news:

Esporte

Fábio exalta torcedores que foram ao Mineirão e viram o 7 a 0 sobre o La U

Publicado por TV Minas em 27/04/2018

foto_principal.jpg

Goleiro agradeceu torcida que foi ao Gigante da Pampulha nesta quarta-feira e alfinetou cruzeirenses que viram 7 a 0 de casa.

 

O Cruzeiro passava por mais um momento de provação na temporada e, outra vez, superou as adversidades. Assim como quando conquistou o Campeonato Mineiro, a equipe celeste voltou a mostrar seu melhor futebol. Nessa qunta-feira, no Mineirão, contra La U, pela Copa Libertadores, a Raposa goleou por 7 a 0 e retomou sua força no Grupo 5. Na saída do gramado, Fábio agradeceu aos torcedores que confiaram no time e compareceram ao Gigante da Pampulha. Ele ainda cutucou os cruzeirenses que não foram ao estádio.

 

Desconfiada, a torcida não compareceu como em outras oportunidades nesta temporada. O público de 30 mil pagantes (34 mil presentes) que assistiu à goleada contra a Universidad do Chile foi menor, por exemplo, que o de alguns compromissos pelo Campeonato Mineiro.

 

“Libertadores é assim mesmo. Ainda mais nesse grupo que o Cruzeiro está. Tem bastante qualidade e os jogos são muito parelhos. Vai ser assim até o final. Tínhamos que vencer em casa. Hoje fizemos um grande jogo e construímos um belo resultado. Temos que agradecer ao torcedor que veio ao estádio. Os que acreditavam. Os que não acreditavam, obrigado por não ter vindo. Estavam aqui os que queriam e confiavam na vitória”, apontou o goleiro cruzeirense.

 

Para Fábio, o elenco celeste demonstrou, mais uma vez, que tem capacidade para se superar, reverter resultados e buscar as conquistas. Na opinião do camisa 1, o Cruzeiro deve tentar ter a mesma postura dentro e fora de casa.

 

“Dentro de campo, as atitudes dos jogadores constroem as vitórias. Hoje foi dessa forma. Todo mundo na mesma sintonia, com a mesma concentração, focado o jogo todo. Mostramos que a casa é nossa e temos que pressionar o adversário, independentemente de qual seja a equipe e a competição. E temos que fazer isso fora de casa também, com a mesma atitude, competitividade, para buscar sempre as vitórias”, ponderou.

 

O próximo compromisso do Cruzeiro pela Libertadores será na quarta-feira, dia 2 de maio, contra o Vasco, em São Januário, pela penúltima rodada do Grupo 5. O time celeste precisa da vitória para eliminar os cariocas. Empate ou derrota obrigará a Raposa a vencer o Racing em 22 de maio, no Mineirão, para ainda sonhar com a classificação às oitavas de final.

Goleiro agradeceu torcida que foi ao Gigante da Pampulha nesta quarta-feira e alfinetou cruzeirenses que viram 7 a 0 de casa.


 


O Cruzeiro passava por mais um momento de provação na temporada e, outra vez, superou as adversidades. Assim como quando conquistou o Campeonato Mineiro, a equipe celeste voltou a mostrar seu melhor futebol. Nessa qunta-feira, no Mineirão, contra La U, pela Copa Libertadores, a Raposa goleou por 7 a 0 e retomou sua força no Grupo 5. Na saída do gramado, Fábio agradeceu aos torcedores que confiaram no time e compareceram ao Gigante da Pampulha. Ele ainda cutucou os cruzeirenses que não foram ao estádio.


 


Desconfiada, a torcida não compareceu como em outras oportunidades nesta temporada. O público de 30 mil pagantes (34 mil presentes) que assistiu à goleada contra a Universidad do Chile foi menor, por exemplo, que o de alguns compromissos pelo Campeonato Mineiro.


