news:

Sul de Minas

Farmácias de Pouso Alegre poderão abrir 24h

Publicado por TV Minas em 17/02/2018

foto_principal.jpg

Matéria extraída do Terra do Mandu

 

Associação de proprietários critica alteração de funcionamento; prefeito afirma que mudança atende reivindicação da população.

 

Os vereadores de Pouso Alegre aprovaram na noite desta quinta-feira (15), durante Sessão Ordinária, o Projeto de Lei Nº 913/2018, que autoriza o funcionamento 24 horas de farmácias e drogarias na cidade. Atualmente, há um rodízio de plantão para período noturno durante a semana, finais de semana e feriados.

 

A proposta de alteração no horário de funcionamento das farmácias, assinada pelo prefeito Rafael Simões (PSDB), e foi aprovada por 12 votos em regime de urgência e em única votação. A proposta não estava na ordem do dia, mas foi incluída a pedido do líder do prefeito na Câmara, vereador Rodrigo Modesto (PTB).

 

“Este projeto foi pensado no benefício da população, que há anos clama pelo funcionamento de farmácias e drogarias 24 horas por dia, por isso entrei com pedido de urgência. A população não pode ficar refém, pois a saúde está em primeiro lugar. Esse projeto beneficia a todos”, defendeu o líder do prefeito.

 

 

Associação dos proprietários é contra mudança

 

A Associação dos Proprietários de Farmácias de Pouso Alegre e Região é contra a alteração do funcionamento das farmácias na cidade. Segundo o presidente da associação, Sílvio Pereira, o sistema de plantão que existe desde 2000 vem dando certo, sempre com uma unidade aberta para atender a população.

 

Sílvio afirma que a mudança não foi discutida com os donos de farmácias e beneficiará as grandes redes, já que as pequenas não têm condições para funcionar 24 horas por dia porque o custo é alto para manter funcionários o dia todo e a noite.

 

“Parece ser um ganho para população, mas pode ser uma perda enorme. As redes não interessavam abrir com outra rede no mesmo plantão, para não concorrer. Com essa mudança, elas poderão optar em ficar abertas numa parte do dia com maior fluxo e depois fechar. Já os associados estão manifestando a intenção de não mais fazer o plantão dos finais de semana e feriados”, diz Sílvio Pereira.

 

Luiz Carlos da Rosa é dono de uma farmácia na Rua Comendador José Garcia. Ele se revolta com a forma como o projeto foi votado, sem discussão com os donos de farmácias. “Foi um ato autoritário ao passar por cima dos menores, em favor dos maiores e sem discutir o assunto”, diz o comerciante que ainda comenta de não ter condições de concorrer com as grandes redes que atuam na cidade.

 

 

Prefeito diz que mudança atende pedido da população

 

O prefeito Rafael Simões se manifestou nas redes sociais justificando que a proposta atende reivindicação da população.

 

“Nossa gestão é pautada nos pedidos da população e uma das reivindicações era a abertura 24 horas das farmácias da cidade. É mais uma conquista do povo. Parabéns aos vereadores que mais uma vez acompanharam a vontade popular”, disse o prefeito em sua página no facebook.

Matéria extraída do Terra do Mandu


 


Associação de proprietários critica alteração de funcionamento; prefeito afirma que mudança atende reivindicação da população.


 


Os vereadores de Pouso Alegre aprovaram na noite desta quinta-feira (15), durante Sessão Ordinária, o Projeto de Lei Nº 913/2018, que autoriza o funcionamento 24 horas de farmácias e drogarias na cidade. Atualmente, há um rodízio de plantão para período noturno durante a semana, finais de semana e feriados.


 


A proposta de alteração no horário de funcionamento das farmácias, assinada pelo prefeito Rafael Simões (PSDB), e foi aprovada por 12 votos em regime de urgência e em única votação. A proposta não estava na ordem do dia, mas foi incluída a pedido do líder do prefeito na Câmara, vereador Rodrigo Modesto (PTB).


 


“Este projeto foi pensado no benefício da população, que há anos clama pelo funcionamento de farmácias e drogarias 24 horas por dia, por isso entrei com pedido de urgência. A população não pode ficar refém, pois a saúde está em primeiro lugar. Esse projeto beneficia a todos”, defendeu o líder do prefeito.


 


 


Associação dos proprietários é contra mudança


 


PATROCINADORES

A Associação dos Proprietários de Farmácias de Pouso Alegre e Região é contra a alteração do funcionamento das farmácias na cidade. Segundo o presidente da associação, Sílvio Pereira, o sistema de plantão que existe desde 2000 vem dando certo, sempre com uma unidade aberta para atender a população.


