news:

Sul de Minas

Pipas deixam cerca de 36 mil consumidores sem energia no Sul de Minas

Publicado por TV Minas em 27/07/2018

foto_principal.jpg

Matéria extraída do G1

 

Cemig informou que foram 101 ocorrências de desligamentos de energia de janeiro a maio deste ano.

 

Cerca de 36 mil consumidores já ficaram sem energia elétrica de janeiro a maio deste ano, no Sul de Minas, por desligamentos da rede elétrica causados por pipas. Os casos registrados já passam de 100 segundo informações da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).

 

Segundo o eletricista da companhia em Pouso alegre (MG), Federico Santa Rosa, o uso de material cortante na linha pode conduzir energia até a criança, enquanto ela tenta tirar a pipa da rede. Ele também comenta as causas do rompimento da transmissão. “A rede elétrica tem um sistema de proteção. Na tentativa de tirar a pipa, um fio bate no uotro e causa o desligamento”, explica.

 

A Cemig informou ainda que, segundo dados do hospital que é referência em queimaduras no estado, o João XXIII em Belo Horizonte, somente em 2018, foram 22 atendimentos de vítimas do cerol e da linha chilena. Os casos são de traumatismos por quedas e queimaduras graves por causa dos choques.

Matéria extraída do G1


 


Cemig informou que foram 101 ocorrências de desligamentos de energia de janeiro a maio deste ano.


 


PATROCINADORES

Cerca de 36 mil consumidores já ficaram sem energia elétrica de janeiro a maio deste ano, no Sul de Minas, por desligamentos da rede elétrica causados por pipas. Os casos registrados já passam de 100 segundo informações da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).


 


Segundo o eletricista da companhia em Pouso alegre (MG), Federico Santa Rosa, o uso de material cortante na linha pode conduzir energia até a criança, enquanto ela tenta tirar a pipa da rede. Ele também comenta as causas do rompimento da transmissão. “A rede elétrica tem um sistema de proteção. Na tentativa de tirar a pipa, um fio bate no uotro e causa o desligamento”, explica.


 


A Cemig informou ainda que, segundo dados do hospital que é referência em queimaduras no estado, o João XXIII em Belo Horizonte, somente em 2018, foram 22 atendimentos de vítimas do cerol e da linha chilena. Os casos são de traumatismos por quedas e queimaduras graves por causa dos choques.


Matéria extraída do G1



Cemig informou que foram 101 ocorrências de desligamentos de energia de janeiro a maio deste ano.



Cerca de 36 mil consumidores já ficaram sem energia elétrica de janeiro a maio deste ano, no Sul de Minas, por desligamentos da rede elétrica causados por pipas. Os casos registrados já passam de 100 segundo informações da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).



PATROCINADORES

Segundo o eletricista da companhia em Pouso alegre (MG), Federico Santa Rosa, o uso de material cortante na linha pode conduzir energia até a criança, enquanto ela tenta tirar a pipa da rede. Ele também comenta as causas do rompimento da transmissão. “A rede elétrica tem um sistema de proteção. Na tentativa de tirar a pipa, um fio bate no uotro e causa o desligamento”, explica.



A Cemig informou ainda que, segundo dados do hospital que é referência em queimaduras no estado, o João XXIII em Belo Horizonte, somente em 2018, foram 22 atendimentos de vítimas do cerol e da linha chilena. Os casos são de traumatismos por quedas e queimaduras graves por causa dos choques.



Veja Também