news:

Sul de Minas

Filho tenta matar a mãe em cidade sul-mineira

Publicado por TV Minas em 19/05/2018

foto_principal.jpg

Rapaz transtornado tentou matar a mãe com faca, enforcada e afogada, ele foi preso.

 

A Polícia Militar foi acionada para comparecer ao bairro Cruzeiro do Sul, em Lavras, para atender uma ocorrência de tentativa de homicídio no bairro Jardim Floresta. Os militares foram até o local e tomaram conhecimento de um fato assustador: um homem de 36 anos tentou matar sua mãe, de 55.

 

De acordo com a vítima, na quarta-feira, dia 16 à noite, por volta de 21h, o seu filho saiu e retornou na madrugada de ontem, quinta-feira, por volta de 4h, aparentemente tranquilo, porém, ele não foi dormir, ficou perambulando pela casa até o dia amanhecer. A vítima contou que levantou por volta de 7h30 e foi para a cozinha preparar o café e, quando estava pronto, ela chamou o filho, que se recusou alegando que iria continuar a beber cerveja e que iria assar uma carne, ela disse então que iria descongelar a carne para ele.

 

Por volta de 10h30, a vítima disse para seu filho que estava terminando de cozinhar o arroz e que se ele quisesse poderia temperar a carne, que já estava descongelada. O rapaz se dirigiu a um armário da cozinha e se apoderou de uma faca, segundo a vítima, ela imaginou que seria para preparar o churrasco, porém, ele aproximou foi se aproximando e a pegou pelos braços dizendo que iria matá-la e levantou a faca para o alto.

 

A mãe começou a chorar e a pedir o filho que não a matasse, momento em que ele deixou a faca sobre uma mesa dizendo que aquela faca não estava boa, que iria pegar uma melhor para matar a mãe. Neste momento a vítima conseguiu se desvencilhar do filho e saiu correndo, descendo uma escada, já que a cozinha fica no andar superior da casa.

 

Ela desceu correndo, pegou uma bolsa e saiu pela porta que dá acesso ao quintal da residência, momento que foi surpreendida pelo filho, que a agarrou e começou a enforca-la. Ele a jogou sobre um banco de cimento e falou repetidas vezes: "chora, pode começar a chorar, você ainda não está chorando direito", continuando a enforca-la. Em dado momento, ela conseguiu se desvencilhar novamente dele e correu em direção ao portão que a levava para a rua, porém, o filho a agarrou e continuou a enforca-la, depois a jogou dentro de uma piscina, que fica no quintal da residência.

 

Não satisfeito, o rapaz se dirigiu ao seu veículo, um Vectra que estava estacionado na garagem da residência, de frente para a piscina. Ao perceber que ele acelerou o carro em direção a piscina, ela procurou fugir, momento que seu filho jogou o carro na água sobre sua mãe, porém, ela conseguiu escapar e saiu correndo gritando pela rua.

 

O homem começou a se afogar dentro do carro, sendo retirado por terceiros. Ela mostrou aos policiais manchas e lesões que sofreu apanhando do filho e na tentativa de sair da piscina. Após fugir, ela correu para a casa de sua filha que fica no bairro Cruzeiro do Sul, de onde acionou a Polícia Militar.

 

Diante dos fatos narrados, os policiais foram até a residência onde tudo aconteceu. Ao chegar perceberam a presença do agressor sentado no passeio da casa. Ele recebeu voz de prisão, porém, não acatou e resistiu, obrigando os policiais militares a usarem a força moderada para imobilizá-lo, ele foi algemado nas mãos e nos pés. Mesmo algemado ele conseguiu danificar a viatura policial e ferir um dos militares que ajudou a detê-lo.

 

Muito exaltado e transtornado ele foi conduzido até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foi atendido pelo médico de plantão, depois conduzido até a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (Depol), para as devidas providências. A mãe do homem e o policial ferido também prestaram depoimento na Depol.

Rapaz transtornado tentou matar a mãe com faca, enforcada e afogada, ele foi preso.


 


A Polícia Militar foi acionada para comparecer ao bairro Cruzeiro do Sul, em Lavras, para atender uma ocorrência de tentativa de homicídio no bairro Jardim Floresta. Os militares foram até o local e tomaram conhecimento de um fato assustador: um homem de 36 anos tentou matar sua mãe, de 55.


 


De acordo com a vítima, na quarta-feira, dia 16 à noite, por volta de 21h, o seu filho saiu e retornou na madrugada de ontem, quinta-feira, por volta de 4h, aparentemente tranquilo, porém, ele não foi dormir, ficou perambulando pela casa até o dia amanhecer. A vítima contou que levantou por volta de 7h30 e foi para a cozinha preparar o café e, quando estava pronto, ela chamou o filho, que se recusou alegando que iria continuar a beber cerveja e que iria assar uma carne, ela disse então que iria descongelar a carne para ele.


 


Por volta de 10h30, a vítima disse para seu filho que estava terminando de cozinhar o arroz e que se ele quisesse poderia temperar a carne, que já estava descongelada. O rapaz se dirigiu a um armário da cozinha e se apoderou de uma faca, segundo a vítima, ela imaginou que seria para preparar o churrasco, porém, ele aproximou foi se aproximando e a pegou pelos braços dizendo que iria matá-la e levantou a faca para o alto.


 


A mãe começou a chorar e a pedir o filho que não a matasse, momento em que ele deixou a faca sobre uma mesa dizendo que aquela faca não estava boa, que iria pegar uma melhor para matar a mãe. Neste momento a vítima conseguiu se desvencilhar do filho e saiu correndo, descendo uma escada, já que a cozinha fica no andar superior da casa.


