news:

Sul de Minas

Polícia investiga receptação ilegal de equipamentos de telefonia em MG

Publicado por TV Minas em 26/04/2018

foto_principal.jpg

Matéria extraída do G1

 

Vários aparelhos, avaliados em R$ 2 milhões, foram apreendidos em Cachoeira de Minas, Pouso Alegre e Santa Rita do Sapucaí.

 

Polícia Civil investiga um esquema de compra e venda de equipamentos roubados de telefonia que estariam sendo usados para a transmissão de internet via rádio no Sul de Minas. Vários aparelhos foram apreendidos em Cachoeira de Minas, Pouso Alegre e Santa Rita do Sapucaí. Eles foram avaliados em R$ 2 milhões.

 

As investigações começaram após uma denúncia de que os equipamentos pertenciam a uma multinacional de telefonia celular. Muitos deles estavam em uma empresa de manutenção de telefonia em Cachoeira de Minas. Outros foram encontrados instalados em uma antena que fica em Santa Rita, e a maior parte dos aparelhos estava em uma empresa provedora de internet em Pouso Alegre.

 

“Há aproximadamente três semanas, nós fomos procurados pela equipe de segurança de uma operadora de telefonia celular que informou que, aqui na nossa região, estava tendo receptação de equipamentos de telecomunicação. Inclusive que esses equipamentos estavam sendo destinados à comunicação de uma facção [criminosa]”, diz o delegado Daniel Leme Amaral.

 

Segundo a investigação, são equipamentos caros, mas que as empresas conseguiam com preço bem abaixo do mercado. Os aparelhos de telefonia eram reconfigurados para levar sinal de internet via rádio.

 

Uma estação simples, homologada na Anatel, custa em média R$ 50 mil para ser montada, mas com o equipamento clandestino, ficava entre R$ 5 e 25 mil.

 

 

Veja também: Dono de provedora de internet é preso em esquema de receptação ilegal​

Matéria extraída do G1


 


Vários aparelhos, avaliados em R$ 2 milhões, foram apreendidos em Cachoeira de Minas, Pouso Alegre e Santa Rita do Sapucaí.


 


Polícia Civil investiga um esquema de compra e venda de equipamentos roubados de telefonia que estariam sendo usados para a transmissão de internet via rádio no Sul de Minas. Vários aparelhos foram apreendidos em Cachoeira de Minas, Pouso Alegre e Santa Rita do Sapucaí. Eles foram avaliados em R$ 2 milhões.


 


As investigações começaram após uma denúncia de que os equipamentos pertenciam a uma multinacional de telefonia celular. Muitos deles estavam em uma empresa de manutenção de telefonia em Cachoeira de Minas. Outros foram encontrados instalados em uma antena que fica em Santa Rita, e a maior parte dos aparelhos estava em uma empresa provedora de internet em Pouso Alegre.


 


PATROCINADORES

“Há aproximadamente três semanas, nós fomos procurados pela equipe de segurança de uma operadora de telefonia celular que informou que, aqui na nossa região, estava tendo receptação de equipamentos de telecomunicação. Inclusive que esses equipamentos estavam sendo destinados à comunicação de uma facção [criminosa]”, diz o delegado Daniel Leme Amaral.


 


Segundo a investigação, são equipamentos caros, mas que as empresas conseguiam com preço bem abaixo do mercado. Os aparelhos de telefonia eram reconfigurados para levar sinal de internet via rádio.


 


Uma estação simples, homologada na Anatel, custa em média R$ 50 mil para ser montada, mas com o equipamento clandestino, ficava entre R$ 5 e 25 mil.


 


 


Veja também: Dono de provedora de internet é preso em esquema de receptação ilegal​


Matéria extraída do G1



Vários aparelhos, avaliados em R$ 2 milhões, foram apreendidos em Cachoeira de Minas, Pouso Alegre e Santa Rita do Sapucaí.



Polícia Civil investiga um esquema de compra e venda de equipamentos roubados de telefonia que estariam sendo usados para a transmissão de internet via rádio no Sul de Minas. Vários aparelhos foram apreendidos em Cachoeira de Minas, Pouso Alegre e Santa Rita do Sapucaí. Eles foram avaliados em R$ 2 milhões.



PATROCINADORES

As investigações começaram após uma denúncia de que os equipamentos pertenciam a uma multinacional de telefonia celular. Muitos deles estavam em uma empresa de manutenção de telefonia em Cachoeira de Minas. Outros foram encontrados instalados em uma antena que fica em Santa Rita, e a maior parte dos aparelhos estava em uma empresa provedora de internet em Pouso Alegre.



“Há aproximadamente três semanas, nós fomos procurados pela equipe de segurança de uma operadora de telefonia celular que informou que, aqui na nossa região, estava tendo receptação de equipamentos de telecomunicação. Inclusive que esses equipamentos estavam sendo destinados à comunicação de uma facção [criminosa]”, diz o delegado Daniel Leme Amaral.



PATROCINADORES

Segundo a investigação, são equipamentos caros, mas que as empresas conseguiam com preço bem abaixo do mercado. Os aparelhos de telefonia eram reconfigurados para levar sinal de internet via rádio.



Uma estação simples, homologada na Anatel, custa em média R$ 50 mil para ser montada, mas com o equipamento clandestino, ficava entre R$ 5 e 25 mil.



Veja também: Dono de provedora de internet é preso em esquema de receptação ilegal​



Veja Também