 


PATROCINADORES

“Libertadores é assim mesmo. Ainda mais nesse grupo que o Cruzeiro está. Tem bastante qualidade e os jogos são muito parelhos. Vai ser assim até o final. Tínhamos que vencer em casa. Hoje fizemos um grande jogo e construímos um belo resultado. Temos que agradecer ao torcedor que veio ao estádio. Os que acreditavam. Os que não acreditavam, obrigado por não ter vindo. Estavam aqui os que queriam e confiavam na vitória”, apontou o goleiro cruzeirense.


 


Para Fábio, o elenco celeste demonstrou, mais uma vez, que tem capacidade para se superar, reverter resultados e buscar as conquistas. Na opinião do camisa 1, o Cruzeiro deve tentar ter a mesma postura dentro e fora de casa.


 


“Dentro de campo, as atitudes dos jogadores constroem as vitórias. Hoje foi dessa forma. Todo mundo na mesma sintonia, com a mesma concentração, focado o jogo todo. Mostramos que a casa é nossa e temos que pressionar o adversário, independentemente de qual seja a equipe e a competição. E temos que fazer isso fora de casa também, com a mesma atitude, competitividade, para buscar sempre as vitórias”, ponderou.


 


O próximo compromisso do Cruzeiro pela Libertadores será na quarta-feira, dia 2 de maio, contra o Vasco, em São Januário, pela penúltima rodada do Grupo 5. O time celeste precisa da vitória para eliminar os cariocas. Empate ou derrota obrigará a Raposa a vencer o Racing em 22 de maio, no Mineirão, para ainda sonhar com a classificação às oitavas de final.


Goleiro agradeceu torcida que foi ao Gigante da Pampulha nesta quarta-feira e alfinetou cruzeirenses que viram 7 a 0 de casa.



O Cruzeiro passava por mais um momento de provação na temporada e, outra vez, superou as adversidades. Assim como quando conquistou o Campeonato Mineiro, a equipe celeste voltou a mostrar seu melhor futebol. Nessa qunta-feira, no Mineirão, contra La U, pela Copa Libertadores, a Raposa goleou por 7 a 0 e retomou sua força no Grupo 5. Na saída do gramado, Fábio agradeceu aos torcedores que confiaram no time e compareceram ao Gigante da Pampulha. Ele ainda cutucou os cruzeirenses que não foram ao estádio.



Desconfiada, a torcida não compareceu como em outras oportunidades nesta temporada. O público de 30 mil pagantes (34 mil presentes) que assistiu à goleada contra a Universidad do Chile foi menor, por exemplo, que o de alguns compromissos pelo Campeonato Mineiro.



PATROCINADORES

“Libertadores é assim mesmo. Ainda mais nesse grupo que o Cruzeiro está. Tem bastante qualidade e os jogos são muito parelhos. Vai ser assim até o final. Tínhamos que vencer em casa. Hoje fizemos um grande jogo e construímos um belo resultado. Temos que agradecer ao torcedor que veio ao estádio. Os que acreditavam. Os que não acreditavam, obrigado por não ter vindo. Estavam aqui os que queriam e confiavam na vitória”, apontou o goleiro cruzeirense.



Para Fábio, o elenco celeste demonstrou, mais uma vez, que tem capacidade para se superar, reverter resultados e buscar as conquistas. Na opinião do camisa 1, o Cruzeiro deve tentar ter a mesma postura dentro e fora de casa.



“Dentro de campo, as atitudes dos jogadores constroem as vitórias. Hoje foi dessa forma. Todo mundo na mesma sintonia, com a mesma concentração, focado o jogo todo. Mostramos que a casa é nossa e temos que pressionar o adversário, independentemente de qual seja a equipe e a competição. E temos que fazer isso fora de casa também, com a mesma atitude, competitividade, para buscar sempre as vitórias”, ponderou.



O próximo compromisso do Cruzeiro pela Libertadores será na quarta-feira, dia 2 de maio, contra o Vasco, em São Januário, pela penúltima rodada do Grupo 5. O time celeste precisa da vitória para eliminar os cariocas. Empate ou derrota obrigará a Raposa a vencer o Racing em 22 de maio, no Mineirão, para ainda sonhar com a classificação às oitavas de final.



Veja Também