news:

Notícias

Anastasia lidera pesquisa CNT/MDA para o governo de Minas

Publicado por TV Minas em 31/07/2018

foto_principal.jpg

Se a eleição fosse hoje, o tucano teria 21,5% dos votos, contra 13,3% do governador Fernando Pimentel.

 

O senador Antonio Anastasia (PSDB) está na frente na primeira pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT/MDA) que mostra a intenção de voto dos eleitores mineiros, divulgada nesta terça-feira (31). 

 

A pouco mais de dois meses da eleição, o pré-candidato tucano ao Palácio da Liberdade tem 21,5% da preferência do eleitorado, contra 13,3% que preferem a reeleição do governador Fernando Pimentel (PT).

 

No levantamento, o ex-prefeito Marcio Lacerda (PSB) tem 9,7% das intenções de voto. Na sequência aparecem Romeu Zema (Novo), Rodrigo Pacheco (DEM) e João Batista dos Mares Guia (Rede), respectivamente com 3,2%, 2,4% e 2%. A margem de erro é 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

 

De acordo com o levantamento, 28,1% dos eleitores votariam em branco ou anulariam a decisão, se o pleito fosse hoje e outros 19,7% dizem estar indecisos. 

 

A pesquisa desconsiderou uma possível candidatura do MDB ao governo, que pode ser do presidente da Assembleia Adalclever Lopes ou do vice-governador Antônio Andrade. 

 

 

Segundo turno

 

Em um eventual segundo turno entre Anastasia e Pimentel, a pesquisa mostrou que o tucano estaria eleito hoje com 33,6% dos votos, contra 21,6% de Pimentel. Neste cenário, os votos brancos, nulos e de indecisos somam 44,8% do total. Anastasia também vence na análise de um segundo turno disputado com Márcio Lacerda. Neste caso, o tucano aparece com 33% contra 19,6% do ex-prefeito socialista.

 

Já em uma disputa final entre Pimentel e Lacerda, o ex-prefeito de BH estaria hoje com 25,9% dos votos contra 23,1% de Pimentel. A diferença está dentro da margem de erro de 2,2 pontos percentuais.

 

 

Certeza do voto

 

A pesquisa CNT/MDA questionou os eleitores, ainda, sobre a certeza da opção para governador. Entre os que votam em Anastasia, 39,2% afirmaram que a opção é definitiva e 58,9% disseram que ainda podem mudar. 

 

Já entre os eleitores de Pimentel, 35,7% têm o voto certo e 63,5% consideram mudar. 

 

A maior chance de migração de votos entre os três primeiros colocados é entre os que optam pelo ex-prefeito Marcio Lacerda. Deles, 72,8% ainda podem escolher outro candidato e 26,2% dizem que a escolha pelo socialista é definitiva. 

 

 

Indecisos na espontânea

 

No levantamento espontâneo, quando não são oferecidos os nomes dos candidatos ao entrevistado, Anastasia está na frente com 3,1% da preferência, contra 1,4% de Pimentel e 0,9% de Lacerda. Nesta avaliação, 72,4% dos eleitores dizem estar indecisos e 20,6% afirmam que anulariam o voto ou o deixariam em branco. 

Se a eleição fosse hoje, o tucano teria 21,5% dos votos, contra 13,3% do governador Fernando Pimentel.


 


O senador Antonio Anastasia (PSDB) está na frente na primeira pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT/MDA) que mostra a intenção de voto dos eleitores mineiros, divulgada nesta terça-feira (31). 


 


A pouco mais de dois meses da eleição, o pré-candidato tucano ao Palácio da Liberdade tem 21,5% da preferência do eleitorado, contra 13,3% que preferem a reeleição do governador Fernando Pimentel (PT).


 


No levantamento, o ex-prefeito Marcio Lacerda (PSB) tem 9,7% das intenções de voto. Na sequência aparecem Romeu Zema (Novo), Rodrigo Pacheco (DEM) e João Batista dos Mares Guia (Rede), respectivamente com 3,2%, 2,4% e 2%. A margem de erro é 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.


 


De acordo com o levantamento, 28,1% dos eleitores votariam em branco ou anulariam a decisão, se o pleito fosse hoje e outros 19,7% dizem estar indecisos. 


 


A pesquisa desconsiderou uma possível candidatura do MDB ao governo, que pode ser do presidente da Assembleia Adalclever Lopes ou do vice-governador Antônio Andrade. 


