news:

Sul de Minas

Voluntários mudam paisagem de escadarias em Pouso Alegre

Publicado por TV Minas em 14/05/2018

foto_principal.jpg

Matéria extraída do Terra do Mandu

 

O projeto Cores de Gaia levou alegria, arte para cada degrau da escada.

 

Com pincéis e tinta à base de terra crua, dezenas de voluntários se uniram para revitalizar as escadarias do bairro Nossa Senhora Aparecida, em Pouso Alegre, Sul de Minas. A ação faz parte do projeto Cores de Gaia, idealizado pela arquiteta Ângela Marques e pela artista plástica Fátima Dutra. Este ano, o projeto teve o apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

 

A intervenção artística durou o sábado todo. Porém, desde o fim do ano passado, Ângela e Fátima já estavam envolvidas com a comunidade local. “A gente veio conhecer o pessoal do bairro, saber da vontade deles com essa escadaria. Além de ser um espaço de transição, quantas possibilidades a gente com esse local. A intervenção traz as transformações da cidade, que são feitas através dessas ações pontuais”, diz a arquiteta. “É um trabalho coletivo que busca a ressignificação do espaço”.

 

No local, antes era um barranco, onde foi construída o escadão há cerca de 30 anos. E que apenas há 10 anos recebeu iluminação pública. Mas continuou um local degradado. As escadarias estavam sujas, com pichações.

 

 

Fátima Dutra e Angela Marques nas escadarias, antes da intervenção.

 

 

O projeto Cores de Gaia levou alegria, arte para cada degrau da escada. Os desenhos pintados nos muros que cercam a escadaria representam o encontro da imagem de Nossa Senhora no Rio Paraíba.

 

Moradores do bairro que passaram pelas escadas elogiavam o resultado. Dona Francisca Paiva mora no bairro há 36 anos. Ela diz que as escadarias precisavam de um cuidado assim. “Bem melhor né?. A gente vai andando, vai olhando as paisagens. Ficou lindo, lindo”.

 

 

Veja no vídeo abaixo o trabalho que envolveu estudantes de arquitetura e até crianças do bairro:

 

Matéria extraída do Terra do Mandu


 


O projeto Cores de Gaia levou alegria, arte para cada degrau da escada.


 


Com pincéis e tinta à base de terra crua, dezenas de voluntários se uniram para revitalizar as escadarias do bairro Nossa Senhora Aparecida, em Pouso Alegre, Sul de Minas. A ação faz parte do projeto Cores de Gaia, idealizado pela arquiteta Ângela Marques e pela artista plástica Fátima Dutra. Este ano, o projeto teve o apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.


 


A intervenção artística durou o sábado todo. Porém, desde o fim do ano passado, Ângela e Fátima já estavam envolvidas com a comunidade local. “A gente veio conhecer o pessoal do bairro, saber da vontade deles com essa escadaria. Além de ser um espaço de transição, quantas possibilidades a gente com esse local. A intervenção traz as transformações da cidade, que são feitas através dessas ações pontuais”, diz a arquiteta. “É um trabalho coletivo que busca a ressignificação do espaço”.


 


No local, antes era um barranco, onde foi construída o escadão há cerca de 30 anos. E que apenas há 10 anos recebeu iluminação pública. Mas continuou um local degradado. As escadarias estavam sujas, com pichações.


 


 


PATROCINADORES


Fátima Dutra e Angela Marques nas escadarias, antes da intervenção.


 


 


O projeto Cores de Gaia levou alegria, arte para cada degrau da escada. Os desenhos pintados nos muros que cercam a escadaria representam o encontro da imagem de Nossa Senhora no Rio Paraíba.


 


Moradores do bairro que passaram pelas escadas elogiavam o resultado. Dona Francisca Paiva mora no bairro há 36 anos. Ela diz que as escadarias precisavam de um cuidado assim. “Bem melhor né?. A gente vai andando, vai olhando as paisagens. Ficou lindo, lindo”.


 


 


Veja no vídeo abaixo o trabalho que envolveu estudantes de arquitetura e até crianças do bairro:


 



Matéria extraída do Terra do Mandu



O projeto Cores de Gaia levou alegria, arte para cada degrau da escada.



Com pincéis e tinta à base de terra crua, dezenas de voluntários se uniram para revitalizar as escadarias do bairro Nossa Senhora Aparecida, em Pouso Alegre, Sul de Minas. A ação faz parte do projeto Cores de Gaia, idealizado pela arquiteta Ângela Marques e pela artista plástica Fátima Dutra. Este ano, o projeto teve o apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.



A intervenção artística durou o sábado todo. Porém, desde o fim do ano passado, Ângela e Fátima já estavam envolvidas com a comunidade local. “A gente veio conhecer o pessoal do bairro, saber da vontade deles com essa escadaria. Além de ser um espaço de transição, quantas possibilidades a gente com esse local. A intervenção traz as transformações da cidade, que são feitas através dessas ações pontuais”, diz a arquiteta. “É um trabalho coletivo que busca a ressignificação do espaço”.



PATROCINADORES

No local, antes era um barranco, onde foi construída o escadão há cerca de 30 anos. E que apenas há 10 anos recebeu iluminação pública. Mas continuou um local degradado. As escadarias estavam sujas, com pichações.





Fátima Dutra e Angela Marques nas escadarias, antes da intervenção.



PATROCINADORES

O projeto Cores de Gaia levou alegria, arte para cada degrau da escada. Os desenhos pintados nos muros que cercam a escadaria representam o encontro da imagem de Nossa Senhora no Rio Paraíba.



Moradores do bairro que passaram pelas escadas elogiavam o resultado. Dona Francisca Paiva mora no bairro há 36 anos. Ela diz que as escadarias precisavam de um cuidado assim. “Bem melhor né?. A gente vai andando, vai olhando as paisagens. Ficou lindo, lindo”.



Veja no vídeo abaixo o trabalho que envolveu estudantes de arquitetura e até crianças do bairro:





Veja Também