PATROCINADORES

 


Ela desceu correndo, pegou uma bolsa e saiu pela porta que dá acesso ao quintal da residência, momento que foi surpreendida pelo filho, que a agarrou e começou a enforca-la. Ele a jogou sobre um banco de cimento e falou repetidas vezes: "chora, pode começar a chorar, você ainda não está chorando direito", continuando a enforca-la. Em dado momento, ela conseguiu se desvencilhar novamente dele e correu em direção ao portão que a levava para a rua, porém, o filho a agarrou e continuou a enforca-la, depois a jogou dentro de uma piscina, que fica no quintal da residência.


 


Não satisfeito, o rapaz se dirigiu ao seu veículo, um Vectra que estava estacionado na garagem da residência, de frente para a piscina. Ao perceber que ele acelerou o carro em direção a piscina, ela procurou fugir, momento que seu filho jogou o carro na água sobre sua mãe, porém, ela conseguiu escapar e saiu correndo gritando pela rua.


 


O homem começou a se afogar dentro do carro, sendo retirado por terceiros. Ela mostrou aos policiais manchas e lesões que sofreu apanhando do filho e na tentativa de sair da piscina. Após fugir, ela correu para a casa de sua filha que fica no bairro Cruzeiro do Sul, de onde acionou a Polícia Militar.


 


Diante dos fatos narrados, os policiais foram até a residência onde tudo aconteceu. Ao chegar perceberam a presença do agressor sentado no passeio da casa. Ele recebeu voz de prisão, porém, não acatou e resistiu, obrigando os policiais militares a usarem a força moderada para imobilizá-lo, ele foi algemado nas mãos e nos pés. Mesmo algemado ele conseguiu danificar a viatura policial e ferir um dos militares que ajudou a detê-lo.


 


Muito exaltado e transtornado ele foi conduzido até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foi atendido pelo médico de plantão, depois conduzido até a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (Depol), para as devidas providências. A mãe do homem e o policial ferido também prestaram depoimento na Depol.


Rapaz transtornado tentou matar a mãe com faca, enforcada e afogada, ele foi preso.



A Polícia Militar foi acionada para comparecer ao bairro Cruzeiro do Sul, em Lavras, para atender uma ocorrência de tentativa de homicídio no bairro Jardim Floresta. Os militares foram até o local e tomaram conhecimento de um fato assustador: um homem de 36 anos tentou matar sua mãe, de 55.



De acordo com a vítima, na quarta-feira, dia 16 à noite, por volta de 21h, o seu filho saiu e retornou na madrugada de ontem, quinta-feira, por volta de 4h, aparentemente tranquilo, porém, ele não foi dormir, ficou perambulando pela casa até o dia amanhecer. A vítima contou que levantou por volta de 7h30 e foi para a cozinha preparar o café e, quando estava pronto, ela chamou o filho, que se recusou alegando que iria continuar a beber cerveja e que iria assar uma carne, ela disse então que iria descongelar a carne para ele.



PATROCINADORES

Por volta de 10h30, a vítima disse para seu filho que estava terminando de cozinhar o arroz e que se ele quisesse poderia temperar a carne, que já estava descongelada. O rapaz se dirigiu a um armário da cozinha e se apoderou de uma faca, segundo a vítima, ela imaginou que seria para preparar o churrasco, porém, ele aproximou foi se aproximando e a pegou pelos braços dizendo que iria matá-la e levantou a faca para o alto.



A mãe começou a chorar e a pedir o filho que não a matasse, momento em que ele deixou a faca sobre uma mesa dizendo que aquela faca não estava boa, que iria pegar uma melhor para matar a mãe. Neste momento a vítima conseguiu se desvencilhar do filho e saiu correndo, descendo uma escada, já que a cozinha fica no andar superior da casa.



Ela desceu correndo, pegou uma bolsa e saiu pela porta que dá acesso ao quintal da residência, momento que foi surpreendida pelo filho, que a agarrou e começou a enforca-la. Ele a jogou sobre um banco de cimento e falou repetidas vezes: "chora, pode começar a chorar, você ainda não está chorando direito", continuando a enforca-la. Em dado momento, ela conseguiu se desvencilhar novamente dele e correu em direção ao portão que a levava para a rua, porém, o filho a agarrou e continuou a enforca-la, depois a jogou dentro de uma piscina, que fica no quintal da residência.



PATROCINADORES

Não satisfeito, o rapaz se dirigiu ao seu veículo, um Vectra que estava estacionado na garagem da residência, de frente para a piscina. Ao perceber que ele acelerou o carro em direção a piscina, ela procurou fugir, momento que seu filho jogou o carro na água sobre sua mãe, porém, ela conseguiu escapar e saiu correndo gritando pela rua.



O homem começou a se afogar dentro do carro, sendo retirado por terceiros. Ela mostrou aos policiais manchas e lesões que sofreu apanhando do filho e na tentativa de sair da piscina. Após fugir, ela correu para a casa de sua filha que fica no bairro Cruzeiro do Sul, de onde acionou a Polícia Militar.



Diante dos fatos narrados, os policiais foram até a residência onde tudo aconteceu. Ao chegar perceberam a presença do agressor sentado no passeio da casa. Ele recebeu voz de prisão, porém, não acatou e resistiu, obrigando os policiais militares a usarem a força moderada para imobilizá-lo, ele foi algemado nas mãos e nos pés. Mesmo algemado ele conseguiu danificar a viatura policial e ferir um dos militares que ajudou a detê-lo.



Muito exaltado e transtornado ele foi conduzido até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foi atendido pelo médico de plantão, depois conduzido até a 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil (Depol), para as devidas providências. A mãe do homem e o policial ferido também prestaram depoimento na Depol.



Veja Também