news:

Sul de Minas

Corpo de mulher que sumiu após sair para caminhar é encontrado em rio

Publicado por TV Minas em 01/08/2018

foto_principal.jpg

Matéria extraída do G1

 

Mulher estava desaparecida desde o dia 24 de julho. O corpo estava dentro do Rio Sapucaí, na zona rural.

 

O corpo da dona de casa que desapareceu depois de sair para caminhar no dia 24 de julho foi encontrado na noite desta terça-feira (31) dentro do Rio Sapucaí. O corpo de Rita de Cássia Passos Maurício estava imerso na água e sem as roupas, na região do Pessegueiro, na divisa entre Itajubá e Piranguinho.

 

O Corpo de Bombeiros de Itajubá removeu o corpo do rio. Equipes de peritos e da Polícia Civil estiveram no local. O corpo de Rita foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itajubá e deve passar por necropsia. Até a publicação desta reportagem, não havia informações sobre o sepultamento.

 

Rita foi vista pela última vez quando saía para uma caminhada no bairro onde morava no Jardim Beira Rio, por volta das 17h. Depois desta ocasião, Rita não voltou mais para casa e não atendeu o celular. A família registrou o boletim de ocorrências e deu início às buscas.

 

Rita era casada e deixou três filhos pequenos. A dona de casa mantinha bom relacionamento com a família e vizinhos. De acordo com a família, não havia nenhuma razão para Rita sair de casa. Ela também não tinha transtornos mentais ou problemas de saúde.

Matéria extraída do G1


 


Mulher estava desaparecida desde o dia 24 de julho. O corpo estava dentro do Rio Sapucaí, na zona rural.


 


O corpo da dona de casa que desapareceu depois de sair para caminhar no dia 24 de julho foi encontrado na noite desta terça-feira (31) dentro do Rio Sapucaí. O corpo de Rita de Cássia Passos Maurício estava imerso na água e sem as roupas, na região do Pessegueiro, na divisa entre Itajubá e Piranguinho.


PATROCINADORES

 


O Corpo de Bombeiros de Itajubá removeu o corpo do rio. Equipes de peritos e da Polícia Civil estiveram no local. O corpo de Rita foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itajubá e deve passar por necropsia. Até a publicação desta reportagem, não havia informações sobre o sepultamento.


 


Rita foi vista pela última vez quando saía para uma caminhada no bairro onde morava no Jardim Beira Rio, por volta das 17h. Depois desta ocasião, Rita não voltou mais para casa e não atendeu o celular. A família registrou o boletim de ocorrências e deu início às buscas.


 


Rita era casada e deixou três filhos pequenos. A dona de casa mantinha bom relacionamento com a família e vizinhos. De acordo com a família, não havia nenhuma razão para Rita sair de casa. Ela também não tinha transtornos mentais ou problemas de saúde.


Matéria extraída do G1



Mulher estava desaparecida desde o dia 24 de julho. O corpo estava dentro do Rio Sapucaí, na zona rural.



O corpo da dona de casa que desapareceu depois de sair para caminhar no dia 24 de julho foi encontrado na noite desta terça-feira (31) dentro do Rio Sapucaí. O corpo de Rita de Cássia Passos Maurício estava imerso na água e sem as roupas, na região do Pessegueiro, na divisa entre Itajubá e Piranguinho.



PATROCINADORES

O Corpo de Bombeiros de Itajubá removeu o corpo do rio. Equipes de peritos e da Polícia Civil estiveram no local. O corpo de Rita foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itajubá e deve passar por necropsia. Até a publicação desta reportagem, não havia informações sobre o sepultamento.



Rita foi vista pela última vez quando saía para uma caminhada no bairro onde morava no Jardim Beira Rio, por volta das 17h. Depois desta ocasião, Rita não voltou mais para casa e não atendeu o celular. A família registrou o boletim de ocorrências e deu início às buscas.



Rita era casada e deixou três filhos pequenos. A dona de casa mantinha bom relacionamento com a família e vizinhos. De acordo com a família, não havia nenhuma razão para Rita sair de casa. Ela também não tinha transtornos mentais ou problemas de saúde.



Veja Também