news:

Sul de Minas

Aeroporto de Varginha recebe visita de técnicos norte-americanos

Publicado por TV Minas em 23/07/2018

foto_principal.jpg

Matéria extraída do G1

 

Ideia é que estudo sirva como base para novos investimentos e até a expansão das atuais estruturas.

 

O aeroporto de Varginha recebeu neste fim de semana a visita de técnicos de uma empresa de consultoria em aviação. O aeroporto da cidade é um dos sete escolhidos para fazer parte de um diagnóstico sobre o potencial do transporte aéreo no interior de Minas Gerais. O levantamento só deve ficar pronto em dezembro. A ideia é que ele sirva como base para novos investimentos e até a expansão das atuais estruturas.

 

Primeiro, os técnicos visitaram as instalações do Porto Seco do Sul de Minas, que recebe e envia cargas de toda a região. Lá, eles também conheceram o atual projeto da expansão, que seria feita em parceria com o governo federal.

 

Depois os técnicos retornaram ao aeroporto e fizeram uma análise do terminal de passageiros, que tem espaço para cerca de 180 pessoas e também da pista, que tem 2,1 mil metros de comprimento e atualmente recebe voos comerciais da Azul e do projeto Voe Minas.

 

Todos os dados colhidos no aeroporto são para um diagnóstico sobre a atual situação do transporte aéreo no estado. Todo o estudo será feito e pago pela Agência de Desenvolvimento dos Estados Unidos, graças a um acordo de entendimento existente entre o governo de Minas Gerais e o norte-americano.

 

"Nós temos uma tendência muito grande de ser um aeroporto de cargas e também de passageiros, então nisso o governo americano abriu essa possibilidade de fazer essas visitas para estudos potenciais e de futuros investimentos também", disse o diretor do aeroporto, Rogério Evaristo.

 

Os técnicos da empresa contratada não se pronunciaram, mas disseram que será um trabalho minucioso, para avaliar o potencial aéreo de várias regiões do estado. Por isso, além de Varginha, o diagnóstico está sendo realizado nos aeroportos de Araxá, Patos de Minas, Ipatinga, Governador Valadares, Teófilo Otoni e Juiz de Fora.

 

 

Objetivo é fazer diagnóstico para futuros investimentos no aeroporto.

 

 

"Aqui em Varginha nós esperamos, estamos dando todas as informações para eles do aeroporto, do potencial da cidade, do crescimento da cidade, de tal forma que a gente possa receber esse documento e transformar em um instrumento de motivação para o empresário investir no município", disse o vice-prefeito Verdi Lúcio Melo (PSDB).

 

Os técnicos também deverão visitar os aeroportos de Confins e da Pampulha, em Belo Horizonte.

Matéria extraída do G1


 


Ideia é que estudo sirva como base para novos investimentos e até a expansão das atuais estruturas.


 


O aeroporto de Varginha recebeu neste fim de semana a visita de técnicos de uma empresa de consultoria em aviação. O aeroporto da cidade é um dos sete escolhidos para fazer parte de um diagnóstico sobre o potencial do transporte aéreo no interior de Minas Gerais. O levantamento só deve ficar pronto em dezembro. A ideia é que ele sirva como base para novos investimentos e até a expansão das atuais estruturas.


 


Primeiro, os técnicos visitaram as instalações do Porto Seco do Sul de Minas, que recebe e envia cargas de toda a região. Lá, eles também conheceram o atual projeto da expansão, que seria feita em parceria com o governo federal.


 


Depois os técnicos retornaram ao aeroporto e fizeram uma análise do terminal de passageiros, que tem espaço para cerca de 180 pessoas e também da pista, que tem 2,1 mil metros de comprimento e atualmente recebe voos comerciais da Azul e do projeto Voe Minas.


