news:

Sul de Minas

Helicóptero cai no Sul de Minas e deixa mortos

Publicado por TV Minas em 17/06/2018

foto_principal.jpg

Matéria extraída do G1

 

Segundo o Corpo de Bombeiros, plano de voo informava que quatro pessoas estavam na aeronave. Amigo das vítimas diz que apenas dois estavam a bordo no momento da queda.

 

Um helicóptero caiu no início da noite deste sábado (16) em Espírito Santo do Dourado, e deixou mortos. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o plano de voo da aeronave informava que quatro pessoas estavam a bordo. Um amigo das vítimas, que preferiu não se identificar, falou que duas pessoas estavam na aeronave no momento da queda. O helicóptero pertence a uma rede de bancos. As identidades dos passageiros ainda não foram confirmadas.

 

Ainda conforme os bombeiros, o helicóptero caiu próximo à rodovia MG-179, na zona rural do município, por volta das 19h. Equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar foram para o local ajudar no resgate.

 

Segundo o capitão Ivan Santos Pereira Neto, dos bombeiros, a aeronave, identificada como Agusta A109 decolou de Nova Lima, com destino ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP). O modelo tem autonomia de voo de 2h30.

 

 

Queda

 

Uma moradora da região registrou quando a aeronave caiu na região, já pegando fogo. Em contato com o G1, Sabrina Carvalho contou que ela e o marido ouviram a explosão e disse que a estrutura da varanda da casa em que moram chegou a tremer.

 

"Passou bem pertinho da minha casa, aí começou a tremer a estrutura metálica aqui da minha área, fazer bastante barulho mesmo. Meu marido saiu e falou que ele estava passando bem pertinho e piscando bastante, uma luz vermelha nele acendendo e apagando", conta Sabrina.

 

"Passaram uns segundos, a gente escutou aquele barulho de que tinha caído. Aí a gente já pegou o carro e foi lá, tinha explodido", completa a moradora.

 

O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica informou que a investigação do acidente será realizada pelo Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa III), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

 

 

 

Matéria extraída do G1


 


Segundo o Corpo de Bombeiros, plano de voo informava que quatro pessoas estavam na aeronave. Amigo das vítimas diz que apenas dois estavam a bordo no momento da queda.


 


Um helicóptero caiu no início da noite deste sábado (16) em Espírito Santo do Dourado, e deixou mortos. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o plano de voo da aeronave informava que quatro pessoas estavam a bordo. Um amigo das vítimas, que preferiu não se identificar, falou que duas pessoas estavam na aeronave no momento da queda. O helicóptero pertence a uma rede de bancos. As identidades dos passageiros ainda não foram confirmadas.


 


Ainda conforme os bombeiros, o helicóptero caiu próximo à rodovia MG-179, na zona rural do município, por volta das 19h. Equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar foram para o local ajudar no resgate.


 


Segundo o capitão Ivan Santos Pereira Neto, dos bombeiros, a aeronave, identificada como Agusta A109 decolou de Nova Lima, com destino ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP). O modelo tem autonomia de voo de 2h30.


 


 


Queda


PATROCINADORES

 


Uma moradora da região registrou quando a aeronave caiu na região, já pegando fogo. Em contato com o G1, Sabrina Carvalho contou que ela e o marido ouviram a explosão e disse que a estrutura da varanda da casa em que moram chegou a tremer.


 


"Passou bem pertinho da minha casa, aí começou a tremer a estrutura metálica aqui da minha área, fazer bastante barulho mesmo. Meu marido saiu e falou que ele estava passando bem pertinho e piscando bastante, uma luz vermelha nele acendendo e apagando", conta Sabrina.


 


"Passaram uns segundos, a gente escutou aquele barulho de que tinha caído. Aí a gente já pegou o carro e foi lá, tinha explodido", completa a moradora.


 


O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica informou que a investigação do acidente será realizada pelo Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa III), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).


 


 



 


Matéria extraída do G1



Segundo o Corpo de Bombeiros, plano de voo informava que quatro pessoas estavam na aeronave. Amigo das vítimas diz que apenas dois estavam a bordo no momento da queda.



Um helicóptero caiu no início da noite deste sábado (16) em Espírito Santo do Dourado, e deixou mortos. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o plano de voo da aeronave informava que quatro pessoas estavam a bordo. Um amigo das vítimas, que preferiu não se identificar, falou que duas pessoas estavam na aeronave no momento da queda. O helicóptero pertence a uma rede de bancos. As identidades dos passageiros ainda não foram confirmadas.



Ainda conforme os bombeiros, o helicóptero caiu próximo à rodovia MG-179, na zona rural do município, por volta das 19h. Equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar foram para o local ajudar no resgate.



PATROCINADORES

Segundo o capitão Ivan Santos Pereira Neto, dos bombeiros, a aeronave, identificada como Agusta A109 decolou de Nova Lima, com destino ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP). O modelo tem autonomia de voo de 2h30.



Queda



Uma moradora da região registrou quando a aeronave caiu na região, já pegando fogo. Em contato com o G1, Sabrina Carvalho contou que ela e o marido ouviram a explosão e disse que a estrutura da varanda da casa em que moram chegou a tremer.



"Passou bem pertinho da minha casa, aí começou a tremer a estrutura metálica aqui da minha área, fazer bastante barulho mesmo. Meu marido saiu e falou que ele estava passando bem pertinho e piscando bastante, uma luz vermelha nele acendendo e apagando", conta Sabrina.



PATROCINADORES

"Passaram uns segundos, a gente escutou aquele barulho de que tinha caído. Aí a gente já pegou o carro e foi lá, tinha explodido", completa a moradora.



O Centro de Comunicação Social da Aeronáutica informou que a investigação do acidente será realizada pelo Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa III), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).





Veja Também