news:

Notícias

Horário de verão termina neste fim de semana

Publicado por TV Minas em 14/02/2018

foto_principal.jpg

Os relógios nos estados da região Sul, Sudeste, e Centro-Oeste deverão ser atrasados em uma hora.

 

O horário de verão terminará neste fim de semana. Dessa forma, os relógios nos estados das regiões Sul, Sudeste, e Centro-Oeste deverão ser atrasados em uma hora à meia-noite de domigo.

 

A hora de verão atual está em vigor desde o dia 15 de outubro de 2017. Neste ano, ele será retomado apenas no mês de novembro. A mudança ocorre em razão das eleições.

 

No ano passado, o governo chegou a estudar o fim do horário de verão, com o argumento de que as economias geradas seriam menores que os transtornos. Como a discussão ocorreu próxima ao início da vigência, ela foi suspensa, pois não haveria tempo de consultar a população.

 

O horário de verão foi instituído pela primeira vez em 1931 e, depois, sem regularidade, voltou a ser usado em outros anos. Passou a valer em caráter permanente em 2008, sendo adotado entre o terceiro domingo de outubro e o terceiro domingo de fevereiro do ano posterior.

 

O objetivo da medida é distribuir melhor o consumo de energia, reduzindo custos operacionais. Isso ocorre em razão da maior incidência de luz natural no período. Com mais tempo de claridade, o acionamento de iluminação elétrica e também de outros aparelhos, como chuveiros, é postergado, diminuindo o pico de demanda no sistema elétrico do país.

Os relógios nos estados da região Sul, Sudeste, e Centro-Oeste deverão ser atrasados em uma hora.


 


O horário de verão terminará neste fim de semana. Dessa forma, os relógios nos estados das regiões Sul, Sudeste, e Centro-Oeste deverão ser atrasados em uma hora à meia-noite de domigo.


 


A hora de verão atual está em vigor desde o dia 15 de outubro de 2017. Neste ano, ele será retomado apenas no mês de novembro. A mudança ocorre em razão das eleições.


PATROCINADORES

 


No ano passado, o governo chegou a estudar o fim do horário de verão, com o argumento de que as economias geradas seriam menores que os transtornos. Como a discussão ocorreu próxima ao início da vigência, ela foi suspensa, pois não haveria tempo de consultar a população.


 


O horário de verão foi instituído pela primeira vez em 1931 e, depois, sem regularidade, voltou a ser usado em outros anos. Passou a valer em caráter permanente em 2008, sendo adotado entre o terceiro domingo de outubro e o terceiro domingo de fevereiro do ano posterior.


 


O objetivo da medida é distribuir melhor o consumo de energia, reduzindo custos operacionais. Isso ocorre em razão da maior incidência de luz natural no período. Com mais tempo de claridade, o acionamento de iluminação elétrica e também de outros aparelhos, como chuveiros, é postergado, diminuindo o pico de demanda no sistema elétrico do país.


Os relógios nos estados da região Sul, Sudeste, e Centro-Oeste deverão ser atrasados em uma hora.



O horário de verão terminará neste fim de semana. Dessa forma, os relógios nos estados das regiões Sul, Sudeste, e Centro-Oeste deverão ser atrasados em uma hora à meia-noite de domigo.



A hora de verão atual está em vigor desde o dia 15 de outubro de 2017. Neste ano, ele será retomado apenas no mês de novembro. A mudança ocorre em razão das eleições.



PATROCINADORES

No ano passado, o governo chegou a estudar o fim do horário de verão, com o argumento de que as economias geradas seriam menores que os transtornos. Como a discussão ocorreu próxima ao início da vigência, ela foi suspensa, pois não haveria tempo de consultar a população.



O horário de verão foi instituído pela primeira vez em 1931 e, depois, sem regularidade, voltou a ser usado em outros anos. Passou a valer em caráter permanente em 2008, sendo adotado entre o terceiro domingo de outubro e o terceiro domingo de fevereiro do ano posterior.



O objetivo da medida é distribuir melhor o consumo de energia, reduzindo custos operacionais. Isso ocorre em razão da maior incidência de luz natural no período. Com mais tempo de claridade, o acionamento de iluminação elétrica e também de outros aparelhos, como chuveiros, é postergado, diminuindo o pico de demanda no sistema elétrico do país.



Veja Também