news:

Notícias

PIB cresce 1% em 2017, e volta a subir após dois anos em queda

Publicado por TV Minas em 01/03/2018

foto_principal.jpg

No quarto trimestre, o resultado foi de 0,1%, na comparação com os três meses anteriores; os dados foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira.

 

A economia brasileira voltou a crescer em 2017, com o Produto Interno Bruto (PIB) registrando alta de 1% no acumulado do ano. Os dados foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira. É o primeiro resultado anual positivo após dois anos seguidos de queda. No quarto trimestre, o resultado foi de 0,1%, na comparação com os três meses anteriores.

 

O IBGE mede a produção da economia de duas formas: sob o ponto de vista dos setores que produzem e dos que consomem.

 

No lado da produção, o destaque foi o setor agropecuário, que cresceu 13% no acumulado do ano. O país colheu uma safra recorde no início de 2017, o que fez os preços dos alimentos caírem e a inflação ficar em patamares baixos. Os serviços avançaram 0,3%, e a indústria registrou mesmo nível de produção que no ano anterior (variação de 0%). O total produzido no ano foi de 6,559 trilhões de reais.

 

Sob a ótica da demanda, o crescimento aconteceu por causa do consumo das famílias, que foi 1% maior em 2017 que no ano anterior. Tanto os gastos do governo quanto os investimentos aconteceram em níveis menores que em 2016 – -0,6% e -1,8%, respectivamente.

No quarto trimestre, o resultado foi de 0,1%, na comparação com os três meses anteriores; os dados foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira.


 


A economia brasileira voltou a crescer em 2017, com o Produto Interno Bruto (PIB) registrando alta de 1% no acumulado do ano. Os dados foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira. É o primeiro resultado anual positivo após dois anos seguidos de queda. No quarto trimestre, o resultado foi de 0,1%, na comparação com os três meses anteriores.


 


PATROCINADORES

O IBGE mede a produção da economia de duas formas: sob o ponto de vista dos setores que produzem e dos que consomem.


 


No lado da produção, o destaque foi o setor agropecuário, que cresceu 13% no acumulado do ano. O país colheu uma safra recorde no início de 2017, o que fez os preços dos alimentos caírem e a inflação ficar em patamares baixos. Os serviços avançaram 0,3%, e a indústria registrou mesmo nível de produção que no ano anterior (variação de 0%). O total produzido no ano foi de 6,559 trilhões de reais.


 


Sob a ótica da demanda, o crescimento aconteceu por causa do consumo das famílias, que foi 1% maior em 2017 que no ano anterior. Tanto os gastos do governo quanto os investimentos aconteceram em níveis menores que em 2016 – -0,6% e -1,8%, respectivamente.


No quarto trimestre, o resultado foi de 0,1%, na comparação com os três meses anteriores; os dados foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira.



A economia brasileira voltou a crescer em 2017, com o Produto Interno Bruto (PIB) registrando alta de 1% no acumulado do ano. Os dados foram divulgados pelo IBGE nesta quinta-feira. É o primeiro resultado anual positivo após dois anos seguidos de queda. No quarto trimestre, o resultado foi de 0,1%, na comparação com os três meses anteriores.



O IBGE mede a produção da economia de duas formas: sob o ponto de vista dos setores que produzem e dos que consomem.



PATROCINADORES

No lado da produção, o destaque foi o setor agropecuário, que cresceu 13% no acumulado do ano. O país colheu uma safra recorde no início de 2017, o que fez os preços dos alimentos caírem e a inflação ficar em patamares baixos. Os serviços avançaram 0,3%, e a indústria registrou mesmo nível de produção que no ano anterior (variação de 0%). O total produzido no ano foi de 6,559 trilhões de reais.



Sob a ótica da demanda, o crescimento aconteceu por causa do consumo das famílias, que foi 1% maior em 2017 que no ano anterior. Tanto os gastos do governo quanto os investimentos aconteceram em níveis menores que em 2016 – -0,6% e -1,8%, respectivamente.



Veja Também