news:

Notícias

Barco com 25 imigrantes à deriva é resgatado na costa do Maranhão

Publicado por TV Minas em 20/05/2018

foto_principal.jpg

Grupo estava há 35 dias à deriva no mar. Pescadores do Ceará encontraram o grupo na noite desse sábado (19), em São José de Ribamar (MA).

 

Uma embarcação com 25 imigrantes à deriva foi resgatada, na noite deste sábado (19), próximo ao município de São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís. A informação é da Capitania dos Portos.

 

Foram encontrados estrangeiros vindos do Senegal, Nigéria e Guiana, além de dois brasileiros, de acordo com a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos do Maranhão.

 

A Polícia Federal investiga se houve crime no transporte dessas pessoas ao país e vai avaliar a situação jurídica delas no Brasil.

 

Segundo a Capitania dos Portos, os imigrantes estariam há 35 dias à deriva no mar quando foram encontrados por pescadores cearenses, que trouxeram o grupo até o litoral maranhense.

 

O barco foi rebocado e, ao chegar ao cais de São José de Ribamar, equipes do Corpo de Bombeiros, do Governo do Maranhão e das polícias Federal e Militar recolheram as primeiras informações com os imigrantes.

 

O grupo recebeu atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Araçagi, em São José de Ribamar. Em seguida, eles foram encaminhados para o Ginásio Costa Rodrigues em São Luís, onde receberam refeições e estão alojados por tempo indeterminado.

Grupo estava há 35 dias à deriva no mar. Pescadores do Ceará encontraram o grupo na noite desse sábado (19), em São José de Ribamar (MA).


 


Uma embarcação com 25 imigrantes à deriva foi resgatada, na noite deste sábado (19), próximo ao município de São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís. A informação é da Capitania dos Portos.


 


Foram encontrados estrangeiros vindos do Senegal, Nigéria e Guiana, além de dois brasileiros, de acordo com a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos do Maranhão.


 


PATROCINADORES

A Polícia Federal investiga se houve crime no transporte dessas pessoas ao país e vai avaliar a situação jurídica delas no Brasil.


 


Segundo a Capitania dos Portos, os imigrantes estariam há 35 dias à deriva no mar quando foram encontrados por pescadores cearenses, que trouxeram o grupo até o litoral maranhense.


 


O barco foi rebocado e, ao chegar ao cais de São José de Ribamar, equipes do Corpo de Bombeiros, do Governo do Maranhão e das polícias Federal e Militar recolheram as primeiras informações com os imigrantes.


 


O grupo recebeu atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Araçagi, em São José de Ribamar. Em seguida, eles foram encaminhados para o Ginásio Costa Rodrigues em São Luís, onde receberam refeições e estão alojados por tempo indeterminado.


Grupo estava há 35 dias à deriva no mar. Pescadores do Ceará encontraram o grupo na noite desse sábado (19), em São José de Ribamar (MA).



Uma embarcação com 25 imigrantes à deriva foi resgatada, na noite deste sábado (19), próximo ao município de São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís. A informação é da Capitania dos Portos.



Foram encontrados estrangeiros vindos do Senegal, Nigéria e Guiana, além de dois brasileiros, de acordo com a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos do Maranhão.



PATROCINADORES

A Polícia Federal investiga se houve crime no transporte dessas pessoas ao país e vai avaliar a situação jurídica delas no Brasil.



Segundo a Capitania dos Portos, os imigrantes estariam há 35 dias à deriva no mar quando foram encontrados por pescadores cearenses, que trouxeram o grupo até o litoral maranhense.



O barco foi rebocado e, ao chegar ao cais de São José de Ribamar, equipes do Corpo de Bombeiros, do Governo do Maranhão e das polícias Federal e Militar recolheram as primeiras informações com os imigrantes.



O grupo recebeu atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Araçagi, em São José de Ribamar. Em seguida, eles foram encaminhados para o Ginásio Costa Rodrigues em São Luís, onde receberam refeições e estão alojados por tempo indeterminado.



Veja Também