news:

Notícias

Explosão após briga em discoteca de Caracas deixa 17 mortos

Publicado por TV Minas em 17/06/2018

foto_principal.jpg

Uma bomba de gás foi acionada durante briga entre jovens de bairros rivais.

 

Pelo menos 17 pessoas morreram sufocadas em uma discoteca em Caracas, na Venezuela, na madrugada deste sábado, 16, quando uma bomba de gás lacrimogêneo foi lançada no interior da casa de show.

 

No momento do incidente, mais de 500 pessoas estavam na festa realizada pela boate Los Cotorros, no bairro de El Paraiso, quando o suspeito ativou a bomba durante uma briga entre vários jovens de bairros rivais, afirmou o ministro do Interior, Néstor Reverol.

 

Oito dos jovens que morreram por sufocamento tinham menos de 18 anos, acrescentou o ministro, citando cinco feridos. três delas adolescentes, uma ainda em estado grave, informou Reverol. Outras sete pessoas foram presas, incluindo o dono do clube.

 

O pai de uma das vítimas criticou a falta de informações. “Não estamos tendo respostas de ninguém aqui. Eu estou apenas tendo apoio de parentes e amigos com a minha dor. Essas são as respostas que tenho aqui. São supostamente entre 20 e 22 mortes, não estou certo. O que eu sei é que meu filho está morto porque eu mesmo o vi no necrotério”, disse Nixon Guerra a Reuters.

Uma bomba de gás foi acionada durante briga entre jovens de bairros rivais.


 


Pelo menos 17 pessoas morreram sufocadas em uma discoteca em Caracas, na Venezuela, na madrugada deste sábado, 16, quando uma bomba de gás lacrimogêneo foi lançada no interior da casa de show.


 


PATROCINADORES

No momento do incidente, mais de 500 pessoas estavam na festa realizada pela boate Los Cotorros, no bairro de El Paraiso, quando o suspeito ativou a bomba durante uma briga entre vários jovens de bairros rivais, afirmou o ministro do Interior, Néstor Reverol.


 


Oito dos jovens que morreram por sufocamento tinham menos de 18 anos, acrescentou o ministro, citando cinco feridos. três delas adolescentes, uma ainda em estado grave, informou Reverol. Outras sete pessoas foram presas, incluindo o dono do clube.


 


O pai de uma das vítimas criticou a falta de informações. “Não estamos tendo respostas de ninguém aqui. Eu estou apenas tendo apoio de parentes e amigos com a minha dor. Essas são as respostas que tenho aqui. São supostamente entre 20 e 22 mortes, não estou certo. O que eu sei é que meu filho está morto porque eu mesmo o vi no necrotério”, disse Nixon Guerra a Reuters.


Uma bomba de gás foi acionada durante briga entre jovens de bairros rivais.



Pelo menos 17 pessoas morreram sufocadas em uma discoteca em Caracas, na Venezuela, na madrugada deste sábado, 16, quando uma bomba de gás lacrimogêneo foi lançada no interior da casa de show.



No momento do incidente, mais de 500 pessoas estavam na festa realizada pela boate Los Cotorros, no bairro de El Paraiso, quando o suspeito ativou a bomba durante uma briga entre vários jovens de bairros rivais, afirmou o ministro do Interior, Néstor Reverol.



PATROCINADORES

Oito dos jovens que morreram por sufocamento tinham menos de 18 anos, acrescentou o ministro, citando cinco feridos. três delas adolescentes, uma ainda em estado grave, informou Reverol. Outras sete pessoas foram presas, incluindo o dono do clube.



O pai de uma das vítimas criticou a falta de informações. “Não estamos tendo respostas de ninguém aqui. Eu estou apenas tendo apoio de parentes e amigos com a minha dor. Essas são as respostas que tenho aqui. São supostamente entre 20 e 22 mortes, não estou certo. O que eu sei é que meu filho está morto porque eu mesmo o vi no necrotério”, disse Nixon Guerra a Reuters.



Veja Também