news:

Esporte

Árbitro que chutou e expulsou brasileiro é suspenso por 3 meses

Publicado por TV Minas em 02/02/2018

foto_principal.jpg

Tony Chapron, que agrediu o zagueiro brasileiro Diego Carlos, do Nantes, foi punido pela liga francesa. Aos 45 anos, ele está perto da aposentadoria.

 

O Comitê Disciplinar da Liga de Futebolistas Profissionais da França (LFP) suspendeu por três meses o árbitro Tony Chapron, por ter agredido e expulsado o zagueiro brasileiro Diego Carlos, do Nantes, na partida contra o PSG em 14 de janeiro. Terminada a suspensão, o juiz ainda ficará três meses em observação – caso cometa outro erro grave, será suspenso novamente.

 

A entidade puniu Chapron por “tentativa de agressão/tentativa de brutalidade”. O árbitro, que ainda pode recorrer da decisão, está com 45 anos e se aposentará ao fim desta temporada. Com a punição, deve retornar apenas em maio, já na reta final do Campeonato Francês.

 

Chapron compareceu à audiência e não falou com a imprensa. Seu advogado, Samuel Chevret, disse que o árbitro se arrependeu e condenou o que chamou de “linchamento midiático”.

 

“O senhor Chapron confirmou a versão que deu desde o início, de que agiu no reflexo de maneira ruim. Ele se arrependeu e pediu desculpas imediatamente ao jogador. A conversa foi conduzida de maneira calma e respeitosa, o que, infelizmente, contrasta com o linchamento midiático sobre o tema após a partida”, afirmou o advogado à imprensa francesa.

 

 

Árbitro Tony Chapron tenta chutar o brasileiro Diego Carlos, do Nantes.

Tony Chapron, que agrediu o zagueiro brasileiro Diego Carlos, do Nantes, foi punido pela liga francesa. Aos 45 anos, ele está perto da aposentadoria.


 


O Comitê Disciplinar da Liga de Futebolistas Profissionais da França (LFP) suspendeu por três meses o árbitro Tony Chapron, por ter agredido e expulsado o zagueiro brasileiro Diego Carlos, do Nantes, na partida contra o PSG em 14 de janeiro. Terminada a suspensão, o juiz ainda ficará três meses em observação – caso cometa outro erro grave, será suspenso novamente.


 


A entidade puniu Chapron por “tentativa de agressão/tentativa de brutalidade”. O árbitro, que ainda pode recorrer da decisão, está com 45 anos e se aposentará ao fim desta temporada. Com a punição, deve retornar apenas em maio, já na reta final do Campeonato Francês.


 


PATROCINADORES

Chapron compareceu à audiência e não falou com a imprensa. Seu advogado, Samuel Chevret, disse que o árbitro se arrependeu e condenou o que chamou de “linchamento midiático”.


 


“O senhor Chapron confirmou a versão que deu desde o início, de que agiu no reflexo de maneira ruim. Ele se arrependeu e pediu desculpas imediatamente ao jogador. A conversa foi conduzida de maneira calma e respeitosa, o que, infelizmente, contrasta com o linchamento midiático sobre o tema após a partida”, afirmou o advogado à imprensa francesa.


 


 


Árbitro Tony Chapron tenta chutar o brasileiro Diego Carlos, do Nantes.


Tony Chapron, que agrediu o zagueiro brasileiro Diego Carlos, do Nantes, foi punido pela liga francesa. Aos 45 anos, ele está perto da aposentadoria.



O Comitê Disciplinar da Liga de Futebolistas Profissionais da França (LFP) suspendeu por três meses o árbitro Tony Chapron, por ter agredido e expulsado o zagueiro brasileiro Diego Carlos, do Nantes, na partida contra o PSG em 14 de janeiro. Terminada a suspensão, o juiz ainda ficará três meses em observação – caso cometa outro erro grave, será suspenso novamente.



A entidade puniu Chapron por “tentativa de agressão/tentativa de brutalidade”. O árbitro, que ainda pode recorrer da decisão, está com 45 anos e se aposentará ao fim desta temporada. Com a punição, deve retornar apenas em maio, já na reta final do Campeonato Francês.



PATROCINADORES

Chapron compareceu à audiência e não falou com a imprensa. Seu advogado, Samuel Chevret, disse que o árbitro se arrependeu e condenou o que chamou de “linchamento midiático”.



“O senhor Chapron confirmou a versão que deu desde o início, de que agiu no reflexo de maneira ruim. Ele se arrependeu e pediu desculpas imediatamente ao jogador. A conversa foi conduzida de maneira calma e respeitosa, o que, infelizmente, contrasta com o linchamento midiático sobre o tema após a partida”, afirmou o advogado à imprensa francesa.



Árbitro Tony Chapron tenta chutar o brasileiro Diego Carlos, do Nantes.



Veja Também