news:

Sul de Minas

Confirmada localização de 6º macaco morto no Sul de Minas

Publicado por TV Minas em 05/02/2018

foto_principal.jpg

Matéria extraída do G1

 

Animal, que já estava em estado de decomposição, foi encontrado na tarde de sábado (3) em uma estrada próximo ao bairro rural do Salto.

 

A Vigilância Epidemiológica de Varginha deverá encaminhar amostras de mais um macaco encontrado morto na cidade para análise na Fundação Ezequiel Dias, a Funed. O animal, que já estava em estado de decomposição, foi encontrado na tarde de sábado (3) em uma estrada próximo ao bairro rural do Salto.

 

Com esse macaco, já são seis os animais encontrados mortos na cidade cujos materiais foram enviados para análise. Por enquanto, em nenhum deles foi confirmada a presença do vírus da febre amarela.

 

Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, já foi feito um trabalho de vacinação na região onde o macaco foi encontrado. Os agentes de saúde devem retornar ao bairro para verificar se algum morador ficou sem a vacina.

 

 

Casos confirmados

 

Por enquanto, a Secretaria de Estado de Saúde só confirmou a presença do vírus da febre amarela em dois macacos encontrados em agosto e novembro do ano passado nas cidades de Gonçalves e Extrema.

 

Em seres humanos, por enquanto são três casos confirmados no Sul de Minas, com duas mortes, de um morador de Poço Fundo e de um turista de São Paulo que visitou São Tomé das Letras. No entanto, outras cinco mortes já foram confirmados por secretarias municipais e devem entrar no relatório do Estado nesta semana.

 

 

Febre amarela

 

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos vetores, e possui dois ciclos de transmissão: silvestre (quando há transmissão em área rural ou de floresta) e urbano. O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. Nas cidades é transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti.

 

Os sintomas iniciais da febre amarela incluem o início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.

Matéria extraída do G1


 


Animal, que já estava em estado de decomposição, foi encontrado na tarde de sábado (3) em uma estrada próximo ao bairro rural do Salto.


 


A Vigilância Epidemiológica de Varginha deverá encaminhar amostras de mais um macaco encontrado morto na cidade para análise na Fundação Ezequiel Dias, a Funed. O animal, que já estava em estado de decomposição, foi encontrado na tarde de sábado (3) em uma estrada próximo ao bairro rural do Salto.


 


Com esse macaco, já são seis os animais encontrados mortos na cidade cujos materiais foram enviados para análise. Por enquanto, em nenhum deles foi confirmada a presença do vírus da febre amarela.


 


Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, já foi feito um trabalho de vacinação na região onde o macaco foi encontrado. Os agentes de saúde devem retornar ao bairro para verificar se algum morador ficou sem a vacina.


 


 


PATROCINADORES

Casos confirmados


 


Por enquanto, a Secretaria de Estado de Saúde só confirmou a presença do vírus da febre amarela em dois macacos encontrados em agosto e novembro do ano passado nas cidades de Gonçalves e Extrema.


 


Em seres humanos, por enquanto são três casos confirmados no Sul de Minas, com duas mortes, de um morador de Poço Fundo e de um turista de São Paulo que visitou São Tomé das Letras. No entanto, outras cinco mortes já foram confirmados por secretarias municipais e devem entrar no relatório do Estado nesta semana.


 


 


Febre amarela


 


A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos vetores, e possui dois ciclos de transmissão: silvestre (quando há transmissão em área rural ou de floresta) e urbano. O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. Nas cidades é transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti.


 


Os sintomas iniciais da febre amarela incluem o início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.


Matéria extraída do G1



Animal, que já estava em estado de decomposição, foi encontrado na tarde de sábado (3) em uma estrada próximo ao bairro rural do Salto.



A Vigilância Epidemiológica de Varginha deverá encaminhar amostras de mais um macaco encontrado morto na cidade para análise na Fundação Ezequiel Dias, a Funed. O animal, que já estava em estado de decomposição, foi encontrado na tarde de sábado (3) em uma estrada próximo ao bairro rural do Salto.



Com esse macaco, já são seis os animais encontrados mortos na cidade cujos materiais foram enviados para análise. Por enquanto, em nenhum deles foi confirmada a presença do vírus da febre amarela.



PATROCINADORES

Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, já foi feito um trabalho de vacinação na região onde o macaco foi encontrado. Os agentes de saúde devem retornar ao bairro para verificar se algum morador ficou sem a vacina.



Casos confirmados



Por enquanto, a Secretaria de Estado de Saúde só confirmou a presença do vírus da febre amarela em dois macacos encontrados em agosto e novembro do ano passado nas cidades de Gonçalves e Extrema.



PATROCINADORES

Em seres humanos, por enquanto são três casos confirmados no Sul de Minas, com duas mortes, de um morador de Poço Fundo e de um turista de São Paulo que visitou São Tomé das Letras. No entanto, outras cinco mortes já foram confirmados por secretarias municipais e devem entrar no relatório do Estado nesta semana.



Febre amarela



A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por um vírus transmitido por mosquitos vetores, e possui dois ciclos de transmissão: silvestre (quando há transmissão em área rural ou de floresta) e urbano. O vírus é transmitido pela picada dos mosquitos transmissores infectados e não há transmissão direta de pessoa a pessoa. Nas cidades é transmitida principalmente por mosquitos da espécie Aedes aegypti.



Os sintomas iniciais da febre amarela incluem o início súbito de febre, calafrios, dor de cabeça intensa, dores nas costas, dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza.



Veja Também