news:

Sul de Minas

Exército e polícia vão para pontos de manifestação em Pouso Alegre

Publicado por TV Minas em 30/05/2018

foto_principal.jpeg

Matéria extraída do Terra do Mandu

 

No início da manhã desta quarta-feira (30), um comboio com militares do Exército, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar Rodoviária saíram em comboio para os pontos de manifestação dos caminhoneiros na região de Pouso Alegre. Hoje a greve dos motoristas completa 10 dias.

 

Os militares se reuniram na sede do Exército em Pouso Alegre, no 14º GAC, e de lá foram para Rodovia Fernão Dias e BR-459, onde os caminhoneiros estão concentrados em paralisação. A informação apurada pela nossa reportagem é que todas as cargas consideradas como itens essenciais devem ser liberadas dos protestos. Aí incluem combustíveis, gás de cozinha, além de insumos para hospitais.

 

O porta voz da Polícia Militar de Minas Gerais, major Santiago, enviou uma mensagem de voz à imprensa mineira para informar que o trabalho de escolta para as cargas consideradas essenciais para a população vai continuar. Assim como a segurança nos postos que têm combustível. “Toda essa ação visa minimizar o impacto e o dano sofrido pela sociedade”, disse o major.

Matéria extraída do Terra do Mandu


 


No início da manhã desta quarta-feira (30), um comboio com militares do Exército, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar Rodoviária saíram em comboio para os pontos de manifestação dos caminhoneiros na região de Pouso Alegre. Hoje a greve dos motoristas completa 10 dias.


PATROCINADORES

 


Os militares se reuniram na sede do Exército em Pouso Alegre, no 14º GAC, e de lá foram para Rodovia Fernão Dias e BR-459, onde os caminhoneiros estão concentrados em paralisação. A informação apurada pela nossa reportagem é que todas as cargas consideradas como itens essenciais devem ser liberadas dos protestos. Aí incluem combustíveis, gás de cozinha, além de insumos para hospitais.


 


O porta voz da Polícia Militar de Minas Gerais, major Santiago, enviou uma mensagem de voz à imprensa mineira para informar que o trabalho de escolta para as cargas consideradas essenciais para a população vai continuar. Assim como a segurança nos postos que têm combustível. “Toda essa ação visa minimizar o impacto e o dano sofrido pela sociedade”, disse o major.


Matéria extraída do Terra do Mandu



No início da manhã desta quarta-feira (30), um comboio com militares do Exército, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar Rodoviária saíram em comboio para os pontos de manifestação dos caminhoneiros na região de Pouso Alegre. Hoje a greve dos motoristas completa 10 dias.



Os militares se reuniram na sede do Exército em Pouso Alegre, no 14º GAC, e de lá foram para Rodovia Fernão Dias e BR-459, onde os caminhoneiros estão concentrados em paralisação. A informação apurada pela nossa reportagem é que todas as cargas consideradas como itens essenciais devem ser liberadas dos protestos. Aí incluem combustíveis, gás de cozinha, além de insumos para hospitais.



PATROCINADORES

O porta voz da Polícia Militar de Minas Gerais, major Santiago, enviou uma mensagem de voz à imprensa mineira para informar que o trabalho de escolta para as cargas consideradas essenciais para a população vai continuar. Assim como a segurança nos postos que têm combustível. “Toda essa ação visa minimizar o impacto e o dano sofrido pela sociedade”, disse o major.



Veja Também