news:

Sul de Minas

Último dia para regularizar título de eleitor tem fila em cartório

Publicado por TV Minas em 09/05/2018

foto_principal.jpg

Matéria extraída do G1

 

Espera estimada pela direção do cartório era de cerca de cinco horas.

 

Dezenas de pessoas formaram uma fila em frente ao cartório da 227ª zona eleitoral de Pouso Alegre nesta quarta-feira (9). O motivo é o último dia de regularização do título para quem tem pendência com a Justiça Eleitoral, como transferência, atualização ou emissão do título.

 

Na cidade, a maior parte da fila era de jovens que iriam tirar o título para votar pela primeira vez. A expectativa de espera passava de cinco horas até o final da manhã. “É preciso muita paciência. Ontem foi o penúltimo dia e a média de espera foi de quatro a cinco horas na fila”, explicou Milton Gonçalves Junior, chefe de cartório.

 

Os cartórios ficam abertos até às 18h. Quem pretende mudar o domicílio eleitoral deve levar comprovante de endereço e documento de identidade.

 

Os eleitores que deixaram de votar em três eleições consecutivas e tiveram o título cancelado também precisam regularizar a situação nesta quarta-feira. Mas quem deixou de votar apenas na última eleição ainda pode ir ao cartório após esta data.

 

Sem a quitação eleitoral, a pessoa não pode votar, nem se inscrever em concursos públicos, assumir cargos públicos, renovar matrícula em universidades ou emitir passaportes.

 

 

Cadastro de biometria

 

Em Pouso Alegre e nas outras maiores da região, como Poços de Caldas e Varginha, o cadastramento da biometria não é obrigatório para a eleição de 2018. No Sul de Minas, porém, 11 cidades têm biometria para este ano - Carvalhópolis, Conceição dos Ouros, Cordislândia, Ibitiúra de Minas, Itapeva, Marmelópolis, São Bento Abade, São Tomé das Letras, Senador José Bento, Seritinga e Serranos.

 

Em 2018, os votos da eleição serão para presidente, senador, deputado federal e estadual. O voto é obrigatório no país, e facultativo apenas para jovens de 16 a 18 anos, pessoas com mais de 70 anos de idade e analfabetos.

Matéria extraída do G1


 


Espera estimada pela direção do cartório era de cerca de cinco horas.


 


Dezenas de pessoas formaram uma fila em frente ao cartório da 227ª zona eleitoral de Pouso Alegre nesta quarta-feira (9). O motivo é o último dia de regularização do título para quem tem pendência com a Justiça Eleitoral, como transferência, atualização ou emissão do título.


 


Na cidade, a maior parte da fila era de jovens que iriam tirar o título para votar pela primeira vez. A expectativa de espera passava de cinco horas até o final da manhã. “É preciso muita paciência. Ontem foi o penúltimo dia e a média de espera foi de quatro a cinco horas na fila”, explicou Milton Gonçalves Junior, chefe de cartório.


 


Os cartórios ficam abertos até às 18h. Quem pretende mudar o domicílio eleitoral deve levar comprovante de endereço e documento de identidade.


 


PATROCINADORES

Os eleitores que deixaram de votar em três eleições consecutivas e tiveram o título cancelado também precisam regularizar a situação nesta quarta-feira. Mas quem deixou de votar apenas na última eleição ainda pode ir ao cartório após esta data.


 


Sem a quitação eleitoral, a pessoa não pode votar, nem se inscrever em concursos públicos, assumir cargos públicos, renovar matrícula em universidades ou emitir passaportes.


 


 


Cadastro de biometria


 


Em Pouso Alegre e nas outras maiores da região, como Poços de Caldas e Varginha, o cadastramento da biometria não é obrigatório para a eleição de 2018. No Sul de Minas, porém, 11 cidades têm biometria para este ano - Carvalhópolis, Conceição dos Ouros, Cordislândia, Ibitiúra de Minas, Itapeva, Marmelópolis, São Bento Abade, São Tomé das Letras, Senador José Bento, Seritinga e Serranos.


 


Em 2018, os votos da eleição serão para presidente, senador, deputado federal e estadual. O voto é obrigatório no país, e facultativo apenas para jovens de 16 a 18 anos, pessoas com mais de 70 anos de idade e analfabetos.


Matéria extraída do G1



Espera estimada pela direção do cartório era de cerca de cinco horas.



Dezenas de pessoas formaram uma fila em frente ao cartório da 227ª zona eleitoral de Pouso Alegre nesta quarta-feira (9). O motivo é o último dia de regularização do título para quem tem pendência com a Justiça Eleitoral, como transferência, atualização ou emissão do título.



PATROCINADORES

Na cidade, a maior parte da fila era de jovens que iriam tirar o título para votar pela primeira vez. A expectativa de espera passava de cinco horas até o final da manhã. “É preciso muita paciência. Ontem foi o penúltimo dia e a média de espera foi de quatro a cinco horas na fila”, explicou Milton Gonçalves Junior, chefe de cartório.



Os cartórios ficam abertos até às 18h. Quem pretende mudar o domicílio eleitoral deve levar comprovante de endereço e documento de identidade.



Os eleitores que deixaram de votar em três eleições consecutivas e tiveram o título cancelado também precisam regularizar a situação nesta quarta-feira. Mas quem deixou de votar apenas na última eleição ainda pode ir ao cartório após esta data.



PATROCINADORES

Sem a quitação eleitoral, a pessoa não pode votar, nem se inscrever em concursos públicos, assumir cargos públicos, renovar matrícula em universidades ou emitir passaportes.



Cadastro de biometria



Em Pouso Alegre e nas outras maiores da região, como Poços de Caldas e Varginha, o cadastramento da biometria não é obrigatório para a eleição de 2018. No Sul de Minas, porém, 11 cidades têm biometria para este ano - Carvalhópolis, Conceição dos Ouros, Cordislândia, Ibitiúra de Minas, Itapeva, Marmelópolis, São Bento Abade, São Tomé das Letras, Senador José Bento, Seritinga e Serranos.



Em 2018, os votos da eleição serão para presidente, senador, deputado federal e estadual. O voto é obrigatório no país, e facultativo apenas para jovens de 16 a 18 anos, pessoas com mais de 70 anos de idade e analfabetos.



Veja Também