 


Sílvio afirma que a mudança não foi discutida com os donos de farmácias e beneficiará as grandes redes, já que as pequenas não têm condições para funcionar 24 horas por dia porque o custo é alto para manter funcionários o dia todo e a noite.


 


“Parece ser um ganho para população, mas pode ser uma perda enorme. As redes não interessavam abrir com outra rede no mesmo plantão, para não concorrer. Com essa mudança, elas poderão optar em ficar abertas numa parte do dia com maior fluxo e depois fechar. Já os associados estão manifestando a intenção de não mais fazer o plantão dos finais de semana e feriados”, diz Sílvio Pereira.


 


Luiz Carlos da Rosa é dono de uma farmácia na Rua Comendador José Garcia. Ele se revolta com a forma como o projeto foi votado, sem discussão com os donos de farmácias. “Foi um ato autoritário ao passar por cima dos menores, em favor dos maiores e sem discutir o assunto”, diz o comerciante que ainda comenta de não ter condições de concorrer com as grandes redes que atuam na cidade.


 


 


Prefeito diz que mudança atende pedido da população


 


O prefeito Rafael Simões se manifestou nas redes sociais justificando que a proposta atende reivindicação da população.


 


“Nossa gestão é pautada nos pedidos da população e uma das reivindicações era a abertura 24 horas das farmácias da cidade. É mais uma conquista do povo. Parabéns aos vereadores que mais uma vez acompanharam a vontade popular”, disse o prefeito em sua página no facebook.


Matéria extraída do Terra do Mandu



Associação de proprietários critica alteração de funcionamento; prefeito afirma que mudança atende reivindicação da população.



Os vereadores de Pouso Alegre aprovaram na noite desta quinta-feira (15), durante Sessão Ordinária, o Projeto de Lei Nº 913/2018, que autoriza o funcionamento 24 horas de farmácias e drogarias na cidade. Atualmente, há um rodízio de plantão para período noturno durante a semana, finais de semana e feriados.



A proposta de alteração no horário de funcionamento das farmácias, assinada pelo prefeito Rafael Simões (PSDB), e foi aprovada por 12 votos em regime de urgência e em única votação. A proposta não estava na ordem do dia, mas foi incluída a pedido do líder do prefeito na Câmara, vereador Rodrigo Modesto (PTB).



“Este projeto foi pensado no benefício da população, que há anos clama pelo funcionamento de farmácias e drogarias 24 horas por dia, por isso entrei com pedido de urgência. A população não pode ficar refém, pois a saúde está em primeiro lugar. Esse projeto beneficia a todos”, defendeu o líder do prefeito.



PATROCINADORES

Associação dos proprietários é contra mudança



A Associação dos Proprietários de Farmácias de Pouso Alegre e Região é contra a alteração do funcionamento das farmácias na cidade. Segundo o presidente da associação, Sílvio Pereira, o sistema de plantão que existe desde 2000 vem dando certo, sempre com uma unidade aberta para atender a população.



Sílvio afirma que a mudança não foi discutida com os donos de farmácias e beneficiará as grandes redes, já que as pequenas não têm condições para funcionar 24 horas por dia porque o custo é alto para manter funcionários o dia todo e a noite.



“Parece ser um ganho para população, mas pode ser uma perda enorme. As redes não interessavam abrir com outra rede no mesmo plantão, para não concorrer. Com essa mudança, elas poderão optar em ficar abertas numa parte do dia com maior fluxo e depois fechar. Já os associados estão manifestando a intenção de não mais fazer o plantão dos finais de semana e feriados”, diz Sílvio Pereira.



PATROCINADORES

Luiz Carlos da Rosa é dono de uma farmácia na Rua Comendador José Garcia. Ele se revolta com a forma como o projeto foi votado, sem discussão com os donos de farmácias. “Foi um ato autoritário ao passar por cima dos menores, em favor dos maiores e sem discutir o assunto”, diz o comerciante que ainda comenta de não ter condições de concorrer com as grandes redes que atuam na cidade.



Prefeito diz que mudança atende pedido da população



O prefeito Rafael Simões se manifestou nas redes sociais justificando que a proposta atende reivindicação da população.



“Nossa gestão é pautada nos pedidos da população e uma das reivindicações era a abertura 24 horas das farmácias da cidade. É mais uma conquista do povo. Parabéns aos vereadores que mais uma vez acompanharam a vontade popular”, disse o prefeito em sua página no facebook.



Veja Também