news:

Notícias

ONU estima que mais de 1 milhão deixou Venezuela nos últimos 3 anos

Publicado por TV Minas em 15/02/2018

foto_principal.jpg

Levantamento da ONU aponta que em 2017 o número de venezuelanos que deixaram o país aumentou em comparação com os anos anteriores.

 

O Alto-Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur) estima que mais de 1 milhão de venezuelanos já deixaram o país e 110 mil pediram refúgio. O informe foi elaborado após levantamento dos dados de 2014 a 2017.

 

Os números de 2017 mostram um aumento em comparação ao que se registrava entre 2014 e 2016. Naqueles três anos, foram 28 mil pedidos de asilo nos EUA, 4,7 mil no Brasil e apenas 4,1 mil na Espanha. No ano passado, foram 17,4 mil pedidos de asilo nos EUA, 15,6 mil no Brasil, 7,3 mil na Espanha.

 

Na quarta-feira, 14, a Acnur apoiou a decisão do Brasil de enviar a outros Estados parte dos venezuelanos que estão em Roraima. Elogiando as decisões do presidente Michel Temer, a agência ainda pede que a maior militarização da fronteira entre Brasil e Venezuela não dificulte o acesso de refugiados ao território nacional, mas contribua para um fluxo mais ordenado. 

 

"Estamos dispostos a trabalhar com as autoridades brasileiras, acreditando que essa medida reduzirá o impacto do aumento de fluxo de venezuelanos", afirmou o Acnur à reportagem.

Levantamento da ONU aponta que em 2017 o número de venezuelanos que deixaram o país aumentou em comparação com os anos anteriores.


 


O Alto-Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur) estima que mais de 1 milhão de venezuelanos já deixaram o país e 110 mil pediram refúgio. O informe foi elaborado após levantamento dos dados de 2014 a 2017.


 


PATROCINADORES

Os números de 2017 mostram um aumento em comparação ao que se registrava entre 2014 e 2016. Naqueles três anos, foram 28 mil pedidos de asilo nos EUA, 4,7 mil no Brasil e apenas 4,1 mil na Espanha. No ano passado, foram 17,4 mil pedidos de asilo nos EUA, 15,6 mil no Brasil, 7,3 mil na Espanha.


 


Na quarta-feira, 14, a Acnur apoiou a decisão do Brasil de enviar a outros Estados parte dos venezuelanos que estão em Roraima. Elogiando as decisões do presidente Michel Temer, a agência ainda pede que a maior militarização da fronteira entre Brasil e Venezuela não dificulte o acesso de refugiados ao território nacional, mas contribua para um fluxo mais ordenado. 


 


"Estamos dispostos a trabalhar com as autoridades brasileiras, acreditando que essa medida reduzirá o impacto do aumento de fluxo de venezuelanos", afirmou o Acnur à reportagem.


Levantamento da ONU aponta que em 2017 o número de venezuelanos que deixaram o país aumentou em comparação com os anos anteriores.



O Alto-Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur) estima que mais de 1 milhão de venezuelanos já deixaram o país e 110 mil pediram refúgio. O informe foi elaborado após levantamento dos dados de 2014 a 2017.



Os números de 2017 mostram um aumento em comparação ao que se registrava entre 2014 e 2016. Naqueles três anos, foram 28 mil pedidos de asilo nos EUA, 4,7 mil no Brasil e apenas 4,1 mil na Espanha. No ano passado, foram 17,4 mil pedidos de asilo nos EUA, 15,6 mil no Brasil, 7,3 mil na Espanha.



PATROCINADORES

Na quarta-feira, 14, a Acnur apoiou a decisão do Brasil de enviar a outros Estados parte dos venezuelanos que estão em Roraima. Elogiando as decisões do presidente Michel Temer, a agência ainda pede que a maior militarização da fronteira entre Brasil e Venezuela não dificulte o acesso de refugiados ao território nacional, mas contribua para um fluxo mais ordenado. 



"Estamos dispostos a trabalhar com as autoridades brasileiras, acreditando que essa medida reduzirá o impacto do aumento de fluxo de venezuelanos", afirmou o Acnur à reportagem.



Veja Também