o principal reforço para esta temporada.



Carreira



PATROCINADORES

Wendell Lira foi revelado pelo Goiás, em 2006, e desde lá passou por Atlético Sorocaba, Fortaleza, Goianésia e Tombense e pelas categorias de base da seleção brasileira. O jogador não atuou com a camisa do Vila Nova na campanha do título nesta temporada, pois já havia jogado pelo Tombense no torneio.



Assista ao vídeo:



Prêmio Puskas Gol do Goianésia Wendell Lira



Veja Também