 


Todos os dados colhidos no aeroporto são para um diagnóstico sobre a atual situação do transporte aéreo no estado. Todo o estudo será feito e pago pela Agência de Desenvolvimento dos Estados Unidos, graças a um acordo de entendimento existente entre o governo de Minas Gerais e o norte-americano.


 


PATROCINADORES

"Nós temos uma tendência muito grande de ser um aeroporto de cargas e também de passageiros, então nisso o governo americano abriu essa possibilidade de fazer essas visitas para estudos potenciais e de futuros investimentos também", disse o diretor do aeroporto, Rogério Evaristo.


 


Os técnicos da empresa contratada não se pronunciaram, mas disseram que será um trabalho minucioso, para avaliar o potencial aéreo de várias regiões do estado. Por isso, além de Varginha, o diagnóstico está sendo realizado nos aeroportos de Araxá, Patos de Minas, Ipatinga, Governador Valadares, Teófilo Otoni e Juiz de Fora.


 


 



Objetivo é fazer diagnóstico para futuros investimentos no aeroporto.


 


 


"Aqui em Varginha nós esperamos, estamos dando todas as informações para eles do aeroporto, do potencial da cidade, do crescimento da cidade, de tal forma que a gente possa receber esse documento e transformar em um instrumento de motivação para o empresário investir no município", disse o vice-prefeito Verdi Lúcio Melo (PSDB).


 


Os técnicos também deverão visitar os aeroportos de Confins e da Pampulha, em Belo Horizonte.


Matéria extraída do G1



Ideia é que estudo sirva como base para novos investimentos e até a expansão das atuais estruturas.



O aeroporto de Varginha recebeu neste fim de semana a visita de técnicos de uma empresa de consultoria em aviação. O aeroporto da cidade é um dos sete escolhidos para fazer parte de um diagnóstico sobre o potencial do transporte aéreo no interior de Minas Gerais. O levantamento só deve ficar pronto em dezembro. A ideia é que ele sirva como base para novos investimentos e até a expansão das atuais estruturas.



Primeiro, os técnicos visitaram as instalações do Porto Seco do Sul de Minas, que recebe e envia cargas de toda a região. Lá, eles também conheceram o atual projeto da expansão, que seria feita em parceria com o governo federal.



PATROCINADORES

Depois os técnicos retornaram ao aeroporto e fizeram uma análise do terminal de passageiros, que tem espaço para cerca de 180 pessoas e também da pista, que tem 2,1 mil metros de comprimento e atualmente recebe voos comerciais da Azul e do projeto Voe Minas.



Todos os dados colhidos no aeroporto são para um diagnóstico sobre a atual situação do transporte aéreo no estado. Todo o estudo será feito e pago pela Agência de Desenvolvimento dos Estados Unidos, graças a um acordo de entendimento existente entre o governo de Minas Gerais e o norte-americano.



"Nós temos uma tendência muito grande de ser um aeroporto de cargas e também de passageiros, então nisso o governo americano abriu essa possibilidade de fazer essas visitas para estudos potenciais e de futuros investimentos também", disse o diretor do aeroporto, Rogério Evaristo.



Os técnicos da empresa contratada não se pronunciaram, mas disseram que será um trabalho minucioso, para avaliar o potencial aéreo de várias regiões do estado. Por isso, além de Varginha, o diagnóstico está sendo realizado nos aeroportos de Araxá, Patos de Minas, Ipatinga, Governador Valadares, Teófilo Otoni e Juiz de Fora.



PATROCINADORES



Objetivo é fazer diagnóstico para futuros investimentos no aeroporto.



"Aqui em Varginha nós esperamos, estamos dando todas as informações para eles do aeroporto, do potencial da cidade, do crescimento da cidade, de tal forma que a gente possa receber esse documento e transformar em um instrumento de motivação para o empresário investir no município", disse o vice-prefeito Verdi Lúcio Melo (PSDB).



Os técnicos também deverão visitar os aeroportos de Confins e da Pampulha, em Belo Horizonte.



Veja Também