news:

Notícias

Datafolha: Haddad e Ciro têm 13%; Bolsonaro lidera com 26%

Publicado por TV Minas em 15/09/2018

foto_principal.jpg

Petista avançou quatro pontos porcentuais depois de ser oficializado pelo PT como candidato; deputado federal cresceu dois pontos.

 

O Datafolha divulgou nesta sexta-feira, 14, uma nova pesquisa eleitoral com números para a corrida presidencial de 2018. No levantamento, o primeiro feito pelo instituto de pesquisas após o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad ser oficializado pelo PT como candidato ao Palácio do Planalto, em substituição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Haddad subiu quatro pontos porcentuais em relação ao levantamento anterior, divulgado na segunda-feira 10, e tem agora 13% das intenções de voto, mesmo número que Ciro Gomes (PDT). O pedetista se manteve com o mesmo percentual apurado na pesquisa anterior.

 

O líder na corrida presidencial, conforme o Datafolha, continua o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), com 26%, um avanço de dois pontos porcentuais sobre o último levantamento. Atingido por uma facada em um ato de campanha em Juiz de Fora (MG) na quinta-feira 6, Bolsonaro está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e passou por uma cirurgia de emergência na quarta-feira 12. Desde o atentado, o presidenciável cresceu quatro pontos porcentuais.

 

Considerando a margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, a vice-liderança na disputa presidencial tem ainda Geraldo Alckmin (PSDB), com 9%. O tucano está empatado dentro da margem de erro com Marina Silva (Rede), que aparece com 8%.

 

No levantamento anterior do instituto de pesquisas, Bolsonaro tinha 24% das intenções de voto, Ciro aparecia com 13%, empatado na margem de erro com Marina (11%), Alckmin (10%) e Haddad (9%).

 

Na pesquisa divulgada nesta sexta-feira, Alvaro Dias (Podemos), João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB) aparecem com 3% cada; Vera Lúcia (PSTU), Cabo Daciolo (Patriota), Guilherme Boulos (PSOL) têm 1% cada; João Goulart Filho (PPL) e José Maria Eymael (DC) não pontuaram. Eleitores que responderam que pretendem votar em branco ou nulo são 13%, enquanto eleitores que não sabem ou não responderam somam 6%.

 

A pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira ouviu hoje 2.820 eleitores nos 26 estados e no Distrito Federal entre os dias 13 e 14 de setembro. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número de identificação BR-05596/2018.

Petista avançou quatro pontos porcentuais depois de ser oficializado pelo PT como candidato; deputado federal cresceu dois pontos.


 


O Datafolha divulgou nesta sexta-feira, 14, uma nova pesquisa eleitoral com números para a corrida presidencial de 2018. No levantamento, o primeiro feito pelo instituto de pesquisas após o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad ser oficializado pelo PT como candidato ao Palácio do Planalto, em substituição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Haddad subiu quatro pontos porcentuais em relação ao levantamento anterior, divulgado na segunda-feira 10, e tem agora 13% das intenções de voto, mesmo número que Ciro Gomes (PDT). O pedetista se manteve com o mesmo percentual apurado na pesquisa anterior.


 


O líder na corrida presidencial, conforme o Datafolha, continua o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), com 26%, um avanço de dois pontos porcentuais sobre o último levantamento. Atingido por uma facada em um ato de campanha em Juiz de Fora (MG) na quinta-feira 6, Bolsonaro está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e passou por uma cirurgia de emergência na quarta-feira 12. Desde o atentado, o presidenciável cresceu quatro pontos porcentuais.


 


PATROCINADORES

Considerando a margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, a vice-liderança na disputa presidencial tem ainda Geraldo Alckmin (PSDB), com 9%. O tucano está empatado dentro da margem de erro com Marina Silva (Rede), que aparece com 8%.


 


No levantamento anterior do instituto de pesquisas, Bolsonaro tinha 24% das intenções de voto, Ciro aparecia com 13%, empatado na margem de erro com Marina (11%), Alckmin (10%) e Haddad (9%).


 


Na pesquisa divulgada nesta sexta-feira, Alvaro Dias (Podemos), João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB) aparecem com 3% cada; Vera Lúcia (PSTU), Cabo Daciolo (Patriota), Guilherme Boulos (PSOL) têm 1% cada; João Goulart Filho (PPL) e José Maria Eymael (DC) não pontuaram. Eleitores que responderam que pretendem votar em branco ou nulo são 13%, enquanto eleitores que não sabem ou não responderam somam 6%.


 


A pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira ouviu hoje 2.820 eleitores nos 26 estados e no Distrito Federal entre os dias 13 e 14 de setembro. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número de identificação BR-05596/2018.


Petista avançou quatro pontos porcentuais depois de ser oficializado pelo PT como candidato; deputado federal cresceu dois pontos.



O Datafolha divulgou nesta sexta-feira, 14, uma nova pesquisa eleitoral com números para a corrida presidencial de 2018. No levantamento, o primeiro feito pelo instituto de pesquisas após o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad ser oficializado pelo PT como candidato ao Palácio do Planalto, em substituição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Haddad subiu quatro pontos porcentuais em relação ao levantamento anterior, divulgado na segunda-feira 10, e tem agora 13% das intenções de voto, mesmo número que Ciro Gomes (PDT). O pedetista se manteve com o mesmo percentual apurado na pesquisa anterior.



O líder na corrida presidencial, conforme o Datafolha, continua o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), com 26%, um avanço de dois pontos porcentuais sobre o último levantamento. Atingido por uma facada em um ato de campanha em Juiz de Fora (MG) na quinta-feira 6, Bolsonaro está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e passou por uma cirurgia de emergência na quarta-feira 12. Desde o atentado, o presidenciável cresceu quatro pontos porcentuais.



PATROCINADORES

Considerando a margem de erro de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, a vice-liderança na disputa presidencial tem ainda Geraldo Alckmin (PSDB), com 9%. O tucano está empatado dentro da margem de erro com Marina Silva (Rede), que aparece com 8%.



No levantamento anterior do instituto de pesquisas, Bolsonaro tinha 24% das intenções de voto, Ciro aparecia com 13%, empatado na margem de erro com Marina (11%), Alckmin (10%) e Haddad (9%).



Na pesquisa divulgada nesta sexta-feira, Alvaro Dias (Podemos), João Amoêdo (Novo) e Henrique Meirelles (MDB) aparecem com 3% cada; Vera Lúcia (PSTU), Cabo Daciolo (Patriota), Guilherme Boulos (PSOL) têm 1% cada; João Goulart Filho (PPL) e José Maria Eymael (DC) não pontuaram. Eleitores que responderam que pretendem votar em branco ou nulo são 13%, enquanto eleitores que não sabem ou não responderam somam 6%.



A pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira ouviu hoje 2.820 eleitores nos 26 estados e no Distrito Federal entre os dias 13 e 14 de setembro. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número de identificação BR-05596/2018.



Veja Também