news:

Bem Estar

Muitos casais têm problemas pela falta de 'sintonia' sentimental

Publicado por TV Minas em 19/05/2018

foto_principal.jpeg

Saber reconhecer os sentimentos do parceiro é essencial.

 

Não é difícil encontrar casais em que os parceiros não prestam atenção felicidade do outro. Uma pesquisa feita pela Universidade Southern Methodist, nos Estados Unidos, aponta que a maioria das pessoas casadas ou que estão em relacionamentos estáveis tem dificuldade em reconhecer os sentimentos de tristeza nos companheiros.

 

O estudo acompanhou 51 casais, que relataram diariamente o humor próprio e dos parceiros ao longo de sete dias consecutivos. O levantamento mostra que as pessoas tendem a presumir que o outro sente a mesma coisa ou está exatamente no mesmo patamar emocional, o que dificulta a percepção de momentos de tristeza, principalmente quando essas situações não estão diretamente ligadas ao relacionamento.

 

Para a psicóloga Marina Simas de Lima, do Instituto do Casal, de São Paulo (SP), a sensibilidade para perceber o que o outro está sentindo é fundamental num casamento. "No dia a dia, com o tempo escasso, acabamos deixando de lado esse olhar mais atento ao outro. Assim, com os olhos voltados para as distrações que temos, como celular e TV, acabamos não voltando nossa atenção para o parceiro e tendemos a pensar que está tudo bem ou igual, basicamente foi isso que a pesquisa mostrou", comenta a especialista.

 

Normalmente, é mais fácil perceber emoções negativas quando estão ligadas ao relacionamento. "Mas, muitas vezes, as pessoas sentem tristeza por motivos que não têm nada a ver com a vida a dois. Pode ser um problema no trabalho, um problema familiar, de saúde etc. As mulheres nem sempre estarão de mau humor ou tristes porque estão na TPM, por exemplo", comenta a também psicóloga Denise Miranda de Figueiredo, do Instituto do Casal.

 

A pesquisa americana deixa claro que grande parte dos casais sente dificuldade em perceber quando o humor do outro mudou e isso é um dado essencial. "Essa percepção é parte do investimento de que tanto falamos. Ou seja, da dedicação ao relacionamento para que ele dê certo. Se meu parceiro está triste, é meu papel perguntar e entender o que está acontecendo", afirma Denise.

 

As especialistas dão dicas para os casais melhorarem a percepção do sentimento do outro:

 

 

Comunicação é fundamental

 

Casais brasileiros dedicam pouco tempo do dia para conversarem sobre o relacionamento. "A comunicação é extremamente importante na vida do casal e precisa de investimento, dedicação. Sem isso, é improvável mesmo que possamos reconhecer que nosso parceiro não está bem", alerta Denise Figueiredo.

 

 

Preste atenção no outro

 

Faça perguntas, tente se colocar no lugar dele e evite presumir o que ele está sentindo. "Pergunte se está tudo bem quando o outro está um pouco mais quieto ou parece distante, pois perguntar é uma maneira de garantir que a outra pessoa se sinta acolhida e amada", orienta a psicóloga.

 

 

Treine sua própria comunicação

 

Lembre-se de que ninguém tem o poder de ler mentes. "Então, se você precisa de ajuda e o outro não percebeu, fale. Peça apoio, diga que quer conversar. Como o relacionamento é, muitas vezes, a principal fonte de apoio que temos no dia a dia, saber identificar e compartilhar momentos de tristeza, assim como os de felicidade, pode fazer uma enorme diferença na vida a dois", orientam as especialistas.

Saber reconhecer os sentimentos do parceiro é essencial.


 


Não é difícil encontrar casais em que os parceiros não prestam atenção felicidade do outro. Uma pesquisa feita pela Universidade Southern Methodist, nos Estados Unidos, aponta que a maioria das pessoas casadas ou que estão em relacionamentos estáveis tem dificuldade em reconhecer os sentimentos de tristeza nos companheiros.


 


O estudo acompanhou 51 casais, que relataram diariamente o humor próprio e dos parceiros ao longo de sete dias consecutivos. O levantamento mostra que as pessoas tendem a presumir que o outro sente a mesma coisa ou está exatamente no mesmo patamar emocional, o que dificulta a percepção de momentos de tristeza, principalmente quando essas situações não estão diretamente ligadas ao relacionamento.


 


Para a psicóloga Marina Simas de Lima, do Instituto do Casal, de São Paulo (SP), a sensibilidade para perceber o que o outro está sentindo é fundamental num casamento. "No dia a dia, com o tempo escasso, acabamos deixando de lado esse olhar mais atento ao outro. Assim, com os olhos voltados para as distrações que temos, como celular e TV, acabamos não voltando nossa atenção para o parceiro e tendemos a pensar que está tudo bem ou igual, basicamente foi isso que a pesquisa mostrou", comenta a especialista.


 


Normalmente, é mais fácil perceber emoções negativas quando estão ligadas ao relacionamento. "Mas, muitas vezes, as pessoas sentem tristeza por motivos que não têm nada a ver com a vida a dois. Pode ser um problema no trabalho, um problema familiar, de saúde etc. As mulheres nem sempre estarão de mau humor ou tristes porque estão na TPM, por exemplo", comenta a também psicóloga Denise Miranda de Figueiredo, do Instituto do Casal.


