news:

Sul de Minas

O Sul de Minas gerou mais empregos que demissões em março

Publicado por TV Minas em 22/04/2018

foto_principal.jpg

Pouso Alegre, Varginha e Lavras fecharam o mês de março com saldo positivo, segundo o Caged.

 

O mês de março registrou a abertura de 56.151 mil novos postos de trabalho no Brasil, um aumento de 0,15% em relação ao estoque de fevereiro. O resultado é decorrente de 1.340.153 milhão admissões e de 1.284.002 milhão desligamentos. Os dados estão no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, divulgado ontem, sexta-feira, dia 20.

 

Em Minas Gerais, o saldo também foi positivo, o Estado empregou em março 150.580 mil pessoas e desempregou 136.431 mil pessoas, fechando o mês com saldo positivo de 14.149 mil empregados.

 

Nas seis maiores cidades do Sul de Minas - Pouso Alegre, Poços de Caldas, Varginha, Passos, Lavras e Itajubá - três fecharam o mês no vermelho, são elas: Poços de Caldas, Passos e Itajubá.

 

Em Poços de Caldas, a maior cidade do Sul do Estado, foram abertas 1.808 mil vagas de empregos e fechadas 1.967 mil vagas, aquela cidade turística fechou o mês de março com saldo negativo de -159 vagas de empregos. No ano, de janeiro a março, a situação é pior, o saldo é negativo de -496 empregos, nos 12 meses, de abril de 2017 a março deste ano, o saldo é positivo: 342 empregos formais.

 

Em Pouso Alegre, a segunda maior cidade do Sul de Minas, em março foram empregados 1.652 pessoas e demitidas 1.511 mil pessoas, o saldo positivo de 141 vagas de empregos preenchidas. Nos três meses do ano Pouso Alegre abriu 737 vagas de empregos e nos 12 meses, 1.618 mil vagas, Pouso Alegre foi a cidade que mais empregos ofereceu.

 

Varginha em março abriu 1.622 mil vagas de empregos e fechou 1.481 mil vagas, fechando o mês de março com 141 vagas preenchidas. Mas nos três primeiros meses do ano aquela cidade está com saldo negativo de -182 empregos, nos últimos 12 meses, de abril a março, o saldo é positivo de 508 vagas de empregos.

 

Passos foi uma das três cidades que fechou o mês de março no vermelho na geração de empregos, aquela cidade abriu em março 789 vagas de empregos e fechou 809, encerrando o mês com saldo negativo de -20. A situação de Passos neste ano de 2018 não é boa, nos três primeiros meses do ano aquela cidade está com saldo negativo de -140 empregos, mas nos últimos 12 meses o saldo é positivo de 219 vagas preenchidas.

 

Lavras é a quinta maior cidade do Sul de Minas e no mês de março abriu 889 vagas de empregos e demitiu 770 pessoas, fechando o mês de março com saldo positivo de 119 empregos. A situação de Lavras também é positiva nos três primeiros meses do ano, de janeiro a março a cidade está com saldo positivo de 142 vagas de empregos, nos 12 meses, de abril de 2017 a março deste ano, o acumulado também é positivo: 145 vagas preenchidas. Os setores que mais geraram empregos em Lavras foram: comércio e o serviço, e os que mais desempregaram foram: construção civil, indústria de transformação e agropecuária.

 

Itajubá é a sexta maior cidade do Sul de Minas, em março empregou 479 pessoas e demitiu 592, fechando o mês com saldo negativo de -113, o saldo também é negativo nos três primeiros meses do ano: -82, mas nos 12 meses, de abril do ano passado a março deste ano, o saldo é positivo de 39 empregos.

 

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTb), divulgados ontem, sexta-feira, dia 20 e podem ser conferidos através do site do Ministério do Trabalho.   

Pouso Alegre, Varginha e Lavras fecharam o mês de março com saldo positivo, segundo o Caged.


 


O mês de março registrou a abertura de 56.151 mil novos postos de trabalho no Brasil, um aumento de 0,15% em relação ao estoque de fevereiro. O resultado é decorrente de 1.340.153 milhão admissões e de 1.284.002 milhão desligamentos. Os dados estão no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, divulgado ontem, sexta-feira, dia 20.


 


Em Minas Gerais, o saldo também foi positivo, o Estado empregou em março 150.580 mil pessoas e desempregou 136.431 mil pessoas, fechando o mês com saldo positivo de 14.149 mil empregados.


 


Nas seis maiores cidades do Sul de Minas - Pouso Alegre, Poços de Caldas, Varginha, Passos, Lavras e Itajubá - três fecharam o mês no vermelho, são elas: Poços de Caldas, Passos e Itajubá.


 


Em Poços de Caldas, a maior cidade do Sul do Estado, foram abertas 1.808 mil vagas de empregos e fechadas 1.967 mil vagas, aquela cidade turística fechou o mês de março com saldo negativo de -159 vagas de empregos. No ano, de janeiro a março, a situação é pior, o saldo é negativo de -496 empregos, nos 12 meses, de abril de 2017 a março deste ano, o saldo é positivo: 342 empregos formais.


 


PATROCINADORES

Em Pouso Alegre, a segunda maior cidade do Sul de Minas, em março foram empregados 1.652 pessoas e demitidas 1.511 mil pessoas, o saldo positivo de 141 vagas de empregos preenchidas. Nos três meses do ano Pouso Alegre abriu 737 vagas de empregos e nos 12 meses, 1.618 mil vagas, Pouso Alegre foi a cidade que mais empregos ofereceu.


