news:

Notícias

Talibãs sequestram 33 funcionários de uma construtora no Afeganistão

Publicado por TV Minas em 23/06/2018

foto_principal.jpg

Tiroteio entre insurgentes e forças locais deixou quatro policiais mortos e um ferido.

 

Os talibãs sequestraram nesta sexta-feira (22) 33 trabalhadores afegãos – 20 guardas de segurança e 13 técnicos – de uma empresa responsável pela construção de estradas na província de Candaar, no sul do Afeganistão. Quando as forças de segurança local intervieram, houve um tiroteio que deixou quatro policiais mortos e um ferido.

 

Os insurgentes realizaram o ataque por volta de 1h30 do horário local (17h30 de quinta-feira no Brasil), no acampamento da construtora no distrito de Spin Boldak, segundo o porta-voz do governador de Candaar, Dawood Ahmadi.

 

“Infelizmente, os guardas de segurança, sem apresentar resistência, foram sequestrados pelos insurgentes em companhia de outros trabalhadores”, explicou Ahmadi.

 

A companhia afegã está construindo a estrada entre Spin Boldak e um acampamento militar na vizinha província de Helmand, disse o porta-voz.

 

Quando a polícia local recebeu informações sobre o sequestro, eles intervieram, provocando um tiroteio entre as forças de segurança e talibãs. Porém, os insurgentes já tinham transferido os reféns para um local desconhecido, disse o porta-voz da polícia de Candaar, Zia-ul-Rahman Duranai.

 

“O combate durou aproximadamente duas horas, com a morte de quatro policiais. Outro ficou ferido”, afirmou Duranai.

 

Os talibãs ainda não se pronunciaram sobre a ação. No mês passado, um grupo de combatentes não identificado sequestrou pelo menos seis engenheiros indianos e um afegão que trabalhavam para uma companhia elétrica no noroeste do Afeganistão.

Tiroteio entre insurgentes e forças locais deixou quatro policiais mortos e um ferido.


 


Os talibãs sequestraram nesta sexta-feira (22) 33 trabalhadores afegãos – 20 guardas de segurança e 13 técnicos – de uma empresa responsável pela construção de estradas na província de Candaar, no sul do Afeganistão. Quando as forças de segurança local intervieram, houve um tiroteio que deixou quatro policiais mortos e um ferido.


 


Os insurgentes realizaram o ataque por volta de 1h30 do horário local (17h30 de quinta-feira no Brasil), no acampamento da construtora no distrito de Spin Boldak, segundo o porta-voz do governador de Candaar, Dawood Ahmadi.


 


“Infelizmente, os guardas de segurança, sem apresentar resistência, foram sequestrados pelos insurgentes em companhia de outros trabalhadores”, explicou Ahmadi.


PATROCINADORES

 


A companhia afegã está construindo a estrada entre Spin Boldak e um acampamento militar na vizinha província de Helmand, disse o porta-voz.


 


Quando a polícia local recebeu informações sobre o sequestro, eles intervieram, provocando um tiroteio entre as forças de segurança e talibãs. Porém, os insurgentes já tinham transferido os reféns para um local desconhecido, disse o porta-voz da polícia de Candaar, Zia-ul-Rahman Duranai.


 


“O combate durou aproximadamente duas horas, com a morte de quatro policiais. Outro ficou ferido”, afirmou Duranai.


 


Os talibãs ainda não se pronunciaram sobre a ação. No mês passado, um grupo de combatentes não identificado sequestrou pelo menos seis engenheiros indianos e um afegão que trabalhavam para uma companhia elétrica no noroeste do Afeganistão.


Tiroteio entre insurgentes e forças locais deixou quatro policiais mortos e um ferido.



Os talibãs sequestraram nesta sexta-feira (22) 33 trabalhadores afegãos – 20 guardas de segurança e 13 técnicos – de uma empresa responsável pela construção de estradas na província de Candaar, no sul do Afeganistão. Quando as forças de segurança local intervieram, houve um tiroteio que deixou quatro policiais mortos e um ferido.



Os insurgentes realizaram o ataque por volta de 1h30 do horário local (17h30 de quinta-feira no Brasil), no acampamento da construtora no distrito de Spin Boldak, segundo o porta-voz do governador de Candaar, Dawood Ahmadi.



PATROCINADORES

“Infelizmente, os guardas de segurança, sem apresentar resistência, foram sequestrados pelos insurgentes em companhia de outros trabalhadores”, explicou Ahmadi.



A companhia afegã está construindo a estrada entre Spin Boldak e um acampamento militar na vizinha província de Helmand, disse o porta-voz.



PATROCINADORES

Quando a polícia local recebeu informações sobre o sequestro, eles intervieram, provocando um tiroteio entre as forças de segurança e talibãs. Porém, os insurgentes já tinham transferido os reféns para um local desconhecido, disse o porta-voz da polícia de Candaar, Zia-ul-Rahman Duranai.



“O combate durou aproximadamente duas horas, com a morte de quatro policiais. Outro ficou ferido”, afirmou Duranai.



Os talibãs ainda não se pronunciaram sobre a ação. No mês passado, um grupo de combatentes não identificado sequestrou pelo menos seis engenheiros indianos e um afegão que trabalhavam para uma companhia elétrica no noroeste do Afeganistão.



Veja Também