 


A pesquisa americana deixa claro que grande parte dos casais sente dificuldade em perceber quando o humor do outro mudou e isso é um dado essencial. "Essa percepção é parte do investimento de que tanto falamos. Ou seja, da dedicação ao relacionamento para que ele dê certo. Se meu parceiro está triste, é meu papel perguntar e entender o que está acontecendo", afirma Denise.


 


As especialistas dão dicas para os casais melhorarem a percepção do sentimento do outro:


 


PATROCINADORES

 


Comunicação é fundamental


 


Casais brasileiros dedicam pouco tempo do dia para conversarem sobre o relacionamento. "A comunicação é extremamente importante na vida do casal e precisa de investimento, dedicação. Sem isso, é improvável mesmo que possamos reconhecer que nosso parceiro não está bem", alerta Denise Figueiredo.


 


 


Preste atenção no outro


 


Faça perguntas, tente se colocar no lugar dele e evite presumir o que ele está sentindo. "Pergunte se está tudo bem quando o outro está um pouco mais quieto ou parece distante, pois perguntar é uma maneira de garantir que a outra pessoa se sinta acolhida e amada", orienta a psicóloga.


 


 


Treine sua própria comunicação


 


Lembre-se de que ninguém tem o poder de ler mentes. "Então, se você precisa de ajuda e o outro não percebeu, fale. Peça apoio, diga que quer conversar. Como o relacionamento é, muitas vezes, a principal fonte de apoio que temos no dia a dia, saber identificar e compartilhar momentos de tristeza, assim como os de felicidade, pode fazer uma enorme diferença na vida a dois", orientam as especialistas.


Saber reconhecer os sentimentos do parceiro é essencial.



Não é difícil encontrar casais em que os parceiros não prestam atenção felicidade do outro. Uma pesquisa feita pela Universidade Southern Methodist, nos Estados Unidos, aponta que a maioria das pessoas casadas ou que estão em relacionamentos estáveis tem dificuldade em reconhecer os sentimentos de tristeza nos companheiros.



O estudo acompanhou 51 casais, que relataram diariamente o humor próprio e dos parceiros ao longo de sete dias consecutivos. O levantamento mostra que as pessoas tendem a presumir que o outro sente a mesma coisa ou está exatamente no mesmo patamar emocional, o que dificulta a percepção de momentos de tristeza, principalmente quando essas situações não estão diretamente ligadas ao relacionamento.



Para a psicóloga Marina Simas de Lima, do Instituto do Casal, de São Paulo (SP), a sensibilidade para perceber o que o outro está sentindo é fundamental num casamento. "No dia a dia, com o tempo escasso, acabamos deixando de lado esse olhar mais atento ao outro. Assim, com os olhos voltados para as distrações que temos, como celular e TV, acabamos não voltando nossa atenção para o parceiro e tendemos a pensar que está tudo bem ou igual, basicamente foi isso que a pesquisa mostrou", comenta a especialista.



Normalmente, é mais fácil perceber emoções negativas quando estão ligadas ao relacionamento. "Mas, muitas vezes, as pessoas sentem tristeza por motivos que não têm nada a ver com a vida a dois. Pode ser um problema no trabalho, um problema familiar, de saúde etc. As mulheres nem sempre estarão de mau humor ou tristes porque estão na TPM, por exemplo", comenta a também psicóloga Denise Miranda de Figueiredo, do Instituto do Casal.



PATROCINADORES

A pesquisa americana deixa claro que grande parte dos casais sente dificuldade em perceber quando o humor do outro mudou e isso é um dado essencial. "Essa percepção é parte do investimento de que tanto falamos. Ou seja, da dedicação ao relacionamento para que ele dê certo. Se meu parceiro está triste, é meu papel perguntar e entender o que está acontecendo", afirma Denise.



As especialistas dão dicas para os casais melhorarem a percepção do sentimento do outro:



Comunicação é fundamental



Casais brasileiros dedicam pouco tempo do dia para conversarem sobre o relacionamento. "A comunicação é extremamente importante na vida do casal e precisa de investimento, dedicação. Sem isso, é improvável mesmo que possamos reconhecer que nosso parceiro não está bem", alerta Denise Figueiredo.



PATROCINADORES

Preste atenção no outro



Faça perguntas, tente se colocar no lugar dele e evite presumir o que ele está sentindo. "Pergunte se está tudo bem quando o outro está um pouco mais quieto ou parece distante, pois perguntar é uma maneira de garantir que a outra pessoa se sinta acolhida e amada", orienta a psicóloga.



Treine sua própria comunicação



Lembre-se de que ninguém tem o poder de ler mentes. "Então, se você precisa de ajuda e o outro não percebeu, fale. Peça apoio, diga que quer conversar. Como o relacionamento é, muitas vezes, a principal fonte de apoio que temos no dia a dia, saber identificar e compartilhar momentos de tristeza, assim como os de felicidade, pode fazer uma enorme diferença na vida a dois", orientam as especialistas.



Veja Também