 


Varginha em março abriu 1.622 mil vagas de empregos e fechou 1.481 mil vagas, fechando o mês de março com 141 vagas preenchidas. Mas nos três primeiros meses do ano aquela cidade está com saldo negativo de -182 empregos, nos últimos 12 meses, de abril a março, o saldo é positivo de 508 vagas de empregos.


 


Passos foi uma das três cidades que fechou o mês de março no vermelho na geração de empregos, aquela cidade abriu em março 789 vagas de empregos e fechou 809, encerrando o mês com saldo negativo de -20. A situação de Passos neste ano de 2018 não é boa, nos três primeiros meses do ano aquela cidade está com saldo negativo de -140 empregos, mas nos últimos 12 meses o saldo é positivo de 219 vagas preenchidas.


 


Lavras é a quinta maior cidade do Sul de Minas e no mês de março abriu 889 vagas de empregos e demitiu 770 pessoas, fechando o mês de março com saldo positivo de 119 empregos. A situação de Lavras também é positiva nos três primeiros meses do ano, de janeiro a março a cidade está com saldo positivo de 142 vagas de empregos, nos 12 meses, de abril de 2017 a março deste ano, o acumulado também é positivo: 145 vagas preenchidas. Os setores que mais geraram empregos em Lavras foram: comércio e o serviço, e os que mais desempregaram foram: construção civil, indústria de transformação e agropecuária.


 


Itajubá é a sexta maior cidade do Sul de Minas, em março empregou 479 pessoas e demitiu 592, fechando o mês com saldo negativo de -113, o saldo também é negativo nos três primeiros meses do ano: -82, mas nos 12 meses, de abril do ano passado a março deste ano, o saldo é positivo de 39 empregos.


 


Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTb), divulgados ontem, sexta-feira, dia 20 e podem ser conferidos através do site do Ministério do Trabalho.   


Pouso Alegre, Varginha e Lavras fecharam o mês de março com saldo positivo, segundo o Caged.



O mês de março registrou a abertura de 56.151 mil novos postos de trabalho no Brasil, um aumento de 0,15% em relação ao estoque de fevereiro. O resultado é decorrente de 1.340.153 milhão admissões e de 1.284.002 milhão desligamentos. Os dados estão no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho, divulgado ontem, sexta-feira, dia 20.



Em Minas Gerais, o saldo também foi positivo, o Estado empregou em março 150.580 mil pessoas e desempregou 136.431 mil pessoas, fechando o mês com saldo positivo de 14.149 mil empregados.



Nas seis maiores cidades do Sul de Minas - Pouso Alegre, Poços de Caldas, Varginha, Passos, Lavras e Itajubá - três fecharam o mês no vermelho, são elas: Poços de Caldas, Passos e Itajubá.



PATROCINADORES

Em Poços de Caldas, a maior cidade do Sul do Estado, foram abertas 1.808 mil vagas de empregos e fechadas 1.967 mil vagas, aquela cidade turística fechou o mês de março com saldo negativo de -159 vagas de empregos. No ano, de janeiro a março, a situação é pior, o saldo é negativo de -496 empregos, nos 12 meses, de abril de 2017 a março deste ano, o saldo é positivo: 342 empregos formais.



Em Pouso Alegre, a segunda maior cidade do Sul de Minas, em março foram empregados 1.652 pessoas e demitidas 1.511 mil pessoas, o saldo positivo de 141 vagas de empregos preenchidas. Nos três meses do ano Pouso Alegre abriu 737 vagas de empregos e nos 12 meses, 1.618 mil vagas, Pouso Alegre foi a cidade que mais empregos ofereceu.



Varginha em março abriu 1.622 mil vagas de empregos e fechou 1.481 mil vagas, fechando o mês de março com 141 vagas preenchidas. Mas nos três primeiros meses do ano aquela cidade está com saldo negativo de -182 empregos, nos últimos 12 meses, de abril a março, o saldo é positivo de 508 vagas de empregos.



PATROCINADORES

Passos foi uma das três cidades que fechou o mês de março no vermelho na geração de empregos, aquela cidade abriu em março 789 vagas de empregos e fechou 809, encerrando o mês com saldo negativo de -20. A situação de Passos neste ano de 2018 não é boa, nos três primeiros meses do ano aquela cidade está com saldo negativo de -140 empregos, mas nos últimos 12 meses o saldo é positivo de 219 vagas preenchidas.



Lavras é a quinta maior cidade do Sul de Minas e no mês de março abriu 889 vagas de empregos e demitiu 770 pessoas, fechando o mês de março com saldo positivo de 119 empregos. A situação de Lavras também é positiva nos três primeiros meses do ano, de janeiro a março a cidade está com saldo positivo de 142 vagas de empregos, nos 12 meses, de abril de 2017 a março deste ano, o acumulado também é positivo: 145 vagas preenchidas. Os setores que mais geraram empregos em Lavras foram: comércio e o serviço, e os que mais desempregaram foram: construção civil, indústria de transformação e agropecuária.



Itajubá é a sexta maior cidade do Sul de Minas, em março empregou 479 pessoas e demitiu 592, fechando o mês com saldo negativo de -113, o saldo também é negativo nos três primeiros meses do ano: -82, mas nos 12 meses, de abril do ano passado a março deste ano, o saldo é positivo de 39 empregos.



Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTb), divulgados ontem, sexta-feira, dia 20 e podem ser conferidos através do site do Ministério do Trabalho.   



Veja Também