news:

Notícias

Passaporte e roupas de Lula são furtados em Curitiba

Publicado por TV Minas em 18/04/2018

foto_principal.jpg

Objetos estavam dentro de um carro, pertencente a um assessor do ex-presidente. Veículo também foi levado, na região central da cidade.

 

Um carro com roupas e documentos pessoais como RG, passaporte e talão de cheque do ex-presidente Lula foram furtados em Curitiba. O automóvel pertence a um assessor do petista e estava estacionado no bairro São Francisco, região central da cidade, no momento do crime. O Departamento da Polícia Civil do Paraná confirmou que um Boletim de Ocorrência foi registrado e que o caso está sendo investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba. Mas não disse se o crime ocorreu nesta segunda ou terça-feira.


O bairro São Francisco fica a cerca de nove quilômetros da sede da superintendência da Polícia Federal do Paraná, onde Lula cumpre pena desde o dia 7, condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção no caso do tríplex do Guarujá.

 

Na tarde desta terça-feira, 11 senadores, membros da Comissão de Direitos Humanos do Senado, fizeram uma visita para inspecionar as condições em que o petista está detido. Dentre eles, a presidenta do PT, senadora Gleisi Hoffmann, que, na saída, confirmou à imprensa a notícia do furto. "Estamos muito preocupados com isso", afirmou.

 

A senadora afirmou que além dos documentos, roupas de cama e cartas que os apoiadores de Lula escreveram para ele também foram levados com o automóvel. "Pode ter sido um furto casual, um arrombamento, mas estamos preocupados, porque pode ter sido outra coisa inclusive", disse. "Pessoas que sabem onde a assessoria do presidente anda.... estamos falando da segurança do ex-presidente e dos seus familiares". A senadora também cobrou "responsabilidade na apuração dos fatos" da Secretaria de Segurança Pública do Paraná.

Objetos estavam dentro de um carro, pertencente a um assessor do ex-presidente. Veículo também foi levado, na região central da cidade.


 


Um carro com roupas e documentos pessoais como RG, passaporte e talão de cheque do ex-presidente Lula foram furtados em Curitiba. O automóvel pertence a um assessor do petista e estava estacionado no bairro São Francisco, região central da cidade, no momento do crime. O Departamento da Polícia Civil do Paraná confirmou que um Boletim de Ocorrência foi registrado e que o caso está sendo investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba. Mas não disse se o crime ocorreu nesta segunda ou terça-feira.



O bairro São Francisco fica a cerca de nove quilômetros da sede da superintendência da Polícia Federal do Paraná, onde Lula cumpre pena desde o dia 7, condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção no caso do tríplex do Guarujá.


PATROCINADORES

 


Na tarde desta terça-feira, 11 senadores, membros da Comissão de Direitos Humanos do Senado, fizeram uma visita para inspecionar as condições em que o petista está detido. Dentre eles, a presidenta do PT, senadora Gleisi Hoffmann, que, na saída, confirmou à imprensa a notícia do furto. "Estamos muito preocupados com isso", afirmou.


 


A senadora afirmou que além dos documentos, roupas de cama e cartas que os apoiadores de Lula escreveram para ele também foram levados com o automóvel. "Pode ter sido um furto casual, um arrombamento, mas estamos preocupados, porque pode ter sido outra coisa inclusive", disse. "Pessoas que sabem onde a assessoria do presidente anda.... estamos falando da segurança do ex-presidente e dos seus familiares". A senadora também cobrou "responsabilidade na apuração dos fatos" da Secretaria de Segurança Pública do Paraná.


Objetos estavam dentro de um carro, pertencente a um assessor do ex-presidente. Veículo também foi levado, na região central da cidade.



Um carro com roupas e documentos pessoais como RG, passaporte e talão de cheque do ex-presidente Lula foram furtados em Curitiba. O automóvel pertence a um assessor do petista e estava estacionado no bairro São Francisco, região central da cidade, no momento do crime. O Departamento da Polícia Civil do Paraná confirmou que um Boletim de Ocorrência foi registrado e que o caso está sendo investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba. Mas não disse se o crime ocorreu nesta segunda ou terça-feira.




O bairro São Francisco fica a cerca de nove quilômetros da sede da superintendência da Polícia Federal do Paraná, onde Lula cumpre pena desde o dia 7, condenado a 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção no caso do tríplex do Guarujá.



PATROCINADORES

Na tarde desta terça-feira, 11 senadores, membros da Comissão de Direitos Humanos do Senado, fizeram uma visita para inspecionar as condições em que o petista está detido. Dentre eles, a presidenta do PT, senadora Gleisi Hoffmann, que, na saída, confirmou à imprensa a notícia do furto. "Estamos muito preocupados com isso", afirmou.



A senadora afirmou que além dos documentos, roupas de cama e cartas que os apoiadores de Lula escreveram para ele também foram levados com o automóvel. "Pode ter sido um furto casual, um arrombamento, mas estamos preocupados, porque pode ter sido outra coisa inclusive", disse. "Pessoas que sabem onde a assessoria do presidente anda.... estamos falando da segurança do ex-presidente e dos seus familiares". A senadora também cobrou "responsabilidade na apuração dos fatos" da Secretaria de Segurança Pública do Paraná.



Veja Também