news:

Sul de Minas

Detento sul-mineiro engole drogas e está internado na UPA

Publicado por TV Minas em 22/04/2018

foto_principal.jpg

O detento ingeriu quase duas dezenas de invólucros com cocaína e com maconha para entrar no presídio.

 

Na noite de quinta-feira, dia 19, agentes do Sistema Prisional de Lavras conduziram até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), um detento de 32 anos que tentou entrar no presídio com drogas escondida dentro de seu corpo, ao retornar da saída temporária.

 

Durante a revista que é obrigatória a todos os detentos que estão de sala livre e que saem para trabalhar e retornam, o preso demonstrou muito nervosismo e durante o procedimento expeliu duas buchas grandes de maconha. Diante dos fatos acabou confessando que havia ingerido várias unidades de buchas de maconha e cocaína.

 

O detento foi conduzido sob escolta dos agentes do sistema prisional até a UPA, sendo atendido por dois médicos, que determinaram a sua internação, permanecendo durante toda a noite de quinta-feira e madrugada de ontem, sexta-feira. Na manhã de ontem, sexta-feira, dia 20, os médicos informaram aos agentes que após procedimento clinico foram expelidas 17 invólucros com maconha e com cocaína.

 

A Polícia Militar foi acionada na manhã de ontem na UPA para registrar o boletim de ocorrência de tráfico de drogas. Os médicos não liberaram o detento e determinaram a sua internação até que seja concluída toda a limpeza de corpos estranhos de seu organismo. O detento ficou sob a vigilância dos agentes da Secretaria de Estado de Administração Prisional de Minas Gerais (SEAP/MG).

O detento ingeriu quase duas dezenas de invólucros com cocaína e com maconha para entrar no presídio.


 


Na noite de quinta-feira, dia 19, agentes do Sistema Prisional de Lavras conduziram até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), um detento de 32 anos que tentou entrar no presídio com drogas escondida dentro de seu corpo, ao retornar da saída temporária.


 


PATROCINADORES

Durante a revista que é obrigatória a todos os detentos que estão de sala livre e que saem para trabalhar e retornam, o preso demonstrou muito nervosismo e durante o procedimento expeliu duas buchas grandes de maconha. Diante dos fatos acabou confessando que havia ingerido várias unidades de buchas de maconha e cocaína.


 


O detento foi conduzido sob escolta dos agentes do sistema prisional até a UPA, sendo atendido por dois médicos, que determinaram a sua internação, permanecendo durante toda a noite de quinta-feira e madrugada de ontem, sexta-feira. Na manhã de ontem, sexta-feira, dia 20, os médicos informaram aos agentes que após procedimento clinico foram expelidas 17 invólucros com maconha e com cocaína.


 


A Polícia Militar foi acionada na manhã de ontem na UPA para registrar o boletim de ocorrência de tráfico de drogas. Os médicos não liberaram o detento e determinaram a sua internação até que seja concluída toda a limpeza de corpos estranhos de seu organismo. O detento ficou sob a vigilância dos agentes da Secretaria de Estado de Administração Prisional de Minas Gerais (SEAP/MG).


O detento ingeriu quase duas dezenas de invólucros com cocaína e com maconha para entrar no presídio.



Na noite de quinta-feira, dia 19, agentes do Sistema Prisional de Lavras conduziram até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), um detento de 32 anos que tentou entrar no presídio com drogas escondida dentro de seu corpo, ao retornar da saída temporária.



Durante a revista que é obrigatória a todos os detentos que estão de sala livre e que saem para trabalhar e retornam, o preso demonstrou muito nervosismo e durante o procedimento expeliu duas buchas grandes de maconha. Diante dos fatos acabou confessando que havia ingerido várias unidades de buchas de maconha e cocaína.



PATROCINADORES

O detento foi conduzido sob escolta dos agentes do sistema prisional até a UPA, sendo atendido por dois médicos, que determinaram a sua internação, permanecendo durante toda a noite de quinta-feira e madrugada de ontem, sexta-feira. Na manhã de ontem, sexta-feira, dia 20, os médicos informaram aos agentes que após procedimento clinico foram expelidas 17 invólucros com maconha e com cocaína.



A Polícia Militar foi acionada na manhã de ontem na UPA para registrar o boletim de ocorrência de tráfico de drogas. Os médicos não liberaram o detento e determinaram a sua internação até que seja concluída toda a limpeza de corpos estranhos de seu organismo. O detento ficou sob a vigilância dos agentes da Secretaria de Estado de Administração Prisional de Minas Gerais (SEAP/MG).



Veja Também