 


 


Segundo turno


 


Em um eventual segundo turno entre Anastasia e Pimentel, a pesquisa mostrou que o tucano estaria eleito hoje com 33,6% dos votos, contra 21,6% de Pimentel. Neste cenário, os votos brancos, nulos e de indecisos somam 44,8% do total. Anastasia também vence na análise de um segundo turno disputado com Márcio Lacerda. Neste caso, o tucano aparece com 33% contra 19,6% do ex-prefeito socialista.


PATROCINADORES

 


Já em uma disputa final entre Pimentel e Lacerda, o ex-prefeito de BH estaria hoje com 25,9% dos votos contra 23,1% de Pimentel. A diferença está dentro da margem de erro de 2,2 pontos percentuais.


 


 


Certeza do voto


 


A pesquisa CNT/MDA questionou os eleitores, ainda, sobre a certeza da opção para governador. Entre os que votam em Anastasia, 39,2% afirmaram que a opção é definitiva e 58,9% disseram que ainda podem mudar. 


 


Já entre os eleitores de Pimentel, 35,7% têm o voto certo e 63,5% consideram mudar. 


 


A maior chance de migração de votos entre os três primeiros colocados é entre os que optam pelo ex-prefeito Marcio Lacerda. Deles, 72,8% ainda podem escolher outro candidato e 26,2% dizem que a escolha pelo socialista é definitiva. 


 


 


Indecisos na espontânea


 


No levantamento espontâneo, quando não são oferecidos os nomes dos candidatos ao entrevistado, Anastasia está na frente com 3,1% da preferência, contra 1,4% de Pimentel e 0,9% de Lacerda. Nesta avaliação, 72,4% dos eleitores dizem estar indecisos e 20,6% afirmam que anulariam o voto ou o deixariam em branco. 


Se a eleição fosse hoje, o tucano teria 21,5% dos votos, contra 13,3% do governador Fernando Pimentel.



O senador Antonio Anastasia (PSDB) está na frente na primeira pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes (CNT/MDA) que mostra a intenção de voto dos eleitores mineiros, divulgada nesta terça-feira (31). 



A pouco mais de dois meses da eleição, o pré-candidato tucano ao Palácio da Liberdade tem 21,5% da preferência do eleitorado, contra 13,3% que preferem a reeleição do governador Fernando Pimentel (PT).



No levantamento, o ex-prefeito Marcio Lacerda (PSB) tem 9,7% das intenções de voto. Na sequência aparecem Romeu Zema (Novo), Rodrigo Pacheco (DEM) e João Batista dos Mares Guia (Rede), respectivamente com 3,2%, 2,4% e 2%. A margem de erro é 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.



De acordo com o levantamento, 28,1% dos eleitores votariam em branco ou anulariam a decisão, se o pleito fosse hoje e outros 19,7% dizem estar indecisos. 



PATROCINADORES

A pesquisa desconsiderou uma possível candidatura do MDB ao governo, que pode ser do presidente da Assembleia Adalclever Lopes ou do vice-governador Antônio Andrade. 



Segundo turno



Em um eventual segundo turno entre Anastasia e Pimentel, a pesquisa mostrou que o tucano estaria eleito hoje com 33,6% dos votos, contra 21,6% de Pimentel. Neste cenário, os votos brancos, nulos e de indecisos somam 44,8% do total. Anastasia também vence na análise de um segundo turno disputado com Márcio Lacerda. Neste caso, o tucano aparece com 33% contra 19,6% do ex-prefeito socialista.



Já em uma disputa final entre Pimentel e Lacerda, o ex-prefeito de BH estaria hoje com 25,9% dos votos contra 23,1% de Pimentel. A diferença está dentro da margem de erro de 2,2 pontos percentuais.



PATROCINADORES

Certeza do voto



A pesquisa CNT/MDA questionou os eleitores, ainda, sobre a certeza da opção para governador. Entre os que votam em Anastasia, 39,2% afirmaram que a opção é definitiva e 58,9% disseram que ainda podem mudar. 



Já entre os eleitores de Pimentel, 35,7% têm o voto certo e 63,5% consideram mudar. 



A maior chance de migração de votos entre os três primeiros colocados é entre os que optam pelo ex-prefeito Marcio Lacerda. Deles, 72,8% ainda podem escolher outro candidato e 26,2% dizem que a escolha pelo socialista é definitiva. 



Indecisos na espontânea



No levantamento espontâneo, quando não são oferecidos os nomes dos candidatos ao entrevistado, Anastasia está na frente com 3,1% da preferência, contra 1,4% de Pimentel e 0,9% de Lacerda. Nesta avaliação, 72,4% dos eleitores dizem estar indecisos e 20,6% afirmam que anulariam o voto ou o deixariam em branco. 



Veja Também