news:

Sul de Minas

Polícia prende suspeitos dos ataques a coletivos em Pouso Alegre

Publicado por TV Minas em 05/06/2018

foto_principal.jpg

Matéria extraída do Terra do Mandu

 

Os ônibus estão rodando em número reduzido e com escolta policial. As autoridades estão apurando os fatos e não há nenhuma medida de toque de recolher na cidade.

 

A Polícia Civil de Pouso Alegre, Sul de Minas, informou que mais dois suspeitos, sendo um homem e uma mulher, foram presos no início da noite desta segunda-feira (04) suspeitos de participação nos ataques aos ônibus coletivos da Princesa do Sul. Em menos de 24 horas foram três ataques, dois deles na tarde de ontem.

 

O casal preso estaria por trás, na organização dos ataques. Policiais continuam nas ruas para prender mais envolvidos nas ações que queimaram dois circulares na tarde desta segunda em Pouso Alegre. Dia 3, a polícia já havia prendido outros três suspeitos da tentativa de incendiar um coletivo no bairro Jardim Redentor.

 

A empresa de transporte coletivo emitiu uma nota no fim da tarde informando que estava retirando sua frota das ruas e que só voltaria a circular com escola policial. No início da noite alguns veículos voltaram para as ruas com essa escolta.

 

Mas as aulas noturnas em universidades e escolas sofreram alterações ou foram suspensas por falta de transporte.

 

A Polícia Civil ainda pede calma para a população e diz que não há motivo para as pessoas evitarem de sair de casa para suas tarefas de rotina.

 

Diante dos fatos ocorridos nesta data e a repercussão de notícias falsas e desinformações pelas mídias sociais, a Polícia Militar e a Polícia Civil em Pouso Alegre informam:

 

- Na data de 3 de junho de 2018, houve uma tentativa de incêndio de um ônibus coletivo no bairro Jardim Redentor, sem sucesso. As polícias agiram rápido e prenderam 3 autores durante a noite.

 

- Na data de 4 de junho de 2018, houve dois ataques a ônibus coletivos, com incêndios criminosos: um no bairro Esplanada e outro no bairro Belo Horizonte. Já há autores presos e diligências sendo realizadas pela PC e pela PM para localizar demais envolvidos.

 

- Houve um suspeito ferido com disparo de arma de fogo durante ação policial legítima na tentativa de capturar os autores de um dos crimes. Ele foi socorrido e não corre risco de morte.

 

- As linhas de ônibus estão circulando em número reduzido, com escolta policial.

 

- Não há necessidade da população evitar sair de casa para suas tarefas rotineiras.

 

- A Polícia Militar e a Polícia Civil estão trabalhando em regime extraordinário para manter a ordem e a segurança da população.

 

 

Assista ao vídeo:

 

Matéria extraída do Terra do Mandu


 


Os ônibus estão rodando em número reduzido e com escolta policial. As autoridades estão apurando os fatos e não há nenhuma medida de toque de recolher na cidade.


 


A Polícia Civil de Pouso Alegre, Sul de Minas, informou que mais dois suspeitos, sendo um homem e uma mulher, foram presos no início da noite desta segunda-feira (04) suspeitos de participação nos ataques aos ônibus coletivos da Princesa do Sul. Em menos de 24 horas foram três ataques, dois deles na tarde de ontem.


 


O casal preso estaria por trás, na organização dos ataques. Policiais continuam nas ruas para prender mais envolvidos nas ações que queimaram dois circulares na tarde desta segunda em Pouso Alegre. Dia 3, a polícia já havia prendido outros três suspeitos da tentativa de incendiar um coletivo no bairro Jardim Redentor.


 


A empresa de transporte coletivo emitiu uma nota no fim da tarde informando que estava retirando sua frota das ruas e que só voltaria a circular com escola policial. No início da noite alguns veículos voltaram para as ruas com essa escolta.


 


Mas as aulas noturnas em universidades e escolas sofreram alterações ou foram suspensas por falta de transporte.


 


A Polícia Civil ainda pede calma para a população e diz que não há motivo para as pessoas evitarem de sair de casa para suas tarefas de rotina.


 


Diante dos fatos ocorridos nesta data e a repercussão de notícias falsas e desinformações pelas mídias sociais, a Polícia Militar e a Polícia Civil em Pouso Alegre informam:


 


PATROCINADORES

- Na data de 3 de junho de 2018, houve uma tentativa de incêndio de um ônibus coletivo no bairro Jardim Redentor, sem sucesso. As polícias agiram rápido e prenderam 3 autores durante a noite.


 


- Na data de 4 de junho de 2018, houve dois ataques a ônibus coletivos, com incêndios criminosos: um no bairro Esplanada e outro no bairro Belo Horizonte. Já há autores presos e diligências sendo realizadas pela PC e pela PM para localizar demais envolvidos.


 


- Houve um suspeito ferido com disparo de arma de fogo durante ação policial legítima na tentativa de capturar os autores de um dos crimes. Ele foi socorrido e não corre risco de morte.


 


- As linhas de ônibus estão circulando em número reduzido, com escolta policial.


 


- Não há necessidade da população evitar sair de casa para suas tarefas rotineiras.


 


- A Polícia Militar e a Polícia Civil estão trabalhando em regime extraordinário para manter a ordem e a segurança da população.


 


 


Assista ao vídeo:


 



Matéria extraída do Terra do Mandu



Os ônibus estão rodando em número reduzido e com escolta policial. As autoridades estão apurando os fatos e não há nenhuma medida de toque de recolher na cidade.



A Polícia Civil de Pouso Alegre, Sul de Minas, informou que mais dois suspeitos, sendo um homem e uma mulher, foram presos no início da noite desta segunda-feira (04) suspeitos de participação nos ataques aos ônibus coletivos da Princesa do Sul. Em menos de 24 horas foram três ataques, dois deles na tarde de ontem.



O casal preso estaria por trás, na organização dos ataques. Policiais continuam nas ruas para prender mais envolvidos nas ações que queimaram dois circulares na tarde desta segunda em Pouso Alegre. Dia 3, a polícia já havia prendido outros três suspeitos da tentativa de incendiar um coletivo no bairro Jardim Redentor.



A empresa de transporte coletivo emitiu uma nota no fim da tarde informando que estava retirando sua frota das ruas e que só voltaria a circular com escola policial. No início da noite alguns veículos voltaram para as ruas com essa escolta.



PATROCINADORES

Mas as aulas noturnas em universidades e escolas sofreram alterações ou foram suspensas por falta de transporte.



A Polícia Civil ainda pede calma para a população e diz que não há motivo para as pessoas evitarem de sair de casa para suas tarefas de rotina.



Diante dos fatos ocorridos nesta data e a repercussão de notícias falsas e desinformações pelas mídias sociais, a Polícia Militar e a Polícia Civil em Pouso Alegre informam:



- Na data de 3 de junho de 2018, houve uma tentativa de incêndio de um ônibus coletivo no bairro Jardim Redentor, sem sucesso. As polícias agiram rápido e prenderam 3 autores durante a noite.



- Na data de 4 de junho de 2018, houve dois ataques a ônibus coletivos, com incêndios criminosos: um no bairro Esplanada e outro no bairro Belo Horizonte. Já há autores presos e diligências sendo realizadas pela PC e pela PM para localizar demais envolvidos.



PATROCINADORES

- Houve um suspeito ferido com disparo de arma de fogo durante ação policial legítima na tentativa de capturar os autores de um dos crimes. Ele foi socorrido e não corre risco de morte.



- As linhas de ônibus estão circulando em número reduzido, com escolta policial.



- Não há necessidade da população evitar sair de casa para suas tarefas rotineiras.



- A Polícia Militar e a Polícia Civil estão trabalhando em regime extraordinário para manter a ordem e a segurança da população.



Assista ao vídeo:





Veja Também