news:

Notícias

Coreia do Norte diz estar disposta a discutir desnuclearização com EUA

Publicado por TV Minas em 09/04/2018

foto_principal.jpg

A Coreia do Sul já havia anunciado a disposição de Kim Jong-un para tratar do tema, mas o líder ainda não tinha confirmado.

 

Autoridades da Coreia do Norte disseram ao governo dos Estados Unidos que Kim Jong-un está pronto para discutir a desnuclearização, uma garantia que poderia abrir o caminho para uma reunião com o presidente Donald Trump, informou a imprensa americana neste domingo.

 

É a primeira vez que a oferta foi feita diretamente a Washington, depois de ter sido transmitida previamente pelo consultor sul-coreano de segurança nacional Chung Eui-yong. “Os EUA confirmaram que Kim Jong-un está disposto a discutir a desnuclearização da Península Coreana”, disse um funcionário do governo Trump ao The Wall Street Journal e ao Washington Post neste domingo.

 

Washington surpreendeu os observadores quando anunciou no mês passado que havia concordado com um primeiro encontro histórico entre Trump e Kim, a ser realizado no final de maio.

 

Mas Pyongyang não havia falado com Washington desde então, o que o jornal sugeriu que pode indicar que Seul exagerou a disposição do Norte para negociar seu próprio arsenal nuclear.

 

A garantia norte-coreana não significa que as negociações serão necessariamente bem-sucedidas. Pyongyang indicou que o progresso em direção à desnuclearização deve prosseguir em fases sincronizadas com as concessões diplomáticas e econômicas do lado americano.

 

Ainda não foram divulgados detalhes sobre a data ou local da reunião proposta.

 

O possível encontro vai acontecer depois de um ano muito tenso entre os dois líderes, no qual a Coreia do Norte fez vários testes de mísseis balísticos, ao que Trump respondeu com duras advertências e se referindo a Kim com termos depreciativos como “pequeno homem foguete”.

 

Kim, por sua vez, desafiou as advertências da comunidade internacional para deter seus testes nucleares e chamou Trump de “idiota”

A Coreia do Sul já havia anunciado a disposição de Kim Jong-un para tratar do tema, mas o líder ainda não tinha confirmado.


 


Autoridades da Coreia do Norte disseram ao governo dos Estados Unidos que Kim Jong-un está pronto para discutir a desnuclearização, uma garantia que poderia abrir o caminho para uma reunião com o presidente Donald Trump, informou a imprensa americana neste domingo.


 


É a primeira vez que a oferta foi feita diretamente a Washington, depois de ter sido transmitida previamente pelo consultor sul-coreano de segurança nacional Chung Eui-yong. “Os EUA confirmaram que Kim Jong-un está disposto a discutir a desnuclearização da Península Coreana”, disse um funcionário do governo Trump ao The Wall Street Journal e ao Washington Post neste domingo.


 


Washington surpreendeu os observadores quando anunciou no mês passado que havia concordado com um primeiro encontro histórico entre Trump e Kim, a ser realizado no final de maio.


 


PATROCINADORES

Mas Pyongyang não havia falado com Washington desde então, o que o jornal sugeriu que pode indicar que Seul exagerou a disposição do Norte para negociar seu próprio arsenal nuclear.


 


A garantia norte-coreana não significa que as negociações serão necessariamente bem-sucedidas. Pyongyang indicou que o progresso em direção à desnuclearização deve prosseguir em fases sincronizadas com as concessões diplomáticas e econômicas do lado americano.


 


Ainda não foram divulgados detalhes sobre a data ou local da reunião proposta.


 


O possível encontro vai acontecer depois de um ano muito tenso entre os dois líderes, no qual a Coreia do Norte fez vários testes de mísseis balísticos, ao que Trump respondeu com duras advertências e se referindo a Kim com termos depreciativos como “pequeno homem foguete”.


 


Kim, por sua vez, desafiou as advertências da comunidade internacional para deter seus testes nucleares e chamou Trump de “idiota”


A Coreia do Sul já havia anunciado a disposição de Kim Jong-un para tratar do tema, mas o líder ainda não tinha confirmado.



Autoridades da Coreia do Norte disseram ao governo dos Estados Unidos que Kim Jong-un está pronto para discutir a desnuclearização, uma garantia que poderia abrir o caminho para uma reunião com o presidente Donald Trump, informou a imprensa americana neste domingo.



É a primeira vez que a oferta foi feita diretamente a Washington, depois de ter sido transmitida previamente pelo consultor sul-coreano de segurança nacional Chung Eui-yong. “Os EUA confirmaram que Kim Jong-un está disposto a discutir a desnuclearização da Península Coreana”, disse um funcionário do governo Trump ao The Wall Street Journal e ao Washington Post neste domingo.



PATROCINADORES

Washington surpreendeu os observadores quando anunciou no mês passado que havia concordado com um primeiro encontro histórico entre Trump e Kim, a ser realizado no final de maio.



Mas Pyongyang não havia falado com Washington desde então, o que o jornal sugeriu que pode indicar que Seul exagerou a disposição do Norte para negociar seu próprio arsenal nuclear.



PATROCINADORES

A garantia norte-coreana não significa que as negociações serão necessariamente bem-sucedidas. Pyongyang indicou que o progresso em direção à desnuclearização deve prosseguir em fases sincronizadas com as concessões diplomáticas e econômicas do lado americano.



Ainda não foram divulgados detalhes sobre a data ou local da reunião proposta.



O possível encontro vai acontecer depois de um ano muito tenso entre os dois líderes, no qual a Coreia do Norte fez vários testes de mísseis balísticos, ao que Trump respondeu com duras advertências e se referindo a Kim com termos depreciativos como “pequeno homem foguete”.



Kim, por sua vez, desafiou as advertências da comunidade internacional para deter seus testes nucleares e chamou Trump de “idiota”



Veja Também