news:

Sul de Minas

Enfermeira sul-mineira é morta no litoral de SP e filho é suspeito

Publicado por TV Minas em 11/05/2018

foto_principal.png

Matéria extraída do Terra do Mandu

 

Priscila Coral Amaral trabalhava no SAMU de Peruíbe. Padre em Pouso Alegre, amigo da família, comentou o crime durante missa.

 

"Uma tragédia". Assim que amigos, parentes e colegas comentam a morte da enfermeira Priscila Coral Ramalho, de 38 anos. Ela foi encontrada morta dentro de casa na tarde desta quinta-feira (10) e teria sido enforcada. O suspeito do crime é próprio filho da vítima. Priscila trabalhava no SAMU de Peruíbe, cidade do litoral paulista. Segundo amigos da família, o filho teria problemas com drogas.

 

A reportagem do Terra do Mandu fez contato na Polícia Militar e na Delegacia de Peruíbe, que confirmaram que o filho foi preso em flagrante. Segundo a Polícia Civil de Peruíbe, o jovem de 18 anos estava com marcas pelo corpo de luta corporal.

 

Em Pouso Alegre, padre Celso, amigo da família, lamentou a morte da enfermeira durante missa no bairro Recanto dos Fernandes. O padre pediu mais amor entre as famílias e fez elogios à enfermeira Priscila.  O prefeito de Peruíbe, Luiz Maurício, fez uma postagem em sua página no facebook lamentando a morte da profissional.

 

O corpo de Priscila foi encaminhado para o IML de Praia Grande. Após liberação do IML será trazido para Pouso Alegre.

 

 

Veja também: Filho suspeito de matar enfermeira já era investigado pela morte do pai​

Matéria extraída do Terra do Mandu


 


Priscila Coral Amaral trabalhava no SAMU de Peruíbe. Padre em Pouso Alegre, amigo da família, comentou o crime durante missa.


 


"Uma tragédia". Assim que amigos, parentes e colegas comentam a morte da enfermeira Priscila Coral Ramalho, de 38 anos. Ela foi encontrada morta dentro de casa na tarde desta quinta-feira (10) e teria sido enforcada. O suspeito do crime é próprio filho da vítima. Priscila trabalhava no SAMU de Peruíbe, cidade do litoral paulista. Segundo amigos da família, o filho teria problemas com drogas.


 


A reportagem do Terra do Mandu fez contato na Polícia Militar e na Delegacia de Peruíbe, que confirmaram que o filho foi preso em flagrante. Segundo a Polícia Civil de Peruíbe, o jovem de 18 anos estava com marcas pelo corpo de luta corporal.


PATROCINADORES

 


Em Pouso Alegre, padre Celso, amigo da família, lamentou a morte da enfermeira durante missa no bairro Recanto dos Fernandes. O padre pediu mais amor entre as famílias e fez elogios à enfermeira Priscila.  O prefeito de Peruíbe, Luiz Maurício, fez uma postagem em sua página no facebook lamentando a morte da profissional.


 


O corpo de Priscila foi encaminhado para o IML de Praia Grande. Após liberação do IML será trazido para Pouso Alegre.


 


 


Veja também: Filho suspeito de matar enfermeira já era investigado pela morte do pai​


Matéria extraída do Terra do Mandu



Priscila Coral Amaral trabalhava no SAMU de Peruíbe. Padre em Pouso Alegre, amigo da família, comentou o crime durante missa.



"Uma tragédia". Assim que amigos, parentes e colegas comentam a morte da enfermeira Priscila Coral Ramalho, de 38 anos. Ela foi encontrada morta dentro de casa na tarde desta quinta-feira (10) e teria sido enforcada. O suspeito do crime é próprio filho da vítima. Priscila trabalhava no SAMU de Peruíbe, cidade do litoral paulista. Segundo amigos da família, o filho teria problemas com drogas.



PATROCINADORES

A reportagem do Terra do Mandu fez contato na Polícia Militar e na Delegacia de Peruíbe, que confirmaram que o filho foi preso em flagrante. Segundo a Polícia Civil de Peruíbe, o jovem de 18 anos estava com marcas pelo corpo de luta corporal.



Em Pouso Alegre, padre Celso, amigo da família, lamentou a morte da enfermeira durante missa no bairro Recanto dos Fernandes. O padre pediu mais amor entre as famílias e fez elogios à enfermeira Priscila.  O prefeito de Peruíbe, Luiz Maurício, fez uma postagem em sua página no facebook lamentando a morte da profissional.



O corpo de Priscila foi encaminhado para o IML de Praia Grande. Após liberação do IML será trazido para Pouso Alegre.



Veja também: Filho suspeito de matar enfermeira já era investigado pela morte do pai